Apresentação Oral - Open Access.

Idioma principal

PANCREATECTOMIAS NA ÚLTIMA DÉCADA NO HOSPITAL DE CÂNCER DE PERNAMBUCO

Miranda, Christine Marques de; Barros, João Alberto; Lapenda, Maria das Graças; Branco, Joaquim; Ramos, João; Rino, Mário; Santos, Rogério;

Apresentação Oral:

O Câncer de pâncreas tem ressecabilidade ainda reduzida em todo o mundo. O baixo número de procedimentos de pancreatectomias, levam a taxas de morbimortalidade proibitivas para Centros sem referência em câncer. Método: estudo retrospectivo de casos operados de pancreatectomias na última década no Hospital de Câncer de Pernambuco, com análise de prontuários médicos e entrevistas com cirurgiões. Resultados: a ressecabilidade girou em torno de 30%, mortalidade abaixo de 5%, todos os casos apresentaram PS máximo de 1, a complicação mais frequente foi respiratória. Conclusões: a escolha de pacientes com perfil clínico nutricional menos acometido foi o fator determinante para menos complicações, independente da experiência do cirurgião.

Apresentação Oral:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cnnsco-09

Referências bibliográficas
Como citar:

Miranda, Christine Marques de; Barros, João Alberto; Lapenda, Maria das Graças; Branco, Joaquim; Ramos, João; Rino, Mário; Santos, Rogério; "PANCREATECTOMIAS NA ÚLTIMA DÉCADA NO HOSPITAL DE CÂNCER DE PERNAMBUCO", p. 17 . In: Anais do I Congresso Norte e Nordeste da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica [=Blucher Medical Proceedings, v.1, n.3]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cnnsco-09

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações