Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

REMOÇÃO DE CORANTE CATIÔNICO DE MEIO AQUOSO USANDO RESÍDUO DA AGROINDÚSTRIA DE ALIMENTOS COMO ADSORVENTE.

SILVA, LUCIENE MENDES DA; SILVA, NEURA MENDES DA; SILVA, ULISSES ALBERTO RODRIGUES DA; SOUZA, ALEXILDA OLIVEIRA DE;

Artigo Completo:

A poluição de efluentes por corantes sintéticos é um grande problema, uma vez que podem ser tóxicos e afetar as atividades de fotossíntese devido à redução da penetração da luz solar. A adsorção é comprovadamente um excelente método para tratar efluentes contendo corantes. Além de ser um processo de fácil operação e alta eficiência, facilmente aplicável, ambientalmente correto e economicamente viável, principalmente quando são utilizados adsorventes de baixo custo. Estudos têm sido direcionados na busca por adsorventes alternativos, também chamados de bioadsorventes ou adsorventes não convencionais. Partindo-se deste pressuposto, objetivou-se utilizar semente de goiaba (G) resíduo agroindustrial, como adsorvente para remoção do corante violeta cristal em meio aquoso. A partir do estudo adsortivo verificou-se que a capacidade máxima de adsorção é de cerca de 96,87 %, valor considerado alto quando comparado a outros bioadsorventes. A biomassa foi caracterizada por análise térmica (TG e DTA), espectroscopia no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e determinação da composição química. Os espectros no infravermelho evidenciaram a presença dos grupos OH e COOH que são sítios ativos para adsorção de corantes catiônicos. A remoção de poluentes hídricos utilizando este material apresentou bons resultados nas condições de estudo, indicando que o mesmo pode vir a se constituir como uma alternativa viável e eficiente para o tratamento de efluentes industriais.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/ENEMP2015-FI-693

Referências bibliográficas
  • [1] ALI, I., ASIM, M., KHAN, T.A. Low cost adsorbents for the removal of organic pollutants from wastewater. Journal of Environmental Management, v. 113, p. 170–183, 2012.
  • [2] ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis. 14th ed. Arlington, 1984.
  • [3] BAZZO, A. Aplicação e caracterização do caroço de abacate (Persea americana mil) como adsorvente na remoção do corante violeta cristal. 2015. 71p. Dissertação (Mestrado em Ciências dos Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2015.
  • [4] GOES, M. C. C. Palha de Carnaúba (Copernicia cerifera) como removedor dos corantes azul de metileno e violeta cristal. 2013. 102p. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís. 2013.
  • [5] KANT, R.. Adsorption of dye eosin from an aqueous solution on two different samples of activated carbon by static batch method. Journal of Water Resource Andamp; Protection, v. 4, p. 93–98, 2012.
  • [6] MUSTAFA T. Y, TUSHAR K. S. SHARMEEN A, ANG, H.M. Dye and its removal from aqueous solution by adsorption: A review. Advances in Colloid and Interface Science. Volume 209, July 2014, p. 172–184.
  • [7] PAVAN, F.A.; LIMA, I.S.; LIMA, E.C.; AIROLDI, C.; GUSHIKEM Y. Use of ponkan mandarin peels as biosorbent for toxic metals uptake from aqueous solutions. Journal of Hazardous Materials. v. 137, p. 527–533, 2006.
  • [8] PEREIRA, R. G., et al. Preparation of activated carbons from cocoa shells and siriguela seeds using H3PO4 and ZnCL2 as activating agents for BSA and α-lactalbumin adsorption. Fuel Processing Technology. v 126, p. 476–486, 2014.
  • [9] WANG, S., ZIMMERAN, A. R., LI, Y., MA, L., HARRIS, W. G., MIGLIACCIO, K. W. Removal of arsenic by magnetic biochar prepared from pinewood and natural hematite. Bioresouce Technology. v.175, p 391-395. 2015.
Como citar:

SILVA, LUCIENE MENDES DA; SILVA, NEURA MENDES DA; SILVA, ULISSES ALBERTO RODRIGUES DA; SOUZA, ALEXILDA OLIVEIRA DE; "REMOÇÃO DE CORANTE CATIÔNICO DE MEIO AQUOSO USANDO RESÍDUO DA AGROINDÚSTRIA DE ALIMENTOS COMO ADSORVENTE.", p. 280-286 . In: In Anais do XXXVII Congresso Brasileiro de Sistemas Particulados - ENEMP 2015 [=Blucher Engineering Proceedings]. São Paulo: Blucher, 2015. . São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/ENEMP2015-FI-693

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações