dezembro 2014 vol. 1 num. 1 - X Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

VARIABILIDADE SEMANAL DA INFLUÊNCIA DO TRÁFEGO VEICULAR NA ESPESSURA ÓPTICA DE AEROSSOL EM UM SÍTIO LOCALIZADO NO SUL DO BRASIL

MAIA, M. A.; BERTÊ, M.; PERES, L.V.; PINHEIRO, D.K.;

Artigo:

O aerossol atmosférico é constituído por um conjunto de partículas sólidas ou líquidas em suspensão na atmosfera e a sua origem pode ser natural ou antropogênica. Como centros urbanos reúnem uma grande frota veicular, pode-se dizer que existe uma quantidade considerável de aerossóis proveniente de tal atividade. Santa Maria, cidade localizada no Sul do Brasil, Com 262.368 habitantes, segundo o censo IBGE de 2011, é também denominada de cidade universitária, devido à presença da Universidade Federal de Santa Maria. Assim, existe um grande fluxo de pessoas e veículos para o campus da UFSM diariamente, logo foi analisada influência do tráfego veicular na espessura óptica de aerossóis (EOA). Através da utilização dos dados do Espectrofotômetro Brewer, foi possível obter os valores para as Espessuras Ópticas Atmosféricas, através do método de Langley. Foram calculadas as EOA de duas em duas horas, iniciando às 8 horas e finalizando às 18 horas, para os comprimentos de onda 306,3, 310,1, 313,5, 316,8 e 320,1 nm. Foi possível observar graficamente através da análise dos dados, que a quantidade de EOA é maior no intervalo de horário do 12:00 às 13:59. Isso se deve ao fato de que a circulação de veículos é consideravelmente maior, implicando no aumento de aerossóis na atmosfera.

Artigo:

Palavras-chave: Método de Langley, fluxo de veículos, aerossóis.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/chemeng-cobec-ic-01-ea-011

Referências bibliográficas
  • [1] ALBUQUERQUE, T.T.A., ANDRADE, M.F., YNOUE, R.Y., 201 Characterization of atmospheric aerosols in the city of São Paulo, Brazil: comparisons between polluted and unpolluted periods. Environ Monit Assess (2012) 184:969–984.
  • [2] ALBUQUERQUE, T.T.A.; ANDRADE, M.F., 2003. Distribuições do Tamanho de Aerossol Atmosférico na Região Metropolitana de São Paulo: Estudo de Um Caso para o Inverno de 2003.
  • [3] ALONSO, C.D., MARTINS M.H.R.B., ROMANO, J, GODINHO, R., 1997. São Paulo Aerosol Characterization Study, Journal of the Air Andamp; Waste Management Association, 47, 1297-1300.
  • [4] ARTAXO, P., CASTANHO, A.D.A, 2001. Wintertime and summertime São Paulo aerosol source apportionment study. Atmospheric Environment 35 (2001), 4889– 4902.
  • [5] CASTANHO, A. D. A., 1999. A determinação quantitativa de fontes de material particulado na atmosfera da cidade de São Paulo. Dissertação de Mestrado, IF-USP.
  • [6] MAIOLI, B.G., 2011. Quantificação e Caracterização do Material Particulado Fino (MP2,5) na Região Metropolitana da Grande Vitória – ES. Vitória, Espírito Santo.
  • [7] SEINFELD, J.H., PANDIS, S.N., 1998. Atmospheric Chemistry and Physics: from Air Pollution to Climate Change. Wiley, New York.
Como citar:

MAIA, M. A.; BERTÊ, M.; PERES, L.V.; PINHEIRO, D.K.; "VARIABILIDADE SEMANAL DA INFLUÊNCIA DO TRÁFEGO VEICULAR NA ESPESSURA ÓPTICA DE AEROSSOL EM UM SÍTIO LOCALIZADO NO SUL DO BRASIL", p. 124-129 . In: . São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobec-ic-01-ea-011

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações