Abstract - Open Access.

Idioma principal

Qualidade Higiênico-Sanitária de Queijo Minas Frescal Artesanal e Fiscalizado Comercializado no Médio Paraíba/Rj

Qualidade Higiênico-Sanitária de Queijo Minas Frescal Artesanal e Fiscalizado Comercializado no Médio Paraíba/Rj

Ductra, MARIA Carolina Pereira; CARELI, ANA CAROLINA DE OLIVEIRA; Gonçalves, Luciana da Conceição; Pinto, Thaisa de Souza; Medeiros, Nauara Maria Nacarath; Mariotini, Bruno Cesar Almeida Pacheco; OLIVEIRA, GEISI FERREIRA MARINÉ;

Abstract:

O queijo é um dos produtos lácteos mais populares no Brasil estando presente de forma variada nas refeições diárias. É um produto perecível devido também ao alto teor umidade, podendo favorecer o crescimento de microrganismos patogênicos e configurando risco ao homem, podendo causar as chamadas Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs). Desta forma, este trabalho objetivou avaliar a qualidade microbiológica de queijos Minas Frescal fiscalizados e comercializados em supermercados. Também analisar queijos Minas artesanais, comercializados em feiras livres, ambos nos municípios de Valença, Barra do Piraí e Barra Mansa, no estado do Rio de Janeiro. As análises realizadas foram a Contagem de microrganismos mesófilos e a Contagem de bolores e leveduras. Foram analisadas 12 amostras de queijos tipo Minas Frescal artesanais e 10 amostras de queijos Minas fiscalizados. As análises microbiológicas foram realizadas de acordo com a recomendação e exigências da RDC n. 12 de 2001 (ANVISA) e a metodologia para efetuar as análises microbiológicas baseou-se na Instrução Normativa n. 62 de 2003 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Todas as amostras analisadas (100%), tanto artesanais como fiscalizadas, estavam impróprias ao consumo humano por apresentarem contaminação por microrganismos mesófilos superiores a 5,0 x 102 UFC/g, padrão estabelecido pela legislação vigente. Do total de 22 amostras analisadas até o momento, 12 delas apresentaram contaminação por bolores e leveduras. O elevado número de amostras de queijo Minas Frescal contaminadas por bactérias mesófilas indicam que os mesmos podem ter sido preparados com matérias-primas altamente contaminadas; que o processamento tenha ocorrido de maneira inadequada do ponto de vista sanitário ou ainda que os alimentos foram estocados e manipulados em condições higiênico-sanitárias impróprias, configurando risco ao consumo do alimento.

Abstract:

Palavras-chave: Doenças Transmitidas por alimentos, Microbiologia de alimentos, queijo Minas frescal,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-166

Referências bibliográficas
Como citar:

Ductra, MARIA Carolina Pereira; CARELI, ANA CAROLINA DE OLIVEIRA; Gonçalves, Luciana da Conceição; Pinto, Thaisa de Souza; Medeiros, Nauara Maria Nacarath; Mariotini, Bruno Cesar Almeida Pacheco; OLIVEIRA, GEISI FERREIRA MARINÉ; "Qualidade Higiênico-Sanitária de Queijo Minas Frescal Artesanal e Fiscalizado Comercializado no Médio Paraíba/Rj", p. 331-332 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-166

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações