Artigo - Open Access.

Idioma principal

STORYBOARD: USO ESTRATÉGICO DA FERRAMENTA NO PLANEJAMENTO DE REVISTAS

Fillmann, Maria Carolina Frohlich;

Artigo:

O presente artigo pretende fazer uma reflexão sobre o uso estratégico da ferramenta de design storyboard no planejamento de publicações do tipo revista, dentro de um espaço de atuação multidisciplinar. Para isso, pretende-­‐se compreender o universo no qual é compreendido o storyboard dentro do cinema e da publicidade para, posteriormente, compreender semelhanças e diferenças quando a ferramenta é aplicada ao mundo do design e, mais especificamente, ao design editorial. Nessa perspectiva, analisam-­‐se algumas demandas da rotina do trabalho em equipe em uma redação para entender onde o design pode, de maneira estratégica, contribuir, e o quanto o storyboard pode apresentar-­‐se determinante para isso.

Artigo:

Palavras-chave: storyboard, design editorial, revistas, planejamento editorial.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/designpro-ped-00362

Referências bibliográficas
  • [1] CARDOSO, Rafael (Org.). Uma introdução à história do design. São Paulo: Edgard Blücher, 2005
  • [2] CELASCHI, Flaviano e DESERTI, Alessandro. Design e Innovazione – Strumnti e pratiche per la ricerca applicata. Milão: Carocci, 2007.
  • [3] FISCHER, GUSTAVO; SCALETSKY, CELSO CARNOS; E AMARAL, LAURA GUIDALI. O storyboard como instrumento de projeto: reencontrando as contribuições do audiovisual e da publicidade e seus contextos de uso no design. Strategic Design Research Journal, 3(2): 54-68 maio-agosto 2010
  • [4] FUENTES, Rodolfo. A prática do design gráfico: uma metodologia criativa. Tradução Osvaldo Antonio Rosiano. São Paulo: Edições Rosari, 2006. Coleção fundamentos do design.
  • [5] GRUSZYNSKI, Ana Cláudia. A imagem da palavra: retórica tipográfica na pós-modernidade. Teresópolis, Rio de Janeiro: Novas Idéias, 2007.
  • [6] LELIE, C. van der. 200 The value of storyboards in the product design process. Persona land Ubiquitous Computing, 10 (2-3):159-162. Disponível em: http://www.springerlink.com/content/lmvm49832p4887r1/. Acesso em: 01/09/2008.
  • [7] LINS, Guto. Livro infantil? Projeto gráfico, metodologia, subjetividade. São Paulo: edições Rosari. 2004, 2ª edição.
  • [8] MCQUAID, H.M.; GOEL, A.; MCMANUS, M. 2003. When you can’t talk to customers: Using storyboards and narratives to elicit empathy for users. In: DESIGNING PLEASURABLE PRODUCTS AND INTERFACES CONFERENCE, Pittsburgh, 2003. Anais... Pittsburgh. Disponível em: http://portal.acm.org/citation.cfm?id=782 926. Acesso em: 01/09/2008
  • [9] SAMARA, Timothy. Guia de design editorial. Manual prático para o design de publicações. Porto Alegre: Bookman, 2011.
  • [10] SCHÖN, Donald A. Educando o Profissional Reflexivo. Porto Alegre: Artmed, 2000.
Como citar:

Fillmann, Maria Carolina Frohlich; "STORYBOARD: USO ESTRATÉGICO DA FERRAMENTA NO PLANEJAMENTO DE REVISTAS", p. 1090-1100 . In: Anais do 11º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 1, n. 4]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/designpro-ped-00362

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações