Resumo - Open Access.

Idioma principal

O Psicólogo em uma Equipe do Programa de Saúde da Família: Desenvolvendo Programa de Promoção de Saúde na Comunidade (Ubs)

Nunes, Inae de Proença; Antunes, Natália Amaral; Barbar, Ana Elisa Medeiros; Cardoso, Carmem Lúcia; Souza, Lícia Barcelos de; Francesc, Trude Ribeiro da Costa;

Resumo:

Introdução: a organização do serviço de saúde na cidade de Ribeirão Preto dispõe de 14 Unidades de Saúde da Família, e carece de Núcleos de Apoio à Saúde da Família com equipes englobando profissionais de áreas além daquelas previstas na equipe mínima. Entende-se que a Psicologia pode contribuir na elaboração de planos terapêuticos, assim como favorecer o diálogo multiprofissional, enriquecendo as possibilidades de atuação da equipe, principalmente no que se refere as ações para a promoção de saúde mental neste contexto. Objetivo: Apresentar um programa de inserção de alunos de Psicologia junto à comunidade na Atenção Básica. Método: Apresentar-se-á as principais ações desenvolvidas por estagiários de Psicologia da Universidade de São Paulo (Ribeirão Preto) em duas Unidades de Saúde (US) da Atenção Básica. o estágio baseia-se nos preceitos do SUS, atuando na prevenção da doença e promoção de saúde, com referencial teórico da saúde coletiva e da psicologia social da saúde. Os trabalhos são planejados e desenvolvidos a partir de solicitações feitas pela equipe de saúde, e das observações realizadas pelos estagiários, participando de reuniões de equipe e da rotina de serviços. Assim se reconhecem necessidades de saúde da comunidade na qual estão inseridos, especialmente na saúde mental. Resultados: Apontam-se três eixos principais de intervenção: acompanhamento longitudinal; proposta de horta e jardim comunitário; realização de Grupo Comunitário de Saúde Mental. o acompanhamento semanal de usuários, a partir da observação de demandas, se dá através da aproximação e construção do vínculo, através do qual é possível olhar para a complexidade e oferecer novas possibilidades de compreensão do vivido. Isto implica em olhar para o usuário construindo-se ações de cuidado junto à pessoa e à equipe, ampliando possibilidades terapêuticas. Identificou-se na Unidade de Saúde espaço propício para uma horta comunitária. a atividade foi planejada a partir do interesse de usuários e discutida com outras pessoas da comunidade e com a equipe, sendo designado um Agente Comunitário de Saúde para auxiliar na reconstrução do espaço. o desenvolvimento do projeto se deu por meio da contribuição dos participantes e da comunidade através de conhecimentos sobre o plantio, além do oferecimento de mudas. o Grupo Comunitário de Saúde Mental, realizado nas Unidades de Saúde, é uma atividade dedicada ao cuidado da saúde mental e favorecedor do amadurecimento pessoal, através do exercício de atenção e reflexão sobre o cotidiano, compartilhando e aprendendo com experiências. o grupo é aberto a todos e se dedica à valorização do encontro humano e das experiências vividas. Conclusão: a participação dos estagiários nas Unidades de Saúde potencializou o cuidado em saúde mental na comunidade, através de atividades de promoção de saúde, prevenção e reabilitação, reestabelecendo a autonomia e a potência produtiva dos usuários e ampliando a atuação da equipe de saúde.

Resumo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cihhs-10573

Referências bibliográficas
Como citar:

Nunes, Inae de Proença; Antunes, Natália Amaral; Barbar, Ana Elisa Medeiros; Cardoso, Carmem Lúcia; Souza, Lícia Barcelos de; Francesc, Trude Ribeiro da Costa; "O Psicólogo em uma Equipe do Programa de Saúde da Família: Desenvolvendo Programa de Promoção de Saúde na Comunidade (Ubs)", p. 214 . In: Anais do Congresso Internacional de Humanidades & Humanização em Saúde [= Blucher Medical Proceedings, vol.1, num.2]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cihhs-10573

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações