fevereiro 2014 vol. 1 num. 1 - V Simpósio Internacional de Flebologia

Resumo - Open Access.

Idioma principal

Síndrome de May-Thurner

Navarro, T. P.; Castro-Bernardes, R.;

Resumo:

Trata-se de sinais e sintomas decorrentes da compressão da veia ilíaca comum esquerda ou veia cava inferior pela artéria ilíaca comum direita, que com insuficiência venosa crônica como edema e alterações tróficas e/ ou trombose venosa profunda no membro inferior esquerdo. Descrita em 1956 por May e Thurner a partir de autópsias. Cockett e Thomas em 1965 descreveram série de 35 pacientes nos quais foram achados hiperplasia intimal na veia ilíaca. Pode lançar mão de métodos objetivos como: ecocolordoppler, flebografia Ilíaca (femoral) ou ultra som intravascular. Os pacientes sintomáticos são os que mais se beneficiam, uma vez que medidas conservadoras são insuficientes para alívio dos sintomas. Nos pacientes assintomáticos a indicação é questionável na literatura. Angioplastia venosa com stent se tornou o tratamento de escolha devido a baixa morbidade, praticamente sem mortalidade, com altas taxas de perviedade longo prazo e baixas taxas de re-estenose. Substituiu a cirurgia como primeira escolha. Angioplastia venosa é diferente de arterial, pois é sempre necessário uso de stent, que devem ser super dimencionados re-dilatados após sua liberação para evitar migração.

Resumo:

Palavras-chave: Síndrome de May-Thurner, stent, veia ilíaca, compressão venosa,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-flebo-SIF_47

Referências bibliográficas
Como citar:

Navarro, T. P.; Castro-Bernardes, R.; "Síndrome de May-Thurner", p. 74 . In: In Anais do V Simpósio Internacional de Flebologia [=Blucher Medical Proceedings, n.1, v.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-flebo-SIF_47

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações