Artigo - Open Access.

Idioma principal

O ARGUMENTO DO CONHECIMENTO DO CRIADOR E A METODOLOGIA PROJETUAL NO CAMPO DO DESIGN

Cipiniuk, Alberto; Heinrich, Fabiana Oliveira; Prata, Wilson Silva;

Artigo:

Neste estudo, buscamos aproximar do campo do Design, que é hegemonicamente pautado pelo fazer, isto é, pela prática, a noção de argumento do conhecimento do criador, tese de que conhecer é ser capaz de criar ou produzir aquilo que se conhece, e suas origens e entendimentos oriundos do Ceticismo Moderno no campo da Filosofia. Ao problematizarmos a noção de metodologia projetual, passo inicial da prática do Design, observamos a repetição da noção de argumento do conhecimento do criador em distintos momentos: primeiramente, nos primórdios da fundação do campo, com a noção e uso da metodologia projetual em Gropius e na Bauhaus; em seguida, com uma reflexão sobre a metodologia projetual no Design a partir de uma conferência do historiador Giulio Argan, relevante teórico dos campos da Arte, Arquitetura e Design.

Artigo:

In this study, we aim to connect the Design field, that is hegemonic orientaded by the “make”, that is, by a praxis, to the “maker’s knowledge” notion, that in which to know something is to be able to create or to produce that which is known, and its origins and understandings from the Modern Ceticism in the Philosophy field. When we put into question the notion of project methodology, the first step in the Design praxis, it’s possible to perceive the repetition of the maker’s knowledge notion in two distinct moments: firstly, in the dawn of the Design field, with the project methology theory and praxis with Gropius and the Bauhaus; and secondly, in a reflexion upon project methodology in a speech given by the historian Giulio Argan, an important theorethician from the Arts, Architecture and Design fields.

Palavras-chave: Campo do Design, campo da Filosofia, metodologia projetual, ceticismo moderno, argumento do conhecimento do criador., Design field, Philosophy field, project methodology, modern ceticism, maker’s knowledge.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/designpro-ped-00985

Referências bibliográficas
  • [1] ARGAN, Giulio Carlo. A Arte Moderna na Europa: de Hogarth a Picasso. Tradução, notas e posfácio: Lorenzo Mammi. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.
  • [2] ARGAN, Giulio Carlo. A História na Metodologia do Projeto in Revista Caramelo, no. 6, FAU/USP, 199
  • [3] FORTY, Adrian. Objetos de Desejo: Design e Sociedade desde 1750. São Paulo: Cosac Naify, 2007.
  • [4] MARCONDES, Danilo. Iniciação à História da Filosofia: dos pré-­‐socráticos a Wittgenstein. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.
  • [5] MARCONDES, Danilo. O Argumento do Conhecimento do Criador como argumento cético in Revista Sképsis. ISSN 1981-­‐4194, ano I, no. 2, 2007.
  • [6] MARCONDES, Danilo. O Argumento do Conhecimento do Criador e o Ceticismo Moderno. Disponível na internet por http em: Andlt;http://www.dbd.puc-­‐ rio.br/depto_filosofia/99_souzafilho.pdfAndgt;. Acesso em 15 Junho 2012.
Como citar:

Cipiniuk, Alberto; Heinrich, Fabiana Oliveira; Prata, Wilson Silva; "O ARGUMENTO DO CONHECIMENTO DO CRIADOR E A METODOLOGIA PROJETUAL NO CAMPO DO DESIGN", p. 320-328 . In: Anais do 11º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 1, n. 4]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/designpro-ped-00985

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações