Artigo - Open Access.

Idioma principal

A CONFORMAÇÃO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA: CENÁRIOS INTERNACIONAL E NACIONAL

PEREIRA, Wallace Marcelino; CARIO, Silvio Antonio Ferraz;

Artigo:

O objetivo deste artigo é investigar a posição relativa brasileira em relação ao resto do mundo, e evidenciar a existência de perda de capacidade da indústria nacional de levar a cabo um processo de desenvolvimento econômico capaz colocar o Brasil, dentre aqueles países, cuja renda per capita e incorporação de progresso técnico são os motores da transformação econômica e social. Os resultados evidenciaram que o deslocamento brasileiro para faixas inexpressivas no quadro de países exportadores de manufaturados, é reflexo da mudança da dinâmica internacional de capitais que se tornaram mais financeirizadas, da perda de capacidade da indústria nacional em acompanhar a corrida tecnológica internacional, bem como apresenta relação com o grau de abertura da economia brasileira, após meados da década de 90. A atualidade tem mostrado que se até 2005 podia-se constatar que “o passado havia cobrado do presente os 25 anos em que a estratégia de desenvolvimento delegou ao capital estrangeiro o papel de agente transformador e financiador do crescimento, os dados analisados sugerem que o passado não só continua cobrando as falhas de estratégia, como o presente tem paulatinamente restringido o tamanho das janelas de acesso ao novo paradigma técnico produtivo do futuro.

Artigo:

The purpose of this article is to investigate the Brazilian position relative to the rest of the world, and demonstrate the existence of the domestic industry capacity loss carry out a capable economic development process put Brazil among those countries whose income per capita and incorporation of technical progress are the engines of economic and social transformation. The results showed that the Brazilian moving to inexpressive bands in the context of countries exporting manufactured goods, reflects the changing international dynamics of capital that have become more financeirizadas, the loss of the domestic industry capacity to monitor the international technology race and presents relationship with the degree of openness of the Brazilian economy after the mid-90's today has shown that by 2005 could be seen that "the past had charged the present 25 years in the development strategy has delegated to foreign capital the role of change agent and financier of growth, the data suggest that the past continues not only charging the strategy of failure, as this has gradually restricted the size of the windows of access to new production technician future paradigm.

Palavras-chave: Desindustrialização, Mudança Estrutural, Indústria, Comércio Internacional, Estratégia de Desenvolvimento,

Palavras-chave: Deindustrialization, Structural Change, Manufacture, International Trade, Development Strategy,

DOI: 10.5151/engpro-1enei-001

Referências bibliográficas
  • [1] AREND, M. A industrialização do Brasil ante a nova divisão internacional do trabalho. In: IPEA. Presente e Futuro: desafios ao desenvolvimentismo brasileiro. IPEA, 2014.
  • [2] AREND, M. Anos de industrialização do Brasil (1955-2005): uma análise evolucionária. Porto Alegre: 2009. 50. Tese de Doutorado. Tese (Doutorado)–Faculdade de Ciências Econômicas–Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2009.
  • [3] AREND, M.; FONSECA, P. C. D. Brasil (1955-2005): 25 anos de catching up, 25 anos de falling behind. Revista de Economia Política, v. 32, n. 1, p. 33-54, 2012.
  • [4] BLACKABY, F. T. (1978). De-industrialisation. Heinemann Educational Books. London.
  • [5] BONELLI, Regis; PESSOA, Samuel; MATOS, Silvia. Desindustrialização no Brasil: fatos e interpretação. O futuro da indústria no Brasil: desindustrialização em debate. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, p. 201-225, 2013.
  • [6] BRESSER-PEREIRA, L. C.; MARCONI, N. "Doença holandesa e desindustrialização." Valor Econômico 25, 2009.
  • [7] BRESSER-PEREIRA, L. C.; MARCONI, N. Existe Doença Holandesa no Brasil? IV Fórum de Economia da Fundação Getúlio Vargas. 2008.
  • [8] BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Maldição dos recursos naturais. Folha de S. Paulo, v. 6, n. 06, 2005.
  • [9] CAIRNCROSS, Alec. (1978). What is De-industrialisation? In: Blackaby, F. (ed.), Deindustrialisation. Heinemann Educational Books. London.
  • [10] CANO, W. A desindustrialização no Brasil. Campinas: Instituto de Economia/Unicamp, (Texto para discussão n. 200), 2012.
  • [11] CARNEIRO, R. Crise, ajustamento e estagnação, a economia brasileira do período de 1974-89. Economia e Sociedade, v. 2, n. 1, p. 145-169, 2016.
  • [12] CARNEIRO, R. Impasses do desenvolvimento brasileiro: a questão produtiva. Textos para Discussão, Campinas: IE/UNICAMP, n. 153, nov. 2008.
  • [13] CARNEIRO, R. Desenvolvimento em crise: a economia brasileira no último quarto do século XX. Unesp, 2002.
  • [14] COMIN, A. A desindustrialização truncada:: perspectivas do desenvolvimento econômico brasileiro.. 2009. 271 f. Tese (Doutorado) - Curso de Economia, Economia, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.
  • [15] COUTINHO, L. A especialização regressiva: um balanço do desempenho industrial pós-estabilização. Brasil: desafios de um país em transformação. Rio de Janeiro: José Olympio, p. 84-115, 1997.
  • [16] FEIJÓ, C. OLIVEIRA, D. “Mudanças estruturais na economia brasileira e seus impactos sobre a evolução da produtividade na indústria de transformação pós- 1990” In: AZEVEDO, A.F; FEIJÓ, C; CORONEL, D.A. (orgs). A Desindustrialização Brasileira. Editora Unisinos, São Leopoldo. 2013.
  • [17] FERRAZ, J. C.; KUPFER, D; HAGUENAUER, L.. Made in Brazil: desafios competitivos para a indústria. Rio de janeiro: Campus, p. 386, 1995.
  • [18] JAEGERS, Thomas; LIPP-LINGUA, Carmen; AMIL, Digna. High-technology and medium-high technology industries main drivers of EU-27's industrial growth. Statistics in Focus, v. 1, 2013.
  • [19] LAPLANE, M.; SARTI, F. Prometeu Acorrentado: o Brasil na indústria mundial no início do século XXI. Política Econômica em Foco, n. 7, p. 271-291, 2006.
  • [20] LAZZARINI, S. G.; JANK, M. S.; INOUE, CFK. Commodities no Brasil: maldição ou bênção. O futuro da indústria no Brasil: desindustrialização em debate. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, p. 201-225, 2013.
  • [21] MACARINI, J. P. A política econômica da ditadura militar no limiar do “milagre” brasileiro: 1967/69. Campinas: IE/UNICAMP, (Texto para discussão, n. 99) 2000.
  • [22] MACARINI, J. P. A política econômica do governo Médici: 1970-1973. Nova economia, v. 15, n. 3, p. 53-92, 2005.
  • [23] MORCEIRO, Paulo César. Desindustrialização na economia brasileira no período 2000- 2011: abordagens e indicadores. Coleção PROPG Digital (UNESP), p. 301 p.: il., gráfs., tabs., 2012.
  • [24] OREIRO, José Luis; FEIJÓ, Carmem A. Desindustrialização: conceituação, causas, efeitos e o caso brasileiro. Revista de economia política, v. 30, n. 2, p. 219-232, 2010.
  • [25] PALMA, José Gabriel (2005). Quatro fontes de “desindustrialização” e um novo conceito de “doença holandesa”. Trabalho apresentado na Conferência de Industrialização, Desindustrialização e Desenvolvimento, organizada pela FIESP e IEDI. Centro Cultural da FIESP, 28 de Agosto de 2005.
  • [26] PALMA, José Gabriel (2008). “De-industrialization”, “premature” de-industrialization and the Dutch Disease. In: Durlauf, S. N.; Blume, L. E. (org.), The New Palgrave Dictionary of Economics. Second Edition. Palgrave Macmillan.
  • [27] ROWTHORN, R. e COUTTS, K. Commentary: Deindustrialisation and the balance of payments in advanced economies. Cambridge Journal of Economics. vol. 28, no. 5, 767–790. 2004.
  • [28] ROWTHORN, R.; RAMASWAMY, R. Deindustrialization: causes and implications. International Monetary Fund, Staff Studies for the Economic Outlook, pp.61-77, December, 1997.
  • [29] ROWTHORN, R.; RAMASWAMY, R. Growth, trade, and deindustrialization. IMF Staff papers, p. 18-41, 1999.
  • [30] SAMPAIO, D. P, Desindustrialização e estruturas produtivas regionais no brasil. 2009. 256 f. Tese (Doutorado) - Curso de Economia, Economia, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.
  • [31] SARTI, F.; HIRATUKA, C., Desenvolvimento industrial no Brasil: oportunidades e desafios futuros. Campinas: IE. Unicamp, 2011.
  • [32] SILVA, H. C. O processo de desindustrialização: uma avaliação sob a perspectiva da economia brasileira (1990-2010). 157 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Economia, Economia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.
  • [33] SINGH, A. (1977). UK Industry and the World Economy: A case of Deindustrialization? Cambridge Journal of Economics. Vol. 1, n° 2, june.
  • [34] SOARES, C; TEIXEIRA, A; OREIRO, J.L. Uma Análise Empírica dos Determinantes da Desindustrialização no Caso Brasileiro In: AZEVEDO, A.F; FEIJÓ, C; CORONEL, D.A. (orgs). A Desindustrialização Brasileira. Editora Unisinos, São Leopoldo. 2013.
  • [35] SUZIGAN, W. Situação atual da indústria brasileira e implicações para a política industrial. Planejamento e Políticas Públicas, Rio de Janeiro, n. 6, 1991.
  • [36] TREGENNA, Fiona. Characterising deindustrialisation: An analysis of changes in manufacturing employment and output internationally. Cambridge Journal of Economics, v. 33, n. 3, p. 433-466, 2009.
  • [37] UNCTAD. World Development Report. Genebra, 2003.
Como citar:

PEREIRA, Wallace Marcelino; CARIO, Silvio Antonio Ferraz; "A CONFORMAÇÃO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA: CENÁRIOS INTERNACIONAL E NACIONAL", p. 1-21 . In: Anais do 1º Encontro da Nacional de Economia Industrial e Inovação [=Blucher Engineering Proceedings, v.3 n.4]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-1enei-001

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações