Resumo - Open Access.

Idioma principal

Programa Anjos da Enfermagem: Terapias Alternativas como Estratégia de Humanização para a Promoção de Saúde de Crianças Hospitalizadas

Arnaldo, Juliana Gabrielle Santos; Sousa, Derijulie Siqueira de; Oliveira, Lara Reis de; Santos, Yara Mercedes Oliveira; Santos, Thiago Rodrigues dos;

Resumo:

INTRODUÇÃO: o câncer é uma patologia que causa dor e sofrimento tanto aos enfermos quanto as pessoas que estão a sua volta. Se tratando do câncer infantil, esses sentimentos se intensificam quando a criança precisa passar pelo processo de hospitalização, onde ela é inserida em um ambiente desconhecido, com procedimentos invasivos e dolorosos. As terapias alternativas utilizadas pelos voluntários do Programa Anjos da Enfermagem têm dentre outras finalidades, a humanização do ambiente hospitalar que causa a diminuição da ansiedade e do medo, e aproxima a criança do trabalho realizado pelo profissional de saúde, facilitando a prática dos procedimentos e melhorando o bem-estar da criança e da família. OBJETIVOS: Relatar a importância da utilização das estratégias lúdicas dos Anjos da Enfermagem por acadêmica/voluntária no processo de hospitalização. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo, tipo relato de experiência, realizado em Aracaju - SE, no hospital referência em oncologia pediátrica, durante as visitas intra-hospitalares dos acadêmicos voluntários no projeto Anjos da Enfermagem, no período entre abril/2012 e junho/2013. RESULTADOS: Os Anjos da Enfermagem fazem uso de sete estratégias (brinquedo terapêutico, contação de história, modelagem de balões, pintura, jogos, mágica e musicoterapia) as quais são utilizadas no período das visitas aos leitos. o brinquedo terapêutico é usado como alternativa educacional para a promoção de saúde, pois o mesmo auxilia na diminuição da ansiedade por estimular a compreensão dos procedimentos pela criança. a contação de história é utilizada pelo voluntário como forma de estímulo ao imaginário da criança, despertando o interesse e a busca pelo livro, tornando assim a leitura um hábito. a arte com balões e a pintura desenvolvem a criatividade, o imaginário e a parte sensorial da criança, além de auxiliar no equilíbrio emocional. Os jogos e a mágica desenvolvem o raciocínio, a memória, linguagem e concentração das crianças, além de aumentar as relações de comunicação e interação entre elas. a musicoterapia permite a socialização, ajudando a expandir a comunicação e a expressão corporal no ambiente hospitalar, além de transformar o ambiente hostil em descontraído e alegre. CONCLUSÃO: Portanto o Programa Anjos da Enfermagem contribui efetivamente na melhora do quadro clínico das crianças, a partir da utilização das estratégias lúdicas, além de melhorar a qualidade de vida intra-hospitalar.

Resumo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cihhs-10406

Referências bibliográficas
Como citar:

Arnaldo, Juliana Gabrielle Santos; Sousa, Derijulie Siqueira de; Oliveira, Lara Reis de; Santos, Yara Mercedes Oliveira; Santos, Thiago Rodrigues dos; "Programa Anjos da Enfermagem: Terapias Alternativas como Estratégia de Humanização para a Promoção de Saúde de Crianças Hospitalizadas", p. 115 . In: Anais do Congresso Internacional de Humanidades & Humanização em Saúde [= Blucher Medical Proceedings, vol.1, num.2]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cihhs-10406

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações