fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

MONITORAMENTO DE DIÓXIDO DE CARBONO EM UM AMBIENTE ESCOLAR

COMIN, T. T.; AGUIAR, M. L.;

Artigo:

A qualidade do ar em escolas tornou-se um tema de pesquisa importante nas últimas décadas e monitorar a concentração de dióxido de carbono (CO2) é relevante, pois embora seja produto do metabolismo humano, em altas concentrações ocasiona sonolência, redução na produtividade e outros efeitos deletérios. Assim, este trabalho objetivou monitorar as concentrações de CO2 internas (int) e externas (ext) em salas de aula da Escola Dr. Álvaro Guião (situada no centro da cidade de São Carlos - SP), comparando-as com os limites recomendados em normas técnicas e correlacionando-as com a temperatura (T) e a precipitação pluviométrica (PP). Utilizou-se o monitor de gases, modelo MultiRAE IR-PGM54, que possui um sensor de infravermelho não dispersivo, com faixa de detecção de 0 a 5000 ppm. Os resultados indicaram que todas as concentrações médias internas foram inferiores a 1000 ppm, limite previsto pela ANVISA, e as diferenças entre as concentrações internas e externas foram menores que 700 ppm, limite recomendado pela ABRAVA. Os coeficientes de correlação cruzada calculados foram: PP X CO2 (int) = 0,39; PP X CO2 (ext) = 0,22; T X CO2 (int) = -0,16; T X CO2 (ext) = 0,66, que permitiram concluir que a concentração de CO2 tendeu a aumentar em dias chuvosos, de altas temperaturas externas (correlação positiva) e de baixa temperatura interna (correlação negativa), pois neste caso, janelas e portas das salas são mantidas fechadas, impedindo a dispersão do CO2 exalado na respiração.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-2027-16307-145034

Referências bibliográficas
  • [1] AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (ANVISA). RE 9: qualidade do ar ambiental interior. Brasília, 2003. 10 p. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE REFRIGERAÇÃO, AR CONDICIONADO, VENTILAÇÃO E AQUECIMENTO (ABRAVA). RN 02: sistemas de condicionamento de ar e ventilação para conforto, qualidade do ar interior. São Paulo, 2003. 18 p. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Dados meteorológicos. Disponível em: Andlt;http://www.cppse.embrapa.br/dados-meteorologicosAndgt;. Acesso em: 19 mar. 2014.
  • [2] INTERGOVERNMENTAL PANEL ON CLIMATE CHANGE (IPCC). Properties of CO2 and carbon-based fuel. Disponível em: Andlt;http://www.ipcc.ch/pdf/special-reports/srccs/srccs_annex1.pdfAndgt;. Acesso em: 25 mar. 2014.
  • [3] MENDELL, M. J.; HEATH, G. A. Do indoor pollutants and thermal conditions in schools influence student performance? A critical review of the literature. Indoor Air, v. 15, p. 27-52, 2005.
  • [4] MESQUITA, M. S.; ARAÚJO, F. M. Diagnóstico da qualidade do ar interno das edificações do campus da Unifor. Revista Tecnologia, v. 27, n. 2, p. 163-170, dez. 2006.
  • [5] PERSILY, A. K. The relationship between indoor air quality and carbon dioxide. Indoor Air, v. 2, p. 961-966, 1996.
Como citar:

COMIN, T. T.; AGUIAR, M. L.; "MONITORAMENTO DE DIÓXIDO DE CARBONO EM UM AMBIENTE ESCOLAR", p. 9597-9604 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-2027-16307-145034

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações