Artigo - Open Access.

Idioma principal

A DINÂMICA DO SISTEMA INOVATIVO DA SAÚDE NO RIO GRANDE DO SUL: UMA ANÁLISE A PARTIR DAS INTERAÇÕES ENTRE OS AGENTES

TATSCH, Ana Lúcia; RUFFONI, Janaina; BOTELHO, Marisa dos Reis A.;

Artigo:

A concepção de sistemas de inovação permite uma análise do processo inovativo em diferentes âmbitos (nacional, regional/local e setorial). Essa abordagem sistêmica é a que orienta o presente trabalho que visa contribuir para descortinar a dimensão territorial do sistema produtivo e inovativo da saúde no Rio Grande do Sul. A análise de como os diferentes agentes – empresas industriais, hospitais de ensino e grupos de pesquisa – interagem constitui o principal objeto de estudo. A questão analítica central é o exame das fontes de conhecimento para inovar utilizadas pelas empresas industriais e pelos hospitais. O estudo foi realizado através da pesquisa de dados secundários e primários. A investigação de campo deu-se com base na aplicação de questionários junto aos atores-chave do sistema em foco. Ao analisar as fontes de conhecimento para a inovação a partir de diferentes perspectivas - grupos de pesquisa, prestadores de serviços (hospitais) e indústria - pontos fortes e fracos do sistema regional de inovação foram revelados. Conclui-se que, além de aumentar a produção científica, é importante que os segmentos produtivos melhor apropriem-se do conhecimento gerado no setor científico.

Artigo:

The concept of innovation systems enables an analysis of the innovation process in different contexts (national, regional/local and sectoral). This is a systemic approach that guides this study helping to uncover the territorial dimension of the production system and innovative health in Rio Grande do Sul. The analysis of how the different agents – industrial firms, teaching hospitals and research groups - interact is the main object of study. The central issue is the analytical examination of the sources of knowledge to innovat, generation and diffusion of knowledge and its impact on the provision of healthcare services and products in the territory. The study was conducted through a literature review and research of secondary and primary data. The field research was based on questionnaires along with key actors in the system focused. When analyzing the sources of knowledge for innovation from different perspectives, the research groups, service providers (hospitals) and the industry, strengths and weaknesses of the regional innovation system have been revealed. We conclude that, in addition to increasing the scientific production, it is important to improve the productive sector’s use of the knowledge generated in the scientific sector.

Palavras-chave: sistema de inovação em saúde; fontes de conhecimento; interações entre agentes; Rio Grande do Sul,

Palavras-chave: Health innovation systems; knowledge sources; interactions among agents; Rio Grande do Sul,

DOI: 10.5151/engpro-1enei-002

Referências bibliográficas
  • [1] ALBUQUERQUE, E. da M.; CASSIOLATO, J. E. As Especificidades do Sistema de Inovação do Setor Saúde. Revista de Economia Política, v. 22, n. 4 (88), outubro-dezembro 2002.
  • [2] BARBOSA, P. R; GADELHA, C. A. G. O papel dos hospitais na dinâmica de inovação em saúde. Revista de Saúde Pública 46 (Supl), p. 68-75, 201
  • [3] ASHEIM, B.; GERTLER, M. S. The geography of innovation: regional innovation systems. The Oxford Handbook of Innovation, Oxford University Press, Oxford, 2006.
  • [4] BOTELHO, M. DOS R. A.; TATSCH, A. L. Health services and innovation in Brazil: an analysis based on teaching and research hospitals in Rio Grande do Sul and Minas Gerais. In: CASSIOLATO, J. E.; SOARES, M. C. C. (Eds.). Health systems, equity and development. Rio de Janeiro: E-papers, 2015. p. 355-381.
  • [5] BRESCHI, S.; MALERBA, F. Sectoral Innovation Systems: Technological Regimes, Schumpeterian Dynamics, and Spatial Boundaries. In: EDQUIST, C. (Ed.). Systems of Innovation: technologies, institutions and organizations. London: Pinter, p.130-56, 1997.
  • [6] CASSIOLATO, J. E.; SOARES, M. C. C. (Eds.). Health systems, equity and development. Rio de Janeiro: E-papers, 2015.
  • [7] CHAVES, C. V.; ALBUQUERQUE, E. M. Desconexão no sistema de inovação do setor saúde: uma avaliação preliminar do caso brasileiro a partir de estatísticas de patentes e artigos. Revista de Economia Aplicada, v. 10, p. 523-539, 2006.
  • [8] CHAVES, C. V.; MORO, S. Investigating the interaction and mutual dependence between science and technology. Research Policy, v. 36, p. 1204-1220, 2007.
  • [9] COOKE, Philip. Introduction: origins of the concept. In: BRACZYK, Hans-Joachim; COOKE, Philip; HEIDENREICH, Martin (Ed.). Regional Innovation Systems. London: UCL Press, 1998. p 2-25.
  • [10] COSTA, A. B. da; RUFFONI, J.; PUFFAL, D. Proximidade Geográfica e Interação Universidade-Empresa no Rio Grande do Sul. Revista de Economia (Curitiba), v. 37, p. 213- 238, 2011.
  • [11] DJELLAL, F.; GALLOUJ, F. Mapping innovation dynamics in hospitals. Research Policy, 34, p. 817–835, 2005.
  • [12] EDQUIST, C. (Ed.). Systems of innovation: technologies, institutions, and organizations. Londres: Pinter, 1997.
  • [13] FREEMAN, C. The ‘National System of Innovation’ in Historical Perspective. Cambridge Journal of Economics, 19, p. 5-24, 1995.
  • [14] FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ et al. A saúde no Brasil em 2030: diretrizes para a prospecção estratégica do sistema de saúde brasileiro. Rio de Janeiro: Fiocruz/Ipea/ Ministério da Saúde/Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, 2012.
  • [15] GADELHA, C. A. G. O complexo industrial da saúde e a necessidade de um enfoque dinâmico na economia da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 8, n. 2, p. 521-35, 2003.
  • [16] GADELHA, C. (Coord.). Perspectivas do investimento em saúde. Rio de Janeiro: UFRJ, 2008 / 2009. Relatório final do estudo do sistema produtivo Saúde, integrante da pesquisa “Perspectivas do Investimento no Brasil”, realizada por IE/UFRJ e IE/UNICAMP. Disponível em: http://www.projetopib.org/?p=documentos
  • [17] GADELHA, C. A. G. (Coord.). A dinâmica do sistema produtivo da saúde: inovação e complexo econômico-industrial. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2012.
  • [18] GELIJNS, A. C.; ROSEMBERG, N. The changing nature of medical technology development. In: ROSEMBERG, N.; GELIJNS, A. C.; DAWKINS, H. Sources of medical technology: universities and industry. Washington: National Academy Press, 1995.
  • [19] HICKS D.; KATZ, J. S. Hospitals: the hidden research system. Science and Public Policy 23(5), 297-304, 1996.
  • [20] INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Pesquisa de Inovação 2011. Rio de Janeiro: IBGE, 2013.
  • [21] JOHNSON, B. Introduction of Part I Systems of innovation: overview and basis concepts. In: EDQUIST, C. (Ed.). Systems of innovation: technologies, institutions, and organizations. Londres, 1997.
  • [22] LAMBERTY, M. J. O sistema de inovação em saúde: um estudo sobre as empresas industriais de equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos gaúchas. São Leopoldo: Unisinos, 2014. Dissertação (Mestrado em Economia), Pós-Graduação em Economia, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2014.
  • [23] LUNDVALL, B-Å. (Ed.). National innovation systems: towards a theory of innovation andinteractive learning. London: Pinter, 1992.
  • [24] LUNDVALL, B-Å et al. National systems of production, innovation and competence building. Research Policy, n. 31, p. 213-231, 2002.
  • [25] NELSON, R. (Ed.). National Innovation Systems: a comparative analysis. Nova York: Oxford University, 1993.
  • [26] NELSON, R. R.; BUTERBAUGHB, K.; PERLB, M.; GELIJNS, A. How medical know-how progresses. Research Policy, n. 40, p. 1339–1344, 2011.
  • [27] STEFANI, R. Inovação da firma e dinâmicas de proximidade: o caso da indústria de equipamentos medicos, hospitalares e odontológicos do RS. São Leopoldo: Unisinos, 2015. Dissertação (Mestrado em Economia), Pós-Graduação em Economia, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2015.
  • [28] TATSCH, A. L.; BATISTI, V.; FRAGA, W. S. O sistema inovativo da saúde gaúcho: uma análise a partir do caso de Porto Alegre voltado aos tratamentos cardiovasculares e oncológicos. In: Anais do XI Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos - XI ENABER. Foz do Iguaçu: Enaber, 2013.
  • [29] WINDRUM, P.; GARCÍA-GOÑI, M. A neo-schumpeterian model of health services innovation. Research Policy, 37, p. 649–672, 2008.
Como citar:

TATSCH, Ana Lúcia; RUFFONI, Janaina; BOTELHO, Marisa dos Reis A.; "A DINÂMICA DO SISTEMA INOVATIVO DA SAÚDE NO RIO GRANDE DO SUL: UMA ANÁLISE A PARTIR DAS INTERAÇÕES ENTRE OS AGENTES", p. 22-38 . In: Anais do 1º Encontro da Nacional de Economia Industrial e Inovação [=Blucher Engineering Proceedings, v.3 n.4]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-1enei-002

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações