Abstract - Open Access.

Idioma principal

Perfil de Sensibilidade Das Cepas Escherichia Coli Isoladas de Carcaças de Frangos Congelados Comercializados no Distrito Federal

Perfil de Sensibilidade Das Cepas Escherichia Coli Isoladas de Carcaças de Frangos Congelados Comercializados no Distrito Federal

Queiroz, Luana Lôbo; Alves, Thaís Silva; Peres, Juliana Camargos Oliveira;

Abstract:

Entre as bactérias gram negativas, anaeróbias facultativas que compõem a família Enterobacteriaceae está a Escherichia coli. A infecção por E.coli (colibacilose) representa um sério problema na avicultura. É responsável por grande parte das perdas nos criadouros, gerando assim, perdas econômicas significativas. Na produção de frangos de corte, é constante o uso de antimicrobianos para prevenir ou tratar as lesões causadas pela E.coli, visando à diminuição da mortalidade relacionada com a colibacilose. O uso irracional dos agentes antimicrobianos através de doses com concentrações subterapêuticas, tempo prolongado e de forma inadequada, faz com que haja uma pressão na seleção de genes de resistência antimicrobiana, contribuindo assim com o aparecimento de bactérias mutirresistentes. As amostras utilizadas neste trabalho foram obtidas a partir das análises de controle de qualidade prestadas a indústrias do Distrito Federal pelo Laboratório de Microbiologia e Higiene dos Alimentos da Universidade Católica de Brasília. Inicialmente foi realizada a etapa de isolamento e identificação das bactérias, utilizando meios de crescimento para enriquecimento e meios seletivos, além de provas bioquímicas. Em seguida procedeu-se a realização dos antibiogramas pelo método de disco difusão testando os seguintes antibióticos: eritromicina, cefoxitina, meropenem, cefalexina, gentamicina, cefotaxima, bacitracina, amoxicilina/ácido clavulânico, ciprofloxacina, imipenem e sulfazotrim. Após incubação as cepas foram classificadas como resistentes, intermediárias ou sensíveis aos antibióticos testados. Até o presente momento 16 amostras foram analisadas, 2 amostras são resistentes à gentamicina, cefotaxima e sulfazotrim; 2 amostras apresentaram resistência somente a sulfazotrim; uma a cefotaxima, sulfazotrim e ciprofloxacina; 2 tiveram resposta intermediária a cefotaxima. Todas as amostras são resistentes à bacitracina. Por meio das análises foi possível observar que entre as cepas testadas, parte delas já apresenta resistência a antibióticos de classes diferentes, e em alguns casos a mais de um tipo de antibiótico. A pesquisa segue em curso e visa analisar 50 amostras ao total.

Abstract:

Palavras-chave: Escherichia coli, Avicultura, Antibióticos, Resistência,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-322

Referências bibliográficas
Como citar:

Queiroz, Luana Lôbo; Alves, Thaís Silva; Peres, Juliana Camargos Oliveira; "Perfil de Sensibilidade Das Cepas Escherichia Coli Isoladas de Carcaças de Frangos Congelados Comercializados no Distrito Federal", p. 107-108 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-322

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações