Resumo - Open Access.

Idioma principal

O Budista hiper-real

ELIAS, Alexsânder Nakaóka;

Resumo:

Este trabalho busca desmistificar o conceito corrente no mundo ocidental a respeito do Budismo e de seus adeptos. O intuito é o de mostrar que esta tradição ultrapassa a noção de “filosofia de vida” e o dueto Zen Budismo e Budismo Tibetano, se constituindo em uma religião - com história, livro sagrado e diversas subdivisões. Para tanto, utilizarei como exemplo sintomático a corrente budista japonesa Honmon Butsuryu-shu (HBS), através de pesquisa realizada junto a comunidade em questão. Pretendo mostrar que a HBS, a mais antiga tradição budista no Brasil – que chegou ao país no ano 1908, através do sacerdote Ibaragui Nissui Shounin - consiste em um segmento que buscou se adaptar ao contexto sócio-cultural no qual está inserido (grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, etc.), incorporando termos linguísticos brasileiros (como, por exemplo, catedral, batismo, Deus, catequese, etc.) e aceitando a conversão de novos fiéis, sem fazer distinção de etnia, orientação sexual e sem impor quaisquer restrições para a prática da espiritualidade.

Resumo:

Palavras-chave: Budismo, tradição, religião,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp-001

Referências bibliográficas
Como citar:

ELIAS, Alexsânder Nakaóka; "O Budista hiper-real", p. 8-13 . In: Anais do VII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - (des)Identidade Nacional [=Blucher Social Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp-001

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações