fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

PRODUÇÃO E AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DE “MADEIRA SINTÉTICA” PROCESSADA A PARTIR DO RESÍDUO DO BENEFICIAMENTO DO AÇAI.

GOES, R. O.; MORENO, S. O.; TAVARES, F. F. C.;

Artigo:

O açaí é uma fruta encontrada em abundancia no estado do Amapá, seu consumo produz uma grande produção de resíduos sólidos que são despejados no meio ambiente de forma inadequada e que pode ser considerada uma forma de poluição.Este trabalho oferece uma aplicação a um resíduo vegetal, o caroço de açaí, mais precisamente a fibra. Com ele propõe-se a produção de um compósito de matriz polimérica resinosa sintética reforçada com fibras vegetais, a fibra do açaí, produzindo-se um compósito que substituirá a madeira natural.O trabalho fornecerá um novo material para o setor econômico do Estado, uma madeira sintética, (que vai desafogar a quantidade de resíduos vegetais de caroços estocados ou usados em tecnologia pobres como na alimentação energética de fornos cerâmicos), além de diminuir a necessidade da exploração irregular de algumas espécies vegetais, disponibilizando um novo material a ser usado na construção civil e arquitetura, no setor moveleiro, no design, e por fim agregar valores a um produto pouco apreciado e rejeitado, o caroço de açaí.A maioria dos compósitos reforçados com fibras apresentam propriedades mecânicas avantajadas como maior limite de resistência, com a realização do ensaio de flexão de acordo com a Norma NBR 14810, 2002 observou-se uma boa resistência do material.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0115-26975-165386

Referências bibliográficas
  • [1] ASKELAND, D. R.; PHULÉ, P. P. Ciência e Engenharia dos Materiais. Ed. Cengage Learning, p. 594, São Paulo: 2008.
  • [2] Associação Brasileira de Normas Técnicas, Norma NBR 14810 – 1, Chapas de madeira aglomerada – Terminologia. Rio de Janeiro: 200
  • [3] CALLISTER JR, W. D. Ciência e Engenharia de Materiais: Uma introdução. Ed. LTC, 7oed, 692 p. Rio de janeiro: 2008.
  • [4] IBGE. Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura, 2006. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1052Andgt;. Acesso em : junho de 2013.
  • [5] MARINHO, J.R. D. Macromoléculas e Polímeros. Barueri - SP, Ed. Manole, 200
  • [6] RODRÍGUEZ-ZÚÑIGA, U. F; FARINAS, C. S.; BERTUCCI NETO, V. ; LEMO, V.Produção de Complexos Lignoceluliticos em Substratos Derivados de Resíduos Agroindustriais por Fermentação Semi-sólida. In: WORKSHOP DE BIOCATÁLISE E BIOTRANSFORMAÇÃO, 4., 2008, São Carlos. Livro de resumos... São Carlos, SP: Instituto de Química de São Carlos, 2008. p. 107. resumo expandido. Anais. SABARIZ, A.; SILVA, V. R. V.; SILVA, L. J.; MARQUES, D. Propriedades mecânicas de compósitos formados por matriz epóxidica reforçada com fibras vegetais. 17º CBECIMat, 11 p., Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 200
Como citar:

GOES, R. O.; MORENO, S. O.; TAVARES, F. F. C.; "PRODUÇÃO E AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DE “MADEIRA SINTÉTICA” PROCESSADA A PARTIR DO RESÍDUO DO BENEFICIAMENTO DO AÇAI.", p. 13199-13204 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0115-26975-165386

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações