dezembro 2014 vol. 1 num. 5 - II Congresso Brasileiro de Medicina Hospitalar

Resumo - Open Access.

Idioma principal

Uso De Espironolactona Em Pacientes Com Insuficiência Cardíaca Em Hospital Público Terciário No Brasil

Spagnol, M.F.; Wajner, A.; Brauner, J.S.; Aguiar, F.M.; Dias, P.S.; Maccarini, J.L.; Waldemar, F.S.;

Resumo:

A insuficiência cardíaca (IC) é uma doença crônica comum na atualidade. A necessidade de uma intervenção terapêutica adequada é justificada pela sua alta morbidade e mortalidade. O uso de antagonistas da aldosterona, como a espironolactona, mostrou-se eficaz em alguns estudos. Objetivo: Relacionar o uso de espironolactona e desfechos clínicos, reinternação ou visita à emergência em 30 dias, em pacientes com IC em um hospital terciário do sul do Brasil. Objetivo secundário: Descrição da população estudada avaliação dos óbitos intra- hospitalares avaliação das medicações prescritas na última prescrição hospitalar. Materiais e Métodos: Coorte histórica de pacientes internados com diagnóstico de IC pelo escore de Charlson em 2009 e 2010 no Hospital Nossa Senhora da Conceição de Porto Alegre. Foram incluídos apenas os pacientes com Fração de Ejeção (FE) menor que 40% e idade maior que dezoito anos. Resultados: Apenas 33,7% da população estudada estava em uso de espironolactona. O Odds ratio para o desfecho combinado foi de Odds Ratio 0,64(0,38-1,08) p = 0.09 . Dos pacientes que receberam prescrição de espironolactona 36% não estavam em uso da terapêutica básica com iECA/BRA e betabloqueador. Conclusão: Não houve associação entre o uso de espironolactona e o desfecho combinado apesar de uma forte tendência de diminuição de risco.

Resumo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/medpro-II-cbmh-098

Referências bibliográficas
Como citar:

Spagnol, M.F.; Wajner, A.; Brauner, J.S.; Aguiar, F.M.; Dias, P.S.; Maccarini, J.L.; Waldemar, F.S.; "Uso De Espironolactona Em Pacientes Com Insuficiência Cardíaca Em Hospital Público Terciário No Brasil", p. 98 . In: . São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-II-cbmh-098

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações