Artigo - Open Access.

Idioma principal

A GEOMORFOLOGIA NOS ESTUDOS DE IMPACTOS AMBIENTAIS E O PLANEJAMENTO AMBIENTAL PARA OCUPAÇÃO DE NOVAS ÁREAS

RODRIGUES, Jéssika de Oliveira Neles; SANTOS, Camilla Jerssica da Silva; PEREIRA, Valdeniza Delmondes; GUTIERRES, Henrique Elias Pessoa;

Artigo:

O Estudo de Impacto Ambiental (EIA) está previsto na legislação brasileira com o objetivo de subsidiar o licenciamento ambiental de empreendimentos e atividades consideradas efetiva ou potencialmente causadoras de significativa degradação do meio. O EIA contempla a abordagem dos conhecimentos do meio físico, destacando-se a importância da geomorfologia, que se justifica por subsidiar o planejamento para ocupação de novas áreas. O trabalho tem o objetivo de analisar a abordagem da geomorfologia nos EIAs aprovados pelo órgão ambiental da Paraíba entre os anos de 2005 e 2014. Os dados apresentados e discutidos neste trabalho demonstram que o conhecimento geomorfológico tem sido subutilizado no âmbito dos estudos de impactos ambientais e que, se for aplicado à solução/prevenção de problemas ambientais ao invés de somente descrever o ambiente, dará substância à tomada de decisão no processo de licenciamento de empreendimentos que causam grande impacto ao equilíbrio ambiental.

Artigo:

Palavras-chave: Estudo de Impacto Ambiental, Geomorfologia, Planejamento,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-eneeamb2016-la-003-5031

Referências bibliográficas
  • [1] CHISTOFOLETTI, A. Modelagem de sistemas ambientais. São Paulo: Edgard Blucher, 1999.
  • [2] CHRISTOFOLETTI, A. Aplicabilidade do conhecimento geomorfológico nos projetos de planejamento. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 7ª ed. p. 365-39, 2007.
  • [3] BRASIL. Resolução CONAMA nº 001, de 23 de janeiro de 1986. Disponível em: <
  • [4] http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res86/res0186.html >
  • [5] GUERRA, A. J. T.; MARÇAL, M. dos S. Geomorfologia Ambiental. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2006.
  • [6] HOOKE, J. M. Geomorphology in Environmental Planning. Plymouth, John Wiley and Sons Ltd., 1988.
  • [7] KOHLER, H. C. A escala na análise geomorfológica. Revista Brasileira de Geomorfologia, Volume 2, nº1, 2001, pp. 21-23.
  • [8] MPF, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Deficiências em estudos de impacto ambiental: síntese de uma experiência. Brasília: Escola Superior do Ministério Público, 2004.
  • [9] ROSS, Jurandyr Luciano Sanches. Geomorfologia Aplicada aos EIA`s-RIMA`s. In: GUERRA, Antônio José Teixeira; CUNHA, Sandra Baptista da (org.). Geomorfologia e Meio ambiente. 3ª ed. Bertrand Brasil. Rio de Janeiro, 2000.
  • [10] ROSS, Jurandyr Luciano Sanches; FIERZ, Marisa de Souto Matos. Algumas técnicas de pesquisa em geomorfologia. In: VENTURI, Luis Antônio Bittar (Org.). Praticando a geografia: técnicas de campo e laboratório em geografia e análise ambiental. São Paulo: Oficina de Textos, 2009. p.69-84.
  • [11] SÁNCHEZ, Luis Enrique. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. São Paulo: Oficina de Textos, 20
  • [12] SANTOS, R. F. Planejamento Ambiental: Teoria e Prática. São Paulo: Oficina de Textos, 2004.
Como citar:

RODRIGUES, Jéssika de Oliveira Neles; SANTOS, Camilla Jerssica da Silva; PEREIRA, Valdeniza Delmondes; GUTIERRES, Henrique Elias Pessoa; "A GEOMORFOLOGIA NOS ESTUDOS DE IMPACTOS AMBIENTAIS E O PLANEJAMENTO AMBIENTAL PARA OCUPAÇÃO DE NOVAS ÁREAS", p. 174-181 . In: Anais do XIV Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Ambiental [= Blucher Engineering Proceedings v.3 n.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-eneeamb2016-la-003-5031

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações