fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

SIMULAÇÃO DO SEQUESTRO GEOLÓGICO DO DIÓXIDO DE CARBONO (CO2)

ZUCATELLI, P. J.; MENEGUELO, A. P.; SILVA, C. A. M.; GIURIATTO, J. L.;

Artigo:

Um dos desafios da humanidade para o século XXI é a busca de soluções seguras para enfrentarmos o aquecimento global e as consequentes mudanças climáticas causadas pelo aumento substancial das emissões de gases de efeito estufa, em especial o dióxido de carbono (CO2). O sequestro de carbono através da captura, transporte e armazenamento geológico de CO2 é uma importante alternativa na redução das emissões e estabilização da concentração atmosférica dos gases de efeito estufa em uma perspectiva de desenvolvimento sustentável, e está baseado no princípio de “devolver o carbono ao subsolo”. A dificuldade está, por exemplo, em saber como o reservatório e os fluidos presentes irão se comportar com o armazenamento, qual será o destino do CO2 após a sua injeção e qual será o risco geológico de vazamento. Um planejamento estratégico e cuidadoso, baseado em modelagem, simulação e análise do modelo envolvido, é necessário após a aplicação da injeção de CO2 nesses reservatórios. Isso porque a modelagem numérica é, provavelmente, a única ferramenta disponível para avaliar e prever o destino de CO2 injetado em reservatórios geológicos profundos, e particularmente, em aquíferos salinos. Neste trabalho foi utilizado o modelo CO2STORE, implementado no software ECLIPSE 2010.2, plataforma ECLIPSE 300, visando analisar o comportamento do CO2 durante o período de 227,5 anos (83 063 dias), sendo 6 anos e 5 meses de injeção com, aproximadamente, 5,07x108 m3 de CO2 armazenado em um aquífero salino.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1830-17327-143582

Referências bibliográficas
  • [1] RAVAGNANI, A. T. F. S. G.; Modelagem Técnico-Econômico de Sequestro de CO2 Considerando Injeção em Campos Maduros. Ana Teresa Ferreira da Silva Gaspar Ravagnani. Tese de Doutorado. Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Mecânica e Instituto de Geociências. Campinas – SP, 2007.
  • [2] GAUSS CONSULTORES ASSOCIADOS LTDA. O Conceito de Sustentabilidade. Revista Banas Qualidade. Pág. Outubro de 2008.
  • [3] COSTA, I. V. L. da; Análise do Potencial Técnico do Sequestro Geológico de CO2 no Setor Petróleo no Brasil. Isabella Vaz Leal da Costa. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ/COPPE. Rio de Janeiro, 2009.
  • [4] STATOIL, 2011. Tecnologia de CCS (Carbon, Capture and Storage). Disponível em: Andlt;http://www.co2net.comAndgt;. Acesso em: 20 de outubro de 2013.
  • [5] ROSA, A. J.; CARVALHO, R. S.; XAVIER, J. A. D; Engenharia de Reservatórios de Petróleo. Rio de Janeiro: Interciência, 200
  • [6] SCHÜTZ, M. K,; Estudo da Interação CO2-Rocha-Fluido no Processo de Carbonatação de Aquíferos Salinos. Marta Kerber Schütz. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS. Porto Alegre, 2010.
Como citar:

ZUCATELLI, P. J.; MENEGUELO, A. P.; SILVA, C. A. M.; GIURIATTO, J. L.; "SIMULAÇÃO DO SEQUESTRO GEOLÓGICO DO DIÓXIDO DE CARBONO (CO2)", p. 12832-12839 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1830-17327-143582

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações