Abstract - Open Access.

Idioma principal

Inibição in Vitro do Crescimento Micelial e da Germinação de Esporos de Aspergillus Flavus Aflatoxigênico por Rizobactérias

Inibição in Vitro do Crescimento Micelial e da Germinação de Esporos de Aspergillus Flavus Aflatoxigênico por Rizobactérias

Einloft, Tiago; Veras, Flávio; Oliveira, Patricia; Dionello, Rafael;

Abstract:

Fungos filamentosos além de importantes deterioradores de alimentos são potencialmente produtores de micotoxinas. O fungo Aspergillus flavus é potencialmente produtor de Aflatoxina B1, uma micotoxina carcinogênica para humanos. Atualmente têm se buscado métodos alternativos para o controle fúngico. Muitas bactérias encontradas no sistema radicular de plantas são produtoras de compostos antifúngicos naturais e representam um grande potencial para o desenvolvimento de novos conservantes. Os objetivos deste trabalho foram: Isolar diferentes bactérias do sistema radicular de plantas de milho, avaliar sua capacidade antifúngica in vitro e testar sua habilidade de inibir a germinação de conídios de A. flavus. Amostras de solo rizosférico de plantas de milho foram coletadas no município de Eldorado do Sul, RS, Brasil e analisadas através da técnica de diluição em placas. As colônias bacterianas isoladas foram testadas quanto sua capacidade antagonista e os isolados promissores foram selecionados. Foi testada a capacidade dos isolados em inibir o crescimento micelial de A. flavus utilizando a técnica de pour plate. Foi realizada a diluição de esporos em Ágar 523 e posteriormente a solidificação, a inoculação de cada isolado bacteriano em três pontos na superfície da placa. Os halos de inibição foram medidos e classificados de acordo com a escala de Bacon Andamp;amp; Hinton. Para avaliar a capacidade de reduzir a germinação de esporos, foram inoculados em poças presentes em lâminas de vidro, suspensões de cada isolado bacteriano e uma suspensão de esporos fúngicos. As lâminas foram incubadas por 24 h à 25 °C. Após, 300 esporos foram contados para cada tratamento e foi determinada a proporção de esporos germinados. Foram isoladas 688 colônias bacterianas das quais 30 isolados apresentaram atividade antifúngica. Três isolados demonstraram-se superiores aos demais, apresentando o seguinte grau de inibição à distância: RF69: +++; RP103: ++; RP242: +++. Os três isolados demonstraram inibição de 100, 95 e 98% da germinação de conídios de A. flavus, respectivamente. Os resultados apresentados evidenciam a capacidade dos isolados selecionados em produzir metabólitos com intensa atividade antifúngica, capaz de inibir tanto o crescimento micelial quanto a germinação de esporos viáveis, representando uma potencial alternativa para o controle de fungos micotoxigênicos.

Abstract:

Palavras-chave: Aflatoxina B1, Antagonismo, Aspergillus flavus, Milho, Rizobactérias,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-068

Referências bibliográficas
Como citar:

Einloft, Tiago; Veras, Flávio; Oliveira, Patricia; Dionello, Rafael; "Inibição in Vitro do Crescimento Micelial e da Germinação de Esporos de Aspergillus Flavus Aflatoxigênico por Rizobactérias", p. 507-508 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-068

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações