fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

RELAÇÃO ENTRE A TERMOGRAVIMETRIA E O ÍNDICE DE ACIDEZ DO BIODIESEL DE CANOLA E DE GIRASSOL EXPOSTOS À CONDIÇÃO DE OXIDAÇÃO

SUVEGES, N. S.; CAETANO, M. L. C. P.;

Artigo:

A qualidade do biodiesel quanto à oxidação durante a estocagem, é um fator importante a ser considerado, pois altas temperaturas levam a formação de ácidos graxos livres, o que pode levar a corrosão e a formação de materiais poliméricos que prejudicam todo o sistema de combustão e injeção do motor. Neste estudo as amostras foram expostas à temperatura de 60 ºC (pró-oxidação) por 60 dias com o objetivo de se relacionar os valores da temperatura inicial de degradação (Ti) e do perfil termogravimétrico (TGA) com o índice de acidez. A análise da curva TGA dos biodieseis degradados apresentou a presença de 2 e 3 eventos térmicos, enquanto que o produto estável apresentou somente 1. Os biodieseis degradados também apresentaram queda de Ti quando o valor do índice de acidez aumentou e isto comprova a relação direta entre a análise termogravimétrica com o índice de acidez, o que permite concluir que ao realizar a análise termogravimétrica pode-se ter a constatação de um produto ácido e oxidado.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-2072-15992-170036

Referências bibliográficas
  • [1] CHAI, M. Thermal decomposition of methyl esters in biodiesel fuel: Kinetics, Mehcanisms and Products. 193f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Escola de Energia, Meio Ambiente, Biológicas e Engenharia Médica – Universidade de Engenharia e Ciência Aplicada. 2012.
  • [2] LEUNG, D. Y. C.; KOO, B. C. P.; GUO, Y. Degradation of biodiesel under different storage conditions. Bio.Tecnho., v. 97, p. 250-256, 2006.
  • [3] MENDHAM, J.; DENNEY, R. C.; BARNES, J. D.; THOMAS, M. J. K. VOGEL. Análise química quantitativa. 6. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2012. 488p. WILLARD, H. MERRIT Jr., L. DEAN, J. Análise Instrumental. Trad. Maria Serpados Santos. 2a ed. Fundação Kalouste Gulbenkian. Lisboa, Portugal, 1974. cap.17.
Como citar:

SUVEGES, N. S.; CAETANO, M. L. C. P.; "RELAÇÃO ENTRE A TERMOGRAVIMETRIA E O ÍNDICE DE ACIDEZ DO BIODIESEL DE CANOLA E DE GIRASSOL EXPOSTOS À CONDIÇÃO DE OXIDAÇÃO", p. 9642-9647 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-2072-15992-170036

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações