Resumo - Open Access.

Idioma principal

Politica de Humanização: Encontro “Humanizar É Preciso” como Instrumento de Gestão

Oliveira, Maridite Cristovão Gomes de; Ferreira, Vania de Carvalho; Grunemberg, Roseli Sybilla; Campos, Adriana Alves; Xavier, Verimar Felix; Santos, Deise Ribeiro dos; Cunha, Miriam Silva da;

Resumo:

Introdução Tendo como diretriz a política de humanização, este hospital público realizou em 18 de outubro de 2003 um encontro para lançamento do programa de humanização e divulgação do manifesto contendo as suas definições. a partir deste ato foi constituído o Comitê de Humanização com profissionais do hospital, técnico e administrativo, de formação multidisciplinar. Se estabeleceu a realização anual de uma atividade para cultivar esta iniciativa, celebrar as diversas datas comemorativas relativas a ela, identificar as conquistas alcançadas e para motivação da equipe. Esta atividade ficou denominada como Encontro “Humanizar é Preciso”. Este encontro ocorre há dez anos na instituição e se caracteriza por ser um espaço de sensibilização e reflexão sobre a dimensão humana na pratica das ações de saúde e na melhoria da qualidade da assistência e, no reconhecimento de pacientes e profissionais como sujeitos no processo saúde doença. Se constitui também, em momento privilegiado para divulgação e sensibilização dos novos projetos prioritários na instituição. Objetivo Apresentar o Encontro “Humanizar é Preciso” como instrumento de gestão na medida em que possibilita o início de discussões sobre projetos e contribui para a mudança da cultura institucional. Metodologia o encontro “Humanizar é Preciso” é realizado anualmente e seu período é variável, de 15 a 30 dias. no encontro é apresentado um projeto e criado espaços de discussão com temática pertinente ao tema em questão. É nesse encontro também que o comitê propicia atividades/rodas de conversa em que os profissionais se sentem acolhidos e reconhecidos como partícipes das ações do hospital. Resultados Durante essa década de Humanizar é Preciso pode se observar que os profissionais do hospital reconhecem o encontro como oportunidade de crescimento profissional e pessoal. Os gestores entendem que o lançamento de projeto nesse momento leva à maior sensibilização dos envolvidos e conseqüente adesão, contribuindo para o êxito da implantação. Participam anualmente de 800 a 1500 pessoas. Relação dos encontros: “Humanizar é preciso!” 2004- 1º Encontro – Campanha do Abraço e Lançamento da Logomarca 2005- 2º Encontro – Campanha “Faça à diferença” 2006- 3º Encontro - Discussão sobre Cultura de Paz / Mediação de Conflitos, e Terapia Comunitária 2007- 4º Encontro – Reflexão sobre Bioética e Humanização 2008- 5º Encontro - Introduzida a discussão sobre Tanatologia 2009- 6º Encontro – Comunicação e Humanização 2010- 7º Encontro – Saúde e Espiritualidade 2011- 8º Encontro – Diversos Olhares, Diversos Cuidados 2012- 9º Encontro – As Dimensões do Cuidado 2013- 10º Encontro – Cuidados Paliativos, Ampliando Olhares Conclusão o Encontro Humanizar é Preciso tornou-se um recurso importante para o gestor na aproximação e valorização de sua equipe. Contribui de forma impactante na mudança de cultura, obtenção de resultados e sucesso nos programas e projetos da política de humanização prioritários para a instituição.

Resumo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cihhs-10686

Referências bibliográficas
Como citar:

Oliveira, Maridite Cristovão Gomes de; Ferreira, Vania de Carvalho; Grunemberg, Roseli Sybilla; Campos, Adriana Alves; Xavier, Verimar Felix; Santos, Deise Ribeiro dos; Cunha, Miriam Silva da; "Politica de Humanização: Encontro “Humanizar É Preciso” como Instrumento de Gestão", p. 283 . In: Anais do Congresso Internacional de Humanidades & Humanização em Saúde [= Blucher Medical Proceedings, vol.1, num.2]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cihhs-10686

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações