Artigo - Open Access.

Idioma principal

O Vazio Estruturante da Mercadoria e do Pensamento em Marx e Hegel

Lion, Thiago Ferreira;

Artigo:

Este ensaio coloca em questão a solidez materialista da análise de Marx, não no sentido de que ela esteja incorreta, mas sim de que com sua análise da mercadoria o próprio núcleo do materialismo é revelado como algo “oco”, como um vácuo que, no entanto, detém efetividade. É justamente este vazio estruturante da forma mercadoria - que domina a matéria sem ter um único átomo em sua constituição - que é a condição de possibilidade de seu fetichismo. Essa concepção joga renovada luz sobre a relação de Marx com a teoria de Hegel e a estrutura conceitual da realidade ao mesmo tempo em que constitui uma crítica ao marxismo tradicional.

Artigo:

Palavras-chave: Hegel, Marx, Forma Mercadoria, Abstração Real, Espírito, Fetichismo,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/phipro-sofia-039

Referências bibliográficas
Como citar:

Lion, Thiago Ferreira; "O Vazio Estruturante da Mercadoria e do Pensamento em Marx e Hegel", p. 309-320 . In: Anais da VIII Semana de Orientação Filosófica e Acadêmica [= Blucher Philosophy Proceedings, n.1, v.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2358-6567, DOI 10.5151/phipro-sofia-039

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações