Setembro 2016 vol. 2 num. 4 - XI Seminário de Pesquisa em Ciencias Humanas

Artigo - Open Access.

Idioma principal

O ESTADO DA ARTE DA PRESERVAÇÃO DE ACERVOS AUDIOVISUAIS

TAUIL, Júlio César Silveira; SIMIONATO, Ana Carolina;

Artigo:

O audiovisual é um patrimônio cultural de imprescindível relevância. As especificidades que envolvem a documentação audiovisual se diferenciam da documentação do tipo textual em vários aspectos, como por exemplo, na pluralidade dos diversos tipos de conteúdos e formas. A digitalização deste material é uma ferramenta de vital importância para a sua sobrevivência. Porém somente digitalizar o material não assegura a eficácia de sua preservação, é imprescindível conservar o acervo analógico, e os dispositivos tecnológicos responsáveis pela criação e execução dos suportes, neste caso se faz necessário que as unidades de informação tenham em suas equipes profissionais. Dessa forma, o audiovisual como outros acervos especiais, necessita de políticas de preservação e com formas teórico-metodológicas adequadas, assim, o objetivo da pesquisa ainda em desenvolvimento, é analisar novas perspectivas transdisciplinares relacionadas a preservação do acervo audiovisual, a partir do método estado da arte. Espera-se a partir dos estudos, de carácter exploratório e teórico acerca do tema, possa oferecer subsídios eficazes para políticas de preservação de audiovisuais.

Artigo:

Palavras-chave: Políticas de preservação, Acervos audiovisuais, Preservação,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/sosci-xisepech-gt1_12

Referências bibliográficas
  • [1] ARELLANO, Miguel Angel. Preservação de documentos digitais. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 2, p.15-27, maio/ago. 2004. Quadrimestral. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2016. 
  • [2] BETHÔNICO, Jalver. Signos audiovisuais e Ciência da Informação: uma avaliação. In: ENC. BIBLI: R. ELETR. BIBLIOTECON. CI. INF, , 2006,
  • [3] Florianópolis. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da Informação.Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2006. p. 58 - 78. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2016. 
  • [4] BUARQUE, Marco Dreer. Estratégias de preservação de longo prazo em acervos sonoros e audiovisuais. In: ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA ORAL, 9., 2008, São Leopoldo, Rs. Associação Brasileira de História Oral. São Leopoldo, Rs: Anais ... Rio de Janeiro, 2008. p. 1 - 9. Disponível em:
  • [5] . Acesso em: 28 mar. 2016. 
  • [6] CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 9. ed. São Paulo: Paz e Terra, 200 1 v. A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura. 
  • [7] INNARELLI, Humberto Celeste. Preservação digital: a influência da gestão dos documentos digitais na preservação da informação e da cultura. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 8, n. 2, p.72-87, jan./jun. 2011. Semestral. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2016.
  • [8] OLIVEIRA, Roni Santos. Audiovisual & Informação: Princípios elementares. São Paulo, 2011. 24 p. 
  • [9] SOTERO, Alfredo. Patrimônio audiovisual é memória da humanidade. Universidade Católica de Pernambuco, 2013. Disponível em:
  • [10] . Acesso em: 28 mar. 2016. 
  • [11] SMIT, Johanna W. O documento audiovisual ou a proximidade entre as 3 Marias. Texto publicado originalmente na Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, 26 (1/2): 81-85, jan/jun.1993. Disponível em:  < http://www.brapci.ufpr.br/documento.php?dd0=0000002163&dd1=3e67b> Acesso em 28 mar. 2016.
Como citar:

TAUIL, Júlio César Silveira; SIMIONATO, Ana Carolina; "O ESTADO DA ARTE DA PRESERVAÇÃO DE ACERVOS AUDIOVISUAIS", p. 1-9 . In: Anais do XI Seminário de Pesquisa em Ciencias Humanas [=Blucher Social Science Proceedings, n.4 v.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/sosci-xisepech-gt1_12

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações