Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

UMA REFLEXÃO SOBRE A SUBJETIVIDADE EM PROCESSOS CRIATIVOS DO DESIGN E DA ARQUITETURA

THINKING ABOUT SUBJECTIVITY INTO CREATIVE PROCESSES RELATED TO DESIGN AND ARCHITECTURE

MARTINS, Miguel Cañas; EVERLING, Marli Teresinha;

Artigo:

Este artigo visa refletir acerca dos processos criativos em design e arquitetura e suas interseções considerando contextos de imersão e de experiências para projetos de arquitetura. Para isso, esta explanação irá dissertar sobre a abordagem de alguns designers, arquitetos e artistas que coincidem na abordagem de procedimentos ou metodologias. Como resultado, a investigação visa apontar para uma abordagem sobre procedimentos em arquitetura através do olhar do design, como uma ferramenta para a produção de significado, expressão, construção de valores e conceitos em um contexto contemporâneo.

Artigo:

The aim of this article is to analyse the creative processes in design and architecture and their intersections considering immersion contexts and experiences for architecture projects. For this reason, the approach will look for some designers, architects and artists whose studies coincide in procedures or methodologies. As a result, the research seeks to an approach on procedures in architecture through the eyes of design as a tool for the production of meaning, expression, building values and concepts in a contemporary context.

Palavras-chave: subjetividade, criatividade, design, arquitetura., Thinking about Subjectivity into Creative Processes,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/15ergodesign-59-E170

Referências bibliográficas
  • [1] BISELLI, Mario. Teoria e prática do partido arquitetônico. Disponível em http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/12.134/3974Andgt;. Acesso em: 11 de julho 2014.
  • [2] BONSIEPE, Gui. Design como prática de projeto. São Paulo: Blucher, 201
  • [3] _____. Design, Cultura e Sociedade. São Paulo: Blucher, 2011.
  • [4] BROWN, Tim. Design Thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. 3ªed.
  • [5] CROSS, Nigel. Desenhante. O pensador do desenho. Santa Maria: sCHDs, 2004.
  • [6] HEYMANN, David. A paisagem é como sexo. Revista Summa, Buenos Aires, n. 126, p. 94-103, janeiro. 2013.
  • [7] KAHN, Lousi I. “How´mI Doing, Corbusier”, (1972) em LATOUR. Alessandra (ed.). Louis I Kahn. Writings, Lectures, Interviews. Nova Iorque: Rizzoli, 1991, pp. 297-312.
  • [8] KAHN, Lous. “The Profession and Education”, em WURMAN, Richard Saul. What Will Be has Always been. Nova Iorque: Rizzoli, 1986, p.92.
  • [9] KAHN, Louis. “Signature Against the Sky” (1967), em Eye on Art “Signature agaist the sky”, a portrait of Louis I. Kahn, architect; produzido por WCAU-TV Filadelfia.
  • [10] LERNER, Jaime. Acupuntura urbana. Rio de Janeiro: Record, 2003.
  • [11] LEATHERBARROW, David. Recomeçando: a atividade da pesquisa projetual. Revista Summa, Buenos Aires, n. 134, p. 88-93, março. 2014.
  • [12] MAHFUZ, Edson da Cunha. Reflexões sobre a construção da Reflexões sobre a construção da Reflexões sobre a construção da Reflexões sobre a construção da forma pertinente. Disponível em Andlt; http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/04.045/606Andgt;. Acesso em: 11 de julho 2014. julho 2014.
  • [13] MAHFUZ, Edson da Cunha. Arquitetura é Arte? Revista Summa, Buenos Aires, n. 134, p. 128, março. 2014.
  • [14] PIRONDI, Ciro. Um desenho sobre as incertezas. Revista Móbile, São Paulo: CAU/SP, p. 29.
  • [15] SANDERS, E. B.; BRANDT, E.; BINDER, T. A framework for organizing the tools and techniques of Participatory Design. Sydney, Austrália. Artigo, 2010.
  • [16] SANDERS, Elizabeth B. Prototyping for the design spaces of the future. 2013.
  • [17] SANDERS, Elizabeth. STAPPERS, Pieter. Co-cration and the new ladscapes of design. In CoDesign, Taylor Andamp; Francis, 2008. Disponível em http://journalsonline.tandf.co.uk. Acesso em julho de 2014.
  • [18] SEGAWA, Hugo. Saberes e fazeres na arquitetura. Revista Móbile, São Paulo: CAU/SP, p. 28, n. 1, junho. 2014. EVERLING, Marli, T. Diretrizes Para Um Ambiente de Aprendizagem Assíncrona no Curso de Design. Tese de Doutorado. Rio de Janeiro: PUC-Rio. 2011. 46-47
  • [19] SUDJIC, Deyan. A linguagem das coisas. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2010.
Como citar:

MARTINS, Miguel Cañas; EVERLING, Marli Teresinha; "UMA REFLEXÃO SOBRE A SUBJETIVIDADE EM PROCESSOS CRIATIVOS DO DESIGN E DA ARQUITETURA", p. 333-344 . In: Anais do 15º Ergodesign & Usihc [=Blucher Design Proceedings, vol. 2, num. 1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/15ergodesign-59-E170

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações