Artigo - Open Access.

Idioma principal

O EFETIVO PAPEL DO DESIGN EM PROJETOS SUSTENTÁVEIS: PROBLEMAS NOS COLETORES SOLARES DO BRASIL, UM PROBLEMA DE DESIGN

Boni, Claudio Roberto; Landim, Paula da Cruz; Pinheiro, Olimpio José;

Artigo:

O uso da energia solar vem crescendo aceleradamente no Brasil devido à conscientização da população e aos benefícios provenientes de iniciativas públicas e privadas. Diante deste cenário, houve a preocupação de investigar as questões de qualidade desses produtos. Em um sistema de aquecimento solar, o coletor solar é o componente mais importante, sendo responsável pela captação da luz do sol e sua conversão em energia. Conforme pesquisas realizadas por especialistas do segmento solar, os coletores solares instalados no território brasileiro têm apresentado problemas, que são passíveis de solução através do design. É importante que os designers se aproximem de áreas, até então, dominadas por engenheiros e técnicos, como forma de contribuir para a obtenção de respostas sustentáveis mais holísticas. Isto é, o designer tem um importante papel frente às necessidades sociais e ambientais, que, somado ao conhecimento técnico de outras ciências, tende a gerar soluções de alto impacto tecnológico e que sejam realmente importantes para a biosfera. Este estudo tem como principal objetivo mostrar os caminhos a serem percorridos pelos designers em um projeto sustentável, abrangendo principalmente o levantamento de problemas, que muitas vezes são gerados por erros de projeto, processo ou materiais inadequados.

Artigo:

Solar energy has been increasingly used in Brazil due to the fact that people are conscious about its importance and also to the benefits provided by public and private projects. That’s why it’s necessary to investigate the quality of these products. In a solar heating system, the solar collector is the most important component because it is responsible for capturing the sunlight and its conversion into energy. According to some researches developed by experts from the solar segment, solar collectors installed in Brazil have been presenting certain problems that can be solved through design. It’s important that designers get closer to segments that have been explored so far by engineers and technicians in order to reach more sustainable and holistic answers. It means that the designer has an important role in the social and environmental segments which added to the expertise of other technicians from different areas can bring high technological solutions and also help the biosphere. This study aims to show the ways to a sustainable project by designers, pointing out the problems that are generally caused by structural errors, process mistakes and inadequate materials.

Palavras-chave: design, aquecimento solar, sustentabilidade., design, solar thermal heating, sustainability,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/designpro-ped-00273

Referências bibliográficas
  • [1] ABRAVA. SAS: Um mercado em franca expansão no Brasil. Revista ABRAVA: Aquecimento Solar. Ed. 29 São Paulo: Acará Gráficos Andamp; Editores, 201 27 p.
  • [2] ABRE. A Embalagem Construindo Sustentabilidade. 2009. In: ABRE: Campanhas. Andlt; http://www.abre.org.br/wp‐content/uploads/2012/06/folheto_sustentabilidade.pdfAndgt;, 25/02/2013.
  • [3] AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA. Manual de Orientação dos Trabalhos de Auditoria dos Programas e Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento – PAndamp;D e Eficiência Energética – PEE, Brasília, p. 4, 2010. Disponível em:Andlt;http://www.aneel.gov.br/arquivos/PDF/Manual_de_Orientacao_dos_Trabalhos_de_ Auditoria_PD_e_PEE_Vers%C3%A3o_01_2010.pdfAndgt;. Acesso em: 27 out. 2011.
  • [4] _____. Cidades solares. São Paulo. Disponível em:Andlt;http://www.dasolabrava.org.br/informacoes/cidades‐solares/Andgt;. Acesso em: 10 out. 2011.
  • [5] _____. O setor. São Paulo. Disponível em: Andlt; http://www.dasolabrava.org.br/informacoes/o‐setor/Andgt;. Acesso em: 10 ago. 2012.
  • [6] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE REFRIGERAÇÃO, AR‐CONDICIONADO, VENTILAÇÃO E
  • [7] AQUECIMENTO; GRUPO DE ESTUDOS EM ENERGIA da PUC‐MG. Noções iniciais sobre aquecimento solar. Rede Brasil de capacitação em aquecimento solar. 201‐?. Disponível em: Andlt; http://www.mesasolar.org.uy/archivos/Nocoes.pdfAndgt;. Acesso em: 24 ago. 2012.
  • [8] BAXTER, M. Projeto de Produto: Guia prático para o design de novos produtos. Tradução Itiro Iida. São Paulo: Blücher. 2000, 2. ed. 260 p.
  • [9] BEZERRA, A. M. Aplicações térmicas da energia solar. 3 Ed. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 1998. 242 p. (Série Técnologia).
  • [10] BONSIEPE, G. Design, cultura e sociedade. São Paulo: Blucher, 2011. P. 74‐229.
  • [11] BRASIL. Lei 9.991, 24 jul. 2000. Dispõe sobre realização de investimentos em pesquisa e desenvolvimento e em eficiência energética por parte das empresas concessionárias, permissionárias e autorizadas do setor de energia elétrica, e dá outras providências.
  • [12] Brasília. Disponível em: Andlt;http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9991.htmAndgt;. Acesso em: 30 out. 2011.
  • [13] CENTRO PORTUGUÊS DE DESIGN. Manual de gestão de design. Porto/Portugal, 1997. p. 57‐69.
  • [14] DEPARTAMENTO NACIONAL DE AQUECIMENTO SOLAR. A casa solar ao alcance de todos. Solbrasil: Minha casa minha vida: energia solar ao alcance de todos, São Paulo, nº 8, p. 8, set. 2011.
  • [15] DORST, K. The problem of design problems. In: Design Thinking Research Symposium, 6., 2003, Sydney/Australia. Tradução nossa. Disponível em: Andlt; http://research.it.uts.edu.au/creative/design/papers/23DorstDTRS6.pdfAndgt;. Acesso em: 23 ago. 2012.
  • [16] ELETROBRAS. Energia solar fotovoltaica. Florianópolis. Disponível em: Andlt; http://www.eletrosul.gov.br/home/conteudo.php?cd=1151Andgt;. Acesso em: 11 ago. 2012.
  • [17] GIL. A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: Atlas, 1989, 2. ed.
  • [18] GRUPO DE ESTUDOS EM ENERGIA da PUC‐MG. Como funciona o aquecimento solar. Belo Horizonte. Disponível em:Andlt;http://www.pucminas.br/green/index_padrao.php?pagina=3480Andgt;. Acesso em: 10 de out. 2011.
  • [19] INSTITUTO EKOS BRASIL; INSTITUTO VITAE CIVILIS. Introdução ao sistema de aquecimento solar. São Paulo, 2010, 130 p.
  • [20] KAZAZIAN, Thierry. Haverá a idade das coisas leves: design e desenvolvimento sustentável. São Paulo: Ed. SENAC, 2005. 194 p.
  • [21] LESKO, J. Design industrial: Materiais e processos de fabricação. São Paulo: Blucher, 2004. p. 5‐6.
  • [22] LÖBACH, B. Design Industrial: Bases para a configuração de produtos industriais. Tradução de Freddy Van Camp. São Paulo: Blücher, 2001, 1. ed.
  • [23] Malaguti, S. 2005. Requisitos Ambientais para o Desenvolvimento de Produtos. São Paulo: Centro São Paulo Design. pp. 19.
  • [24] MARTINS, R. F. F.; MERINO, E. A. D. A Gestão de Design Como Estratégia Organizacional. 2011. Londrina: Eduel, Rio de Janeiro: Rio Books. 2 ed.
  • [25] MORIN, E. Os Sete Saberes Necessários à Educação do Futuro. Tradução de Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya. 2. ed. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2000. 118p.
  • [26] MORRIS, R. Fundamentos do Design de Produtos. Porto Alegre: Bookman, 2010. p. 15‐ 25.
  • [27] PEUSER, F. A.; REMMERS, K.; SCHNAUSS, M. Solar thermal systems: Successful planning and construction. Tradução nossa. Berlin: Medialis, 2002.
  • [28] PIPES, A. Desenho para Designers: Habilidades de desenho, desenho de conceito, design auxiliado por computador, ilustração, ferramentas e materiais, apresentações, técnicas de produção. São Paulo: Blücher, 2010.
  • [29] PORTAL BRASIL. Gestão do Lixo. 2013. In: Meio Ambiente: Gestão do Lixo. Andlt; http://www.brasil.gov.br/sobre/meio‐ambiente/gestao‐do‐lixoAndgt;, 20/02/2013.
  • [30] SANTOS, M. J. et al Avaliação de sistemas de aquecimento solar em residências de baixa renda. In: Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica, 21., 2011, Florianópolis, Anais do XVIII SNPTEE. Rio de Janeiro : Cigré ‐ Brasil, v. 1, 2011
  • [31] SEBRAE. O que Pensam as Micro e Pequenas Empresas Sobre a Sustentabilidade. Série de Estudos e Pesquisas. Brasília. 2012, pp. 7.
  • [32] THACKARA, J. Plano B: O design e as alternativas viáveis em um mundo complexo. São Paulo: Saraiva: Versar, 2008.
  • [33] TSCHIMMEL, K. C. Sapiens e demens no pensamento criativo do design. 2010. 274 p. Tese apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em Design. Universidade de Aveiro Departamento de Comunicação e Arte. Aveiro, Portugal.
  • [34] VASCONCELLOS, L. E. M. (Org); LIMBERGER, M. A. C (Org). Energia solar para aquecimento de água no Brasil: Contribuições da Eletrobras Procel e Parceiros. Rio de Janeiro: Ambiente Energia, 2012. 240p.
Como citar:

Boni, Claudio Roberto; Landim, Paula da Cruz; Pinheiro, Olimpio José; "O EFETIVO PAPEL DO DESIGN EM PROJETOS SUSTENTÁVEIS: PROBLEMAS NOS COLETORES SOLARES DO BRASIL, UM PROBLEMA DE DESIGN", p. 1980-1993 . In: Anais do 11º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 1, n. 4]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/designpro-ped-00273

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações