Abstract - Open Access.

Idioma principal

Perfil de Sensibilidade de Staphylococcus Spp. Isolados de Alimentos A Antibióticos de Uso Farmacêutico

Perfil de Sensibilidade de Staphylococcus Spp. Isolados de Alimentos A Antibióticos de Uso Farmacêutico

Bandeira, Maria Gilnara Lima; Santos, Anakláudia Sombra; Abrantes, Maria Rociene; Rebouças, Germana Guimarães; Silva, Monique Ellen Torres da; Paiva, Weslley de Souza; Maia, Monique de Oliveira; Lima, Lidiana Souza Correia; Silva, Jean Berg Alves da; Damaceno, Marlene Nunes;

Abstract:

O desenvolvimento de antimicrobianos nas últimas décadas levou ao surgimento de diversas drogas com espectro de ação cada vez mais amplo. A exposição a essas substâncias desencadeou resistência bacteriana, limitando as opções terapêuticas dos processos infecciosos. O uso indiscriminado e irresponsável de antibióticos, humano ou veterinário, tem favorecido a pressão seletiva e predominância de espécies bacterianas cada vez mais resistentes. Objetivou-se com este trabalho avaliar o perfil de sensibilidade de Staphylococcus spp. provenientes de alimentos à antibióticos de uso farmacêutico. Foram isolados Staphylococcus spp. de 23 amostras de alimentos diversos (09 amostras de leite, 09 de camarão, 03 de gema de ovo e 02 de bebida láctea sabor morango). As bactérias crescidas em ágar Baird-Parker foram transferidas para caldo BHI e incubadas a 36°C por 48 horas. Após o crescimento, foi realizado o teste antimicrobiano pela técnica de difusão em disco, em Agar Mueller-Hinton, com os seguintes antibióticos: Oxacilina, Gentamicina, Penicilina G, Amicacina, Cefalexina e Ampicilina. O procedimento de leitura foi realizado medindo os halos de inibição formados ao redor dos discos, medidos com paquímetro após 24h de incubação a 37°C. Foi observada resistência de 100% das cepas a ampicilina e penicilina G. Com relação aos antimicrobianos Amicacina, Cefalexina, Gentamicina e Oxacilina houve resistência em 8%, 8%, 13% e 87% das cepas, respectivamente. A elevada incidência de Staphylococcus spp.resistentes aos antimicrobianos testados é preocupante, pois trata-se de bactérias de origem alimentar. A resistência bacteriana é considerada como um problema inerente à terapia antimicrobiana, por este motivo é preciso sempre buscar novas fontes terapêuticas os quais sejam mais eficientes para o tratamento de infecções.

Abstract:

Palavras-chave: Antimicrobianos, Infecções, Resistência,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-278

Referências bibliográficas
Como citar:

Bandeira, Maria Gilnara Lima; Santos, Anakláudia Sombra; Abrantes, Maria Rociene; Rebouças, Germana Guimarães; Silva, Monique Ellen Torres da; Paiva, Weslley de Souza; Maia, Monique de Oliveira; Lima, Lidiana Souza Correia; Silva, Jean Berg Alves da; Damaceno, Marlene Nunes; "Perfil de Sensibilidade de Staphylococcus Spp. Isolados de Alimentos A Antibióticos de Uso Farmacêutico", p. 23-24 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-278

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações