fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

INFLUÊNCIA DA ATMOSFERA NA DEGRADAÇÃO TÉRMICA OXIDATIVA DE GRAXAS LUBRIFICANTES À BASE DE CÁLCIO

LIMA, L. M. R.; SOUZA, A. G. de; SANTOS, J. C. O.; SILVA, J. C. A. da;

Artigo:

Uma das principais vantagens das graxas lubrificantes é o fato de não escorrerem do local em que são colocadas, o que dispensa a implantação de sistemas dispendiosos de vedação. A degradação das graxas sob condições de operação ocorre principalmente através de mecanismos de oxidação. O objetivo deste trabalho foi determinar a influência da atmosfera na degradação térmica oxidativa de graxas lubrificantes à base de cálcio. Para tanto, as amostras foram submetidas a diferentes temperaturas (150, 170, 190 e 210 ºC), durante períodos de tempo distintos (1 e 6 h), sendo caracterizadas por técnicas de análise térmica, em atmosfera inerte (N2) e oxidante (O2), e espectroscopia na região do infravermelho. Os resultados mostraram que, em atmosfera oxidante, houve deslocamento das curvas TG para temperaturas mais baixas, provavelmente devido ao fato das amostras terem sofrido combustão. Em atmosfera inerte, a decomposição ocorreu em número maior de etapas do que em atmosfera oxidante, gerando menor quantidade de resíduos do que as amostras submetidas à atmosfera de O2. Além disso, houve pequenas modificações nas temperaturas de início de decomposição das amostras degradadas em comparação com as não degradadas. Com relação ao Infravermelho, os espectros apontaram que a degradação ocorreu através de processo de oxidação, resultando na formação de compostos carbonilados, confirmados pela presença de bandas referentes aos grupos C=O e

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1859-17162-134201

Referências bibliográficas
  • [1] ANTONIASSI, R. Métodos de avaliação da estabilidade oxidativa de óleos e gorduras. Boletim do Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos (CEPPA), v. 19, n. 2, 353-380, Curitiba, jul./dez 200
  • [2] CAVALCANTE, I. E. M. Estudo cinético e reológico de graxas lubrificantes submetidas à degradação térmica oxidativa, Dissertação (Mestrado), Universidade Federal da Paraíba, 201
  • [3] CZARNY, R. Effect of changes in grease structure on sliding friction, Industrial Lubrication and Tribology, Vol. 47 No. 1, MCB University Press, 0036-8792, ILT, January/February, 1995.
  • [4] HSU, A.; JONES, K. C.; FOGLIA, T. A.; MARMER, W. N. Continuous production of ethyl esters of grease using an immobilized lipase, JAOCS, Vol. 81, N0 8, 200
  • [5] KARACAN, Ö.; KÖK, M. V.; KARAASLAN, U. Dependence of thermal stability of an engine lubricating oil on usage period, J. of Therm. Analy. and Cal., Vol. 55, 109-114, 1999.
  • [6] LIMA, L. M. R., SANTOS, J. C. O.; SOUZA, A. G. Thermal and kinetic study of lubricating Lithium Greases, J. of Eng. and App. Sci., 2(4); 718-721, 2007.
  • [7] LUBRIFICAÇÃO, Disponível em: www.lubrificantes.net, Acesso em: 23 de Julho de 2008.
  • [8] ROSENHAIM, R.; TAVARES, M. L. A.; CONCEIÇÃO, M. M.; LIMA, A. E. A.; SANTOS, I. M. G.; SOUZA, A. G. Estudo por termogravimetria do biodiesel de origem de óleos vegetais usados, misturas B5, B10, B15, B20 e B25 e diesel mineral. In: Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel, Livro de Resumos, Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel, v. 1, p. 181-185, Brasília, 2006.
  • [9] RUPRECHT, V. C. Lubrificação, Fricção e Adesão, Disponível em: www.uergs.edu.br, Acesso em: 26 de Novembro de 2008.
  • [10] SHARMA, B. K.; STIPANOVIC, A. J. Development of a new oxidation stability test method for lubricating oils using high-pressure differential scanning calorimetry, Therm. Acta, 402, 1–18, 2003.
  • [11] SILVERSTEIN, R. M.; WEBSTER, F. X. Identificação Espectrométrica de Compostos Orgânicos, Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos Editora S. A., 2006.
  • [12] YEONG, S. K.; LUCKHAM, P. F.; TADROS, Th. F. Steady flow and viscoelastic properties of lubricating grease containing various thickener concentrations, J. of Coll. and Int. Sci., 274, 285–293, 2004.
  • [13] YONGGANG, M.; JIE, Z. A rheological model for lithium lubricating grease, Trib. Inter., Vol 31, No 10, pp 619-625, 1998.
Como citar:

LIMA, L. M. R.; SOUZA, A. G. de; SANTOS, J. C. O.; SILVA, J. C. A. da; "INFLUÊNCIA DA ATMOSFERA NA DEGRADAÇÃO TÉRMICA OXIDATIVA DE GRAXAS LUBRIFICANTES À BASE DE CÁLCIO", p. 14242-14249 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1859-17162-134201

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações