Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

Inventário da para disponibilidade de Resíduos Sólidos Urbanos para fins de matéria prima para os setores energético e químico. Região Administrativa de Campinas - São Paulo.

CASAGRANDE, F. B.; ARAUJO, M. A.; FRANCO, T. T.; LAMPARELLI, R.; BERNI, M.;

Artigo Completo:

Este projeto tem por objetivos principal desenvolver e implantar metodologias para inventariar e montar bancos de dados georreferenciado de resíduos sólido urbano RSU das Região Administrativa (RA) de Campinas (São Paulo). Após implementação e teste das metodologias, um projeto ampliado para estimar e integrar localização, qualidade, quantidade, sazonalidade, entre outros deverá ser submetido em Projeto Temático à Fapesp, ampliando o escopo (maior numero de regiões administrativas e com maior participação de interessados/stakeholders). O inventário e o banco de dados gerados também poderão ser utilizados em intermediações com os produtores de bioenergia e de matéria-prima, potenciais clientes interessados, bem como colaborar com a elaboração de novas políticas públicas, tomada de decisões de investimento e preparo de legislação para estimular o direcionamento dos resíduos. Este projeto irá estudar a RA de Campinas; levantando dados e demonstrando a janela de oportunidades para o aproveitamento de resíduos sólidos urbanos.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2015-354-33961-260859

Referências bibliográficas
  • [1] ABRELPE, Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, “Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2013”. Disponível in www.abrelpe.org.br, acessado em setembro 2014.
  • [2] Cardoso, T.F; Otávio Cavalett¹, Mateus Ferreira Chagas¹, Edvaldo Rodrigo de Morais¹, João Luís Nunes, Carvalho¹, Henrique Coutinho Junqueira Franco¹, Marcelo Valadares Galdos¹, Fábio Vale Scarpare¹, Oscar Antonio Braunbeck¹,Luis Augusto Barbosa Cortez², Antonio Bonomi¹, “Technical and economic assessment of trash recovery in the sugarcane bioenergy”, Sci. Agric. v.70, n.5, p.353-360, September/October 2013.
  • [3] Cortez, L. A., “Roadmap for sustainable aviation biofuels for Brazil”, Projeto Financiado Fapesp-Boeing-Embraer, Editora Blucher, 2014.
  • [4] Dansereau, L.P., El-Halwagi, M., Chambost, V.; Stuart, P., “Methodology for biorefinery portfolio assessment using supply-chain fundamentals of bioproducts”, Wiley Online Library; DOI: 10.1002/bbb.1490; Biofuels, Bioprod. Bioref. 8:716–727, 201
  • [5] Dias, M., Tassia L. Junqueira, Otávio Cavalett a, Lucas G. Pavanello a, Marcelo P. Cunha, Charles D.F. Jesus a, Rubens Maciel Filho a,b, Antonio Bonomi a, “Biorefineries for the production of first and second generation ethanoland electricity from sugarcane”. Applied Energy 109 (2013) 72–78.
  • [6] Ensinas, A. V., “Estudo da geração de biogás no aterro sanitário Delta em Campinas” – SP, Dissertação (mestrado), Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Mecânica, UNICAMP, Campinas, SP, 2003.
  • [7] EPE (Empresa de Pesquisa Energética), Série Recursos Energéticos, NOTA TÉCNICA DEA 18/14, “Inventário Energético dos Resíduos Sólidos Urbanos”, pág. 12, Rio de Janeiro, Outubro, 2014.
  • [8] Faaij. A, IEA Roadmap Workshop “Sustainable feedstock supply for bioenergy and biofuels”, Copernicus Institute, Faculty of Science, Utrecht University, Task Leader IEA Bioenergy Task 40, Paris – France, IEA HQ, 15-16 September 2010, Disponible in https://www.iea.org/media/bioenergyandbiofuels/07_Faaij.pdf, accessed, in october 2014.
  • [9] Forster-Carneiro T., BERNI, M.D., Dorileo I.L., Rostagno, M.A., “Biorefinery study of availability of agriculture residues and wastes for integrated biorefineries in Brazil.” In: Resources, Conservation and Recycling, Copyright © 2013 Elsevier B.V. All rights reserved, 5-Year Impact Factor: 2.889, ISSN: 0921-3449, Volume 77, August 2013, Pages 78–88. Disponible in http://www.sciencedirect.com/science/journal/09213449/77
  • [10] Guanabara, R., Gama, T., Eigenheer, E. M.; “Contribuições para a construção de uma matriz para avaliação de projetos de educação ambiental”, Universidade Federal Fluminense, Mai/Ago. 2009.
  • [11] IEA, Bioenergy Annual Report, 2011, 124 p.
  • [12] IEA, Bioenergy Annual Report, 2013, 140 p.
  • [13] IEA, International Energy Agency, ECONOMIC SUSTAINABILITY OF BIOMASS FEEDSTOCK SUPPLY, IEA BIOENERGY: Task 43: TR2013:01, Lead Authors: Tanja Ikonen (Finnish Forest Research Institute, Finland), Antti Asikainen (Finnish Forest Research Institute, Finland), accessed, September, 2014.
  • [14] IPEA, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, “Diagnóstico dos Resíduos Orgânicos do Setor Agrossilvopastoril e Agroindústrias Associadas”, Relatório de Pesquisa, 2012, 134 p.
  • [15] Itaú Sustentabilidade, disponível em http://ww2.itau.com.br/sustentabilidade/_/no-seu-dia-a-dia/sustentabilidade-na-pratica/cases/case-uteb.html acessado em novembro de 2014
  • [16] Lima R. L. S., Severino L. S., Sofiatti V., Gheyi H. R.; “Atributos químicos de substrato de composto de lixo orgânico”, 4 Andamp; Nair H. C. Arriel, UAEA/UFCG- Campina Grande/PB-Brasil, 29/11/2010.
  • [17] Lucke, S. A.; “O resíduo sólido urbano como fonte renovável para geração de energia elétrica: aspectos econômicos e sócio-ambientais.”, Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, 2012
  • [18] Ki Lin, C.S, Koutinas, A.A., Stamatelatou, K., Mubofu, E.B., Matharu, A.S., Kopsahelis, N., Pfaltzgraff, L.A., Clark, J.H., Papanikolaou, S., Kwan, T.H., Luque, R., “Current and future trends in food waste valorization for the production of chemicals, materials and fuels: a global perspective”, Biofuels, Bioprod. Bioref. 8:686–715, Wiley Online Library DOI: 10.1002/bbb.1506; 2014.
  • [19] Mamede, M. C. S., “Avaliação Econômica e Ambiental do Aproveitamento Energético de Resíduos Sólidos no Brasil”, Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Mecânica, 2013.
  • [20] Mantovani, V. A., “Caracterização detalhada dos Resíduos Sólidos Domiciliares de Sorocaba visando melhorias do sistema de coleta seletiva”, Sorocaba, 2013.
  • [21] Mourad, Anna L., Ambrogi, Vinicius S. and Guerra, Sinclair M. G. “Potencial de utilização energética de biomassa residual de grãos.” In: ENCONTRO DE ENERGIA NO MEIO RURAL, 5, 2004, Campinas.Proceedings online. Available from: Andlt;http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttextAndamp;pid=MSC0000000022004000200033Andamp;lng=enAndamp;nrm=abnAndgt;. Acessed on: 17 Oct. 2014.
  • [22] MMA, Ministério do Meio Ambiente, “Política Nacional de Resíduos Sólidos”, acessado no site: http://www.mma.gov.br/pol%C3%ADtica-de-res%C3%ADduos-s%C3%B3lidos, acessado em 24/11/2014.
  • [23] Oliveira, L. G. S., “Aproveitamento energético de resíduos agrícolas – O caso da agroeletricidade distribuída”, Rio de Janeiro: UFRJ, COPPE, 2011. XIX, 282 p.
  • [24] Scarlat, N., Dallemand, J., Banja, M., Possible impact of 2020 bioenergy targets on European Union land use. A scenario-based assessment from national renewable energy action plans proposals, Renewable and Sustainable Energy Reviews, Waste management 30, ELSEVIER, 2013, p. 18, 595–606.
  • [25] Souza, R. A.; França, S. A. M.; “Lixo, Conduta Humana e a Gestão dos Insuportáveis”, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2013.
  • [26] Souza, R. L. R., Regina, A.; Fontes, M., Salomão, S.: “A triagem de materiais recicláveis e as variabilidades inerentes ao processo: estudo de caso em uma cooperativa”, 11/07/2014
  • [27] Jornal da Unicamp “A usina que faz o lixo desaparecer”, 04/03/2013
  • [28] Relatório Estadual de Resíduos Sólidos Urbanos, CETESB,2013
  • [29] Krewitt, W.; Simon, S.; Kronshage S.; Graus, W.; Harmelink, M.[r]evolução energética – Perspectivas para uma Energia Global Sustentável. Relatório cenário brasileiro. EREC e Greenpeace. 2007. 99 p. (Consultado em 24/09/2013) http://www.greenpeace.org.br/energia/pdf/cenario_brasileiro.pdf
  • [30] Cowen, D.J. GIS versus CAD versus DBMS: what are the differences? Cap. 4. p. 52-61. In: Introductory readings in Geographic Information Systems. Ed. Peuquet e Marble. Taylor Andamp; Francis. Bristol/England. 1990. 371 p.
Como citar:

CASAGRANDE, F. B.; ARAUJO, M. A.; FRANCO, T. T.; LAMPARELLI, R.; BERNI, M.; "Inventário da para disponibilidade de Resíduos Sólidos Urbanos para fins de matéria prima para os setores energético e químico. Região Administrativa de Campinas - São Paulo.", p. 184-191 . In: Anais do XI Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.3]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2015-354-33961-260859

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações