Resumo - Open Access.

Idioma principal

Projeto Sala de Espera – Ação Humanizada na Radiologia

Porfirio, Eliana; Pereira, Roberta Mari Oliveira; Melo, Angela Maria Agostinho de; Abreu, Vivian Gava Malta de;

Resumo:

Introdução: Desde o surgimento dos Raios X nos meados do século XIX, os centros de diagnósticos por imagem têm apresentado um grande avanço tecnológico. Passaram por mudanças como: imagem registrada em filmes fotográficos para hoje serem visualizadas em arquivo digital, por meio da informatização dos equipamentos, favorecendo um diagnóstico preciso através dos exames radiológicos.¹ Paralelamente à tecnologia de ponta em radiodiagnóstico, existe um ser humano com expectativas à espera do resultado dos seus exames para dar sequência ao tratamento. o Ministério da Saúde lançou o Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar, com propostas e ações definidas de melhorias do atendimento público à saúde.² Dentro deste cenário um grupo multiprofissional (enfermeiros, nutricionista, psicólogo e assistente social) do Serviço de Radiologia num Hospital Público no município de São Paulo, criou em 2007, o Projeto Sala de Espera, onde os usuários que aguardam o momento da realização de seus exames recebam informações, através de palestras sobre alguns temas, como: obesidade, prevenção do câncer, osteoporose, depressão, diabetes mellitus, alimentação saudável, entre outros. a apresentação segue um cronograma de datas, horários e os temas são definidos no início de cada ano. Acontecem mensalmente em uma das salas de espera dos setores: tomografia, ressonância magnética, ultrassonografia, radioterapia e mamografia. Objetivo: Apresentar a importância do Projeto Sala de Espera como momento de acolhimento, em que o usuário adquire informações de cuidados à saúde. Método: Através da análise quantitativa dos resultados compilados do questionário de avaliação, com os seguintes itens: tipo de atividade,duração, temas abordados, palestrantes, que são entregues aos pacientes após as apresentações. Resultado: Os 110 participantes das salas de espera, em 2013, responderam ao questionário. Quanto ao item tipo de atividade: 71% pontuaram ótimo, 28% responderam bons e 1% assinalou regular. Sobre o tema duração verificou-se que 46% classificaram como ótimo, 50% bom e 4% regular. no terceiro item temas abordados: 73% pontuaram ótimo, 22% como bom e 5% regular. a última questão se refere à avaliação dos Palestrantes, sendo que 79% consideraram ótimo, 20% dos usuários avaliaram como bom e apenas 1% respondeu regular. Conclusão: Considerando os resultados obtidos foi possível diagnosticar que essa dinâmica singela favorece a comunicação entre pacientes e profissionais, proporcionando, um momento de descontração e participação através de abordagens que facilitam a compreensão e o enfrentamento do momento vivido, minimizando a ansiedade dos que aguardam para serem atendidos. Portanto, este Projeto Sala de Espera em centros de diagnósticos radiológicos comprova a efetivação de práticas humanizadas.

Resumo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cihhs-10496

Referências bibliográficas
Como citar:

Porfirio, Eliana; Pereira, Roberta Mari Oliveira; Melo, Angela Maria Agostinho de; Abreu, Vivian Gava Malta de; "Projeto Sala de Espera – Ação Humanizada na Radiologia", p. 167 . In: Anais do Congresso Internacional de Humanidades & Humanização em Saúde [= Blucher Medical Proceedings, vol.1, num.2]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cihhs-10496

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações