Full Article - Open Access.

Idioma principal

The Stroke (materiality) on mobile devices. The particularity of calligraphic gesture on iPad.

Bitencourt, Elias; Flexor, Carina;

Full Article:

The article discusses the impact of new tactile technologies and cognitive interfaces of tablets in the typographical development of digital typefaces with calligraphic approach. To this end, it seeks to analyze, from the theory of writing Gerrit Noordzij, the structure of traditional calligraphic stroke and its particularities when it is drawn on ipad. Moreover, also problematizes the influence of the materiality of such devices as a tool / support under the calligraphic gestures and the stroke when compared to the traditional use of pens. Finally, pointing to the possibilities and restrictions of the use of digital technology as a step methodology for typeface developing

Full Article:

Palavras-chave: caligrafia digital, tipografia, iPad, materialidade da comunicação, digital caligraphy,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/designpro-CIDI-140

Referências bibliográficas
  • [1] BLANCHARD, G. 1988. La Letra. Caligrafia, logotipos, tipografia, sistemas de reproducción e impresión. Barcelona: Ediciones CEAC.
  • [2] BRINGHURST, R. 2005. Elementos do estilo tipográfico. São Paulo: Cosac Naif.
  • [3] FAIRBANK, A. 1968. A book of scripts. London: Pelican Books.
  • [4] FELINTO, E. 2001. Materialidades da Comunicação: Por um Novo Lugar da Matéria na Teoria da Comunicação. In: Ciberlegenda, n. 5. Disponível em: http://www.uff.br/mestcii/felinto1.htm. 10/12/2012.
  • [5] FETTER, S. R.; CUNHA LIMA, E. L. ; CUNHA LIMA, G. S. 2010. A escrita cursiva no renascimento: origem e evolução dos modernos caligráficos cursivos e dos tipos itálicos. In Anais do 9º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em design - PAndamp;D Design, São Paulo.
  • [6] FLEXOR, C. O. 2012. Appbook Raízes: bibliogênese e devir livro. 21 de setembro de 2012. 180 páginas. Dissertação não publicada. Faculdade de Artes Visuais, FAV, Universidade Federal de Goiás. Impresso e digital.
  • [7] GRAY, N. 1986. A history of lettering. Oxford: Phaidon Press Limited.
  • [8] GUMBRECHT, H. U. 2004. Prodution of presence. What meaning cannot convey. Califórnia: Stanford University Press.
  • [9] MARTINS, B. G. 2007. Tipografia popular: o ilegível como caminho para a percepção da materialidade. São Paulo: Annablume.
  • [10] NOORDZIJ, G. 2005. The stroke. Theory of writing. London: Hyphen Press.
  • [11] PALACIOS, M.; CUNHA, R.E.S. 2012. A tactilidade em dispositivos móveis: primeiras reflexões e ensaio de tipologias. Contemporânea, Salvador, Vol 3, N.10.
  • [12] ROCHA, C. 2009. Pontes, janelas e peles: contexto e perspectivas taxionômicas das interfaces computacionais. Relatório de estágio de Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital, PUCSP. São Paulo.
  • [13] SANTAELLA, L. 2005. Matrizes da linguagem e pensamento: sonora, visual e verbal. São Paulo: Iluminuras.
Como citar:

Bitencourt, Elias; Flexor, Carina; "The Stroke (materiality) on mobile devices. The particularity of calligraphic gesture on iPad.", p. 1485-1493 . In: In Coutinho, Solange G.; Moura, Monica; Campello, Silvio Barreto; Cadena, Renata A.; Almeida, Swanne (orgs.). Proceedings of the 6th Information Design International Conference, 5th InfoDesign, 6th CONGIC [= Blucher Design Proceedings, num.2, vol.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2318-6968, ISBN: 978-85-212-0824-2
DOI 10.5151/designpro-CIDI-140

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações