Abstract - Open Access.

Idioma principal

Redução da Turbidez e Escherichia Coli Atcc 25922 em Efluente Sintético de Laticínio Pós-Tratamento com Moringa Oleifera Lam.

Redução da Turbidez e Escherichia Coli Atcc 25922 em Efluente Sintético de Laticínio Pós-Tratamento com Moringa Oleifera Lam.

Assunção, Daiane Evelin dos Santos; Jeronimo, Fernanda Guimarães; Paiva, Ed Carlo Rosa; Barros, Jupyracyara Jandyra de Carvalho;

Abstract:

Grande volume de efluentes é gerado no setor de laticínios, sendo constante preocupação dessas indústrias o gerenciamento e tratamento desses resíduos antes do descarte no corpo hídrico receptor. Nesse sentido, este estudo objetivou empregar extrato aquoso de sementes de Moringa oleifera Lam. para o tratamento de efluente sintético de laticínio para fins de descarte. O extrato aquoso em concentrações 0,05%, 0,10%, 0,15% e 0,20% foi aplicado em efluentes elaborados com leite integral reconstituído inoculado com 10Andlt;supAndgt;3Andlt;/supAndgt; células de Escherichia coli ATCC 25922. Foram realizadas três repetições para cada ensaio, sendo realizadas análises de turbidez por nefelometria e contagem do micro-organismo teste a partir da técnica de cultivo em profundidade. A menor concentração (0,05%) do extrato demonstrou ser indesejável para esse tratamento, pois conferiu maior turbidez às amostras tratadas, diferindo da concentração 0,15%(68,09±19,31 NTU). Foi possível evidenciar a redução de 87,9% da turbidez aos efluentes tratados com extrato a 0,20% (33,23±15,83 NTU) quanto comparado ao grupo controle (274,66±140,54 NTU). Semelhante aos testes de turbidez, pós-tratamento com 0,05%(1,8x10Andlt;supAndgt;3Andlt;/supAndgt;±2,2x10Andlt;supAndgt;3Andlt;/supAndgt;UFC.100mLAndlt;supAndgt;-1Andlt;/supAndgt;) não foi evidenciado redução da E. coli ATCC 25922. Possivelmente, a matéria orgânica suspensa e proveniente das sementes de moringa do extrato de 0,05% foi assimilada pelo micro-organismo teste, implicando em aumento da densidade populacional. De modo geral, a redução da bactéria foi proporcional ao decréscimo da turbidez, assim o menor escore para esse parâmetro também foi registrado após tratamento com 0,20% (2,2x10Andlt;supAndgt;2Andlt;/supAndgt;±3,1x10Andlt;supAndgt;2Andlt;/supAndgt; UFC.100mLAndlt;supAndgt;-1Andlt;/supAndgt;). Para fins de descarte, o extrato a 0,20% foi adequado para o tratamento do efluente, com possibilidade de emissão desse resíduo em corpo hídrico Classe II e III, conforme classificação do Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA. A rotina de trabalho empregando a produção mais limpa, aliada ao tratamento de águas residuárias a partir de coagulante natural, tendem a minimizar os impactos negativos desses resíduos no ambiente.

Abstract:

Palavras-chave: Moringa oleifera, águas residuárias, fins de descarte, resíduos agroindustriais,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-041

Referências bibliográficas
Como citar:

Assunção, Daiane Evelin dos Santos; Jeronimo, Fernanda Guimarães; Paiva, Ed Carlo Rosa; Barros, Jupyracyara Jandyra de Carvalho; "Redução da Turbidez e Escherichia Coli Atcc 25922 em Efluente Sintético de Laticínio Pós-Tratamento com Moringa Oleifera Lam.", p. 637-638 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-041

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações