Resumo - Open Access.

Idioma principal

Pluralismo e liberdade no pensamento político liberal - Locke, Stuart Mill e Isaiah Berlin

BARBOZA, Márcio Rodrigues;

Resumo:

O presente trabalho visa a explorar o tema da pluralidade social e política nas obras de três autores identificados com a tradição liberal do pensamento político, a saber: Jonh Locke, Jonh Stuart Mill e Isaiah Berlin. Pretendemos identificar as afinidades e as diferenças destes em relação ao tema em questão, o que nos permitirá explorar conceitualmente a própria tradição a que pertencem. Para tanto, analisaremos as obras paradigmáticas dos autores mencionados, além de outros materiais disponíveis em português e em castelhano que tratam do problema da pluralidade social na tradição liberal. O método comparativo apresenta-se como o mais adequado, uma vez que, por meio do contraste, permitir-nos-á identificar as contribuições originais de cada autor referentes ao pluralismo social e político, sem perder de vista o que têm em comum. Como já se terá percebido, trata-se de trabalho situado entre a história das ideias políticas e a teoria política normativa, que, sob a perspectiva do liberalismo político, recoloca a clássica questão de filosofia política desde a Antiguidade: quais as características de um regime político ideal?

Resumo:

Palavras-chave: pluralismo político e social, liberalismo político, tolerância, liberdades civis, teoria política,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp-017

Referências bibliográficas
  • [1] ARAUJO, Cicero. Concepções do Mundo e o Fato do Pluralismo. Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em www.iea.usp/publicacoes/textos/araujopluralismo.pdf. Acesso em 15 março, 2014
  • [2] BERLIN, Isaiah. Estudos sobre a Humanidade. Uma Antologia de Ensaios. editado por Henry Hardy e Roger Hausheer: Prefácio de Noel Annan e introdução de Roger Hausheer; Tradução Rosaura Eichenberg. São Paulo: Companhia das Letras, 2002, (pgs. 11-39; 226-272).
  • [3] BOBBIO, Norberto. Liberalismo e Democracia. 6ª ed. 6ª reimpressão. Tradução Marco Aurelio Nogueira. São Paulo: Brasiliense, 2006
  • [4] LOCKE, Jonh. Cartas sobre a tolerância. In: _________________Segundo Tratado sobre o Governo civil e outros escritos. Introdução de J.W. Gough; Tradução de Magda Soares e Marisa Lobo da Costa. 3ª ed. Rio de Janeiro: Ed. Vozes, 199
  • [5] MILL, Jonh Stuart. Considerações sobre o Governo Representativo. Brasilia. UNB, 1981
  • [6] MII, Jonh Stuart. Sobre a Liberdade. Petrópolis. Editora Vozes. 1991
  • [7] RAWLS, Jonh. O liberalismo político. São Paulo, Atica, 2000
  • [8] ROUSSEAU, Jean Jacques. O contrato social. Tradução Antonio de Pádua Danesi. 3ª Ed. – São Paulo: Martins Fontes, 1996 (pg. 25-26)
  • [9] WELFORT, Francisco C. (Org). Os clássicos da política: Maquiavel, Hobbes, Locke, Montesquieu, Rousseau, O Federalista. São Paulo: Atica, 2002. 13ª ed. V. 1 (pgs. 79-110; 187-201)
  • [10] WELFORT, Francisco C. (Org). Os clássicos da política: Burke, Kant, Hegel, Tocqueville, Stuart Mill, Marx. 11ª ed. São Paulo: Atica, 2006. V.2 (pgs. 189-223)
  • [11] SALAZAR, Fernanda Maria Gundes. Sistemas eleitorais: uma introdução. VIAjus, 14/03/2006. Disponível em http://www.viajus.com.br/viajus.php?pagina=artigosAndamp;id=400. Acesso em 18 março. 2014
Como citar:

BARBOZA, Márcio Rodrigues; "Pluralismo e liberdade no pensamento político liberal - Locke, Stuart Mill e Isaiah Berlin", p. 88-94 . In: Anais do VII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - (des)Identidade Nacional [=Blucher Social Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp-017

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações