Resumo - Open Access.

Idioma principal

O Renascimento Pessoal e Técnicos de Antigos Formandos em Clowns Numa Oficna de Rito de Iniciação

Santos, Adrielle Mayara Leite dos; Carvalhar, Amanda K. da Silva; Mattos, Ana Luiza Schetino; Uchoa, Caroline Louise Mesquita;

Resumo:

Introdução: o processo de formação em palhaço tem como ponto de partida o ritual de iniciação, o qual é um processo de pesquisa aberto capaz de favorecer a possibilidade de novas criações e mudanças. a partir dessa perspectiva, participantes, os quais são estudantes de saúde, já formados na oficina de clown, decidiram retomar seu contato com a técnica ensinada no ritual de iniciação. Objetivos: Almejou-se, desse modo, desenvolver o aprimoramento técnico anteriormente adquirido após a participação da oficina de rito de passagem de iniciação de novos palhaços. Metodologia: para que isso fosse possível, antigos formados desse ritual de iniciação participaram da oficina dirigida por um instrutor (monsieur), na função de monitores, com a finalidade de auxiliar os novos formandos. a oficina teve duração de 48 horas, divididas em 12 encontros e agrupados nos módulos de jogos, físico e estético. Os módulos de jogos trabalhavam a confiança dos participantes em si mesmo e nos companheiros, enquanto o módulo físico e estético promoviam uma nova percepção do corpo e dos sentidos. Além disso, em todos os módulos ocorriam pequenas tutorias sobre a história e a figura do palhaço. Resultados: Após cada encontro, observou-se, no discurso de todos os monitores e do relato de seus respectivos diários de bordo, que as ferramentas técnicas exploradas foram de grande valia para contribuir não apenas com o fortalecimento da técnica de seus respectivos clowns, mas, sobretudo, com a humanidade de cada um. Conclusão: o processo de formação em palhaço nunca está finalizado, pois a aplicação de sua técnica também está relacionada a questões do homem que estão em constantes transformações. Desse modo, o desenvolvimento de um clown impera pelo refinamento de sua sensibilidade e aceitação de sua pequenez como ser humano, pois não se pode acreditar num palhaço que não reconhece esses sentimentos em si mesmo.

Resumo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cihhs-10356

Referências bibliográficas
Como citar:

Santos, Adrielle Mayara Leite dos; Carvalhar, Amanda K. da Silva; Mattos, Ana Luiza Schetino; Uchoa, Caroline Louise Mesquita; "O Renascimento Pessoal e Técnicos de Antigos Formandos em Clowns Numa Oficna de Rito de Iniciação", p. 87 . In: Anais do Congresso Internacional de Humanidades & Humanização em Saúde [= Blucher Medical Proceedings, vol.1, num.2]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cihhs-10356

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações