Resumo - Open Access.

Idioma principal

Os Candomblés Angola – Ngoma e as sonoridades sagradas de matriz Banto no Brasil

BERRUEZO, Luna Borges;

Resumo:

Resumo não fornecido

Resumo:

Palavras-chave: Candomblé Angola, Banto, Etnomusicologia, Transmissão Oral,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp-002

Referências bibliográficas
  • [1] AMARAL, Rita Andamp; GONÇALVES DA SILVA, Vagner. Cantar para subir: um estudo antropológico da música ritual no candomblé paulista. Religião e Sociedade, n. 16 (1/2), Rio de Janeiro: ISER, 1992.
  • [2] BARCELLOS, Mario Cesar. Jamberesu: as cantigas de angola. Rio de Janeiro: Pallas, 1998.
  • [3] CAPONE, Stefania. “A dança dos deuses: uma análise da dança de possessão no candomblé Angola Kassanje”. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro: PPGAS/Museu Nacional/UFRJ, 1991.
  • [4] CARNEIRO, Édison. Religiões negras, Negros bantos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.
  • [5] _______________. Candomblés da Bahia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1986.
  • [6] LOPES, Nei. Bantos, malês e identidade negra. 3ª edição. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.
  • [7] PRANDI, Reginaldo. “Linhagem e legitimidade no candomblé paulista”, Revista Brasileira de Ciências Sociais, n.14, p.18-31, 1990. PUBLICAÇÃO 1990
  • [8] _______________. Os candomblés de São Paulo. São Paulo: HUCITEC/EDUSP, 1991. PUBICAÇÃO 1991
  • [9] SERRA, Ordep Trindade. “Na trilha das crianças: os erês num terreiro angola”. Dissertação de mestrado. Brasília: UFB, 1978.
  • [10] COSTA, José Rodrigues da. Candomblé de Angola: Nação Kassanje. História, etnia, inkises, dialeto litúrgico dos Kassanjes. 3ª edição. Rio de Janeiro: 1996.
  • [11] APPIAH, Kwame Anthony. Na casa de meu pai: a África na filosofia da cultura. Tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.
  • [12] BASTIDE, Roger. O candomblé da Bahia: rito nagô. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.
  • [13] _____________. As religiões africanas no Brasil. Contribuição a uma sociologia das interpenetrações de civilizações. São Paulo: Livraria Pioneira Editora, 1971.
  • [14] ____________. As Américas negras: as civilizações africanas no Novo Mundo. São Paulo: DIFEL/EDUSP, 1974.
  • [15] ____________. Estudos afro-brasileiros. São Paulo: Perspectiva, 1973.
  • [16] BRAGA, Júlio. A cadeira de ogã. Rio de Janeiro: Pallas, 2009.
  • [17] CAPONE, Stefania. A busca da África no candomblé: tradição e poder no Brasil. Rio de Janeiro: Pallas, 2004
  • [18] CARNEIRO, Édison. Candomblés da Bahia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1986.
  • [19] CARVALHO, José Jorge de. “A força da nostalgia: a concepção do tempo histórico dos cultos afrobrasileiros tradicionais”, Religião e Sociedade, n.14 (2), p. 36-61, 1987.
  • [20] _____________________. “Antropologia: saber acadêmico e experiência iniciática”, Anuário Antropológico 90, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, p. 91-107, 1993.
  • [21] CASTRO, Yeda Pessoa de. “Língua e nação de candomblé”, África, n.4, São Paulo, p.57-77, 1981.
  • [22] COSTA LIMA, Vivaldo da. “O conceito de ´nação´ nos candomblés da Bahia”, Afro-Ásia, n.12, p. 65-90, 1976.
  • [23] ____________________. “Nações-de-candomblé”. Em: COSTA LIMA, Vivaldo da (org.). Encontro de nações-de-candomblé. Salvador: Ianamá/CEAO/CED, p. 11-26 (Estudos Documentos, 10), 1984.
  • [24] DANTAS, Beatriz Góis. Vovó nagô e papai branco: Usos e abusos da África no Brasil. Rio de janeiro: Graal, 1988.
  • [25] EVANS-PRITCHARD, Edward Evan. “A religião e os antropólogos”, Religião e Sociedade, n.13 (1), p.4-19, 1986.
  • [26] ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS. Trabalhos apresentados ao I Congresso afro-brasileiro, Recife, 1934. Recife: Fundação Joaquim Nabuco/Editora Massangana, 2 vols.
  • [27] GONÇALVES DA SILVA, Vagner. “O candomblé na cidade: tradição e renovação”. Dissertação de mestrado. São Paulo: EFLCH/USP, 1992.
  • [28] HAMPATÊ BA, Amadou. A tradição viva. In: KI-ZERBO, J. História Geral da África I. Brasília: UNESCO, p. 167-212, 2010.
  • [29] LANDES, RUTH. A cidade das mulheres. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967.
  • [30] LEITE, Fábio Rubens da Rocha. Tradições e práticas religiosas negro-africanas na região de São Paulo. In: Culturas Africanas (Documento da Reunião de Peritos sobre “As sobrevivências das tradições religiosas africanas nas Caraíbas e na América Latina”. São Luis do Maranhão, 1985) São Luis, UNESCO, 1986.
  • [31] __________________________. A questão ancestral: notas sobre ancestrais e instituições ancestrais em sociedades africanas: Ioruba, Agni e Senufo. Tese de doutorado apresentada no Departamento de Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP: 1982.
  • [32] LOPES, Nei. Bantos, malês e identidade negra. 3ª edição. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.
  • [33] MUKUNA, Kasadi wa. Contribuição Bantu na música popular brasileira: perspectivas etnomusicológicas. São Paulo: Terceira Margem, 2006.
  • [34] ORTIZ, Renato. A morte branca do feiticeiro negro: umbanda e sociedade brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1988.
  • [35] PRANDI, Reginaldo Andamp; GONÇALVES, Vagner. “Axé São Paulo: notas preliminares de pesquisa sobre as origens e mudanças do candomblé na região metropolitana de São Paulo”. Em: MOURA, Carlos Eugênio Marcondes (org.). Meu sinal está no teu corpo, P. 220-39. 1989.
  • [36] SANTOS, Juana Elbein dos. Os Nagô e a morte. Petrópolis: Vozes, 1977.
  • [37] ______________________. “Pierre Verger e os resíduos coloniais: o ´outro´ fragmentado, Religiões e Sociedade, n.8, 1982.
Como citar:

BERRUEZO, Luna Borges; "Os Candomblés Angola – Ngoma e as sonoridades sagradas de matriz Banto no Brasil", p. 1-7 . In: Anais do VII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - (des)Identidade Nacional [=Blucher Social Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp-002

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações