Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

VALIDAÇÃO DA METODOLOGIA POR CROMATAGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA ACOPLADA AO DETECTOR DE ÍNDICE DE REFRAÇÃO PARA A ANÁLISE DE CARBOIDRATOS PRESENTES NO BAGAÇO DE CANA-DE- AÇÚCAR

FERREIRA, A. A.; BON, E. S. P.; CARVALHO, M. M. T.; PEREIRA, D. S.;

Artigo Completo:

Os biocombustíveis apareceram como uma alternativa ao combustível derivado de reservas fósseis em resposta à preocupação crescente com as questões climáticas resultantes, em grande parte, do uso do petróleo. A biomassa lignocelulósica é a maior fonte de matéria-prima para produção de etanol de segunda geração. Adicionalmente, em comparação com o uso do petróleo, os biocombustíveis tem a vantagem de serem renováveis e o seu uso tem menor impacto ambiental. A metodologia utilizada nos procedimentos analíticos para a determinação da composição química dos materiais lignocelulósicos é de extrema importância em estudos para o seu uso industrial. A técnica por CLAE usando a detecção por IR é a mais utilizada uma vez que é capaz de realizar medições rápidas, sensíveis, precisas e exatas. Para garantir a confiabilidade dessa técnica é importante que o método de análise seja validado, a fim de comprovar a garantia de qualidade e consistência dos resultados analíticos. Alguns dos parâmetros validados nesse trabalho foram a linearidade e a precisão, e ambos se mostraram satisfatórios para que a utilização do método.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2015-175-32659-248722

Referências bibliográficas
  • [1] Badger, P. C (2002). “Ethanol from cellulose: A general review.” Trends in new crops and new uses 17-2
  • [2] Cheng, C., C.-S. Chen, et al. (2010). "On-line de salting and carbohydrate analysis for immobilize denzymehydrolysis of waste cellulosic biomass by column-switching high-performance liquid chromatography." Journal of Chromatography 1217(14): 2104-2110.
  • [3] Hahn-Hägerdal, B., M. Galbe, et al. (2006). "Bio-ethanol – the fuel of tomorrow from the residues of today." Trends in Biotechnology 24(12): 549-556.
  • [4] Kuhad, R. C., R. Gupta, et al. (2011). "Bioethanol production from pentose sugars: Current status and future prospects." Renewable and Sustainable Energy Reviews 15 (9): 4950-4962.
  • [5] Pandey, A., C. R. Soccol, et al. (2000). "Biotechnological potential of agro-industrial residues. I: sugarcane bagasse." Bioresource Technology 74 (1): 69-80.
  • [6] Raessler, M. (2011). "Sample preparation and current applications of liquid chromatography for the determination of non-structural carbohydrates in plants." TrACTrends in AnalyticalChemistry 30(11): 1833-1843.
  • [7] Sarkar, P., E. Bosneaga, et al. (2009). "Plant cell walls throughout evolution: towards a molecular understanding of their design principles." Journal of Experimental Botany 60(13): 3615-3635.
  • [8] Sluiter, B. Hames, R. Ruiz, C. Scarlata, J. Sluiter, and D. Templeton. (2008).Determination of Sugars, Byproducts, and in Liquid Fraction Process Samples. Laboratory Analytical Procedure (LAP) of NREL. Technical Report NREL/TP-510-42623.
  • [9] Zhang, Y. H. P. (2008). "Reviving the carbohydrate economy via multi-product lignocellulose biorefineries." Journal of Industrial Microbiology Andamp; Biotechnology 35(5): 367-375.
Como citar:

FERREIRA, A. A.; BON, E. S. P.; CARVALHO, M. M. T.; PEREIRA, D. S.; "VALIDAÇÃO DA METODOLOGIA POR CROMATAGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA ACOPLADA AO DETECTOR DE ÍNDICE DE REFRAÇÃO PARA A ANÁLISE DE CARBOIDRATOS PRESENTES NO BAGAÇO DE CANA-DE- AÇÚCAR", p. 1227-1232 . In: Anais do XI Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.3]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2015-175-32659-248722

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações