Artigo - Open Access.

Idioma principal

IMPRESSÃO 3D NA CULTURA DO DESIGN CONTEMPORÂNEO

Chicca Junior, Natal Anacleto; Castillo, Leonardo Gómez;

Artigo:

Apesar de não ser uma tecnologia tão recente, até há pouco tempo, as impressoras tridimensionais ficavam restritas às grandes indústrias pelo seu custo muito elevado. A constante redução de preços aliada à crescente variedade de modelos, alguns com valores cada vez mais acessíveis, está proporcionando um aumento em sua aquisição, não apenas por empresas, mas também por consumidores entusiastas em conhecer esta ferramenta. Em virtude do maior consumo de equipamentos, está ocorrendo um aumento progressivo em seu número de usuários e eventual difusão dos equipamentos em diferentes países e, consequentemente, a formação de comunidades virtuais sobre impressão 3D. O emprego destes dispositivos pode não apenas transformar a forma como os objetos são criados, mas também a maneira que são produzidos e consumidos. Um dos grandes diferenciais é conseguir reproduzir com eficiência produtos, impressos individualmente, com o mesmo acabamento das grandes fábricas. Assim sendo, a impressão tridimensional altera a forma como os objetos são criados e também ocasiona mudanças em relação à produção e ao consumo de produtos. Eliminar a necessidade de estoques e reduzir gastos com transportes são possíveis consequências da mudança dos meios de produção. A transformação das mídias físicas em digitais e o processo de compartilhamento de arquivos pela internet estão evoluindo e se tornando mais simplificados, permitindo democratizar a informação e, através de comunidades virtuais, poder cooperar, trocar e modificar projetos construindo um conhecimento coletivo. A possibilidade de criar um único produto com acabamento industrial, aliado ao conceito de projeto colaborativo e a movimentos como o do Design Livre, representa uma mudança não apenas na execução de um determinado projeto, mas também na relação entre as pessoas e os artefatos. Desta forma, o artigo pretende apresentar a impressora 3D como ferramenta de transformação da cultura material e suas eventuais implicações, desafios e oportunidades associadas aos paradigmas do design de produto contemporâneo.

Artigo:

Despite not be a recent technology, until recently, the three- dimensional printers were restricted to large industries because their very high cost. The constant reduction in prices combined with growing variety of models, some with very accessible values, is providing an increase in its acquisition, not only for companies, but also for enthusiastic consumers who wants to know this tool. Due to growing consumption of equipment, it is gradually increasing its number of users and eventual dissemination of equipment through different countries and, consequently, the formation of virtual communities on 3D printing. The use of these devices cannot only transform the way objects are created, but also the way they are produced and consumed. A major differential is able to reproduce efficiently products, individually printed, with the same finishing of large factories. Therefore, the dimensional printing changes the way objects are created and also causes changes related to production and consumption of products. Eliminate the need for inventory and reduce transport expenses are possible consequences of changing the means of production. The transformation from physical to digital media and the file sharing process by internet are evolving and becoming more simplified, allowing to democratize information and, through virtual communities, to cooperate, exchange and modify projects building a collective knowledge. The ability to create a unique product with industrial finishing allied to the concept of collaborative design and movements such as the Open Design represents a change not only in the execution of a particular project, but also in the relationship between people and artifacts. Thus, the paper aims to present the 3D printer as a tool of transformation of material culture and its implications, challenges and opportunities associated with the paradigms of contemporary product design.

Palavras-chave: cultura material, cibercultura, Design Livre e impressão 3D., material culture, cyberculture, Open Design and 3D printing.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/designpro-ped-00523

Referências bibliográficas
  • [1] ABRAMOVAY, Ricardo. O movimento dos fazedores e o espírito do faça você mesmo. 2012. Em: Andlt;http://wwwfolha.uol.com.br/empreendedorsocial/colunas/1190457-o- movimento-dos-fazedores-e-o-espirito-do-faca-voce-mesmo.shtmlAndgt; Acesso em: 08 junho 2013.
  • [2] ANDERSON, Chris. A Cauda Longa: do Mercado de massa para o mercado de nicho. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 2006.
  • [3] ANDERSON, Chris. Makers. A nova revolução industrial. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2012.
  • [4] BARIFOUSE, Rafael; CORONATO, Marcos; CISCATI, Rafael. A nova revolução industrial muda a forma como os objetos são criados, produzidos e consumidos. 2012. Em: Andlt;http://revistaepoca.globo.com/Ciencia-e-tecnologia/noticia/2012/10/nova- revolucao-industrial-muda-forma-como-os-objetos-sao-criados-produzidos-e- consumidos.htmlAndgt; Acesso em: 12 maio 2013.
  • [5] BONSIEPE, G. Design, do material ao digital. Florianópolis: FIESC/IEL, 1997. BRANZI, A. Pomeriggi alla media industria. Milan: Idea Books, 1988.
  • [6] COSTA, Eliane. Impacto das tecnologias na produção, na distribuição e no consumo culturais. In: Economia da cultura: ideias e vivências. Rio de Janeiro: Publit, 2009.
  • [7] KRUCKEN, Lia. Competências para o design na sociedade contemporânea. Cadernos de Estudo Avançado em Design, Caderno 2, v. 1 (jul. 2008). Editora Santa Clara: Belo Horizonte, 2008.
  • [8] LARAIA, Roque de Barros. Cultura. Um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1986.
  • [9] LEMOS, André. Cibercultura punk. Revista Cult. n.96, março de 2010.
  • [10] LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Edições Loyola, 1998.
  • [11] MONT, O. Product-Service Systems. Stockholm, Swedish EPA, AFR-report 288:83, 2000.
  • [12] THACKARA, J. In the bubble: designing in a complex world. Cambridge: MIT, 2005.
  • [13] TROXLER, Peter. Making the 3rd Industrial Revolution. The Struggle for Polycentric Structures and a New Peer- Production Commons in the Fab Lab Community. In: Fablab: Of Machines, Makers, and Inventors (Cultural and Media Studies). Bielefeld: Transcript Publishers, 20
Como citar:

Chicca Junior, Natal Anacleto; Castillo, Leonardo Gómez; "IMPRESSÃO 3D NA CULTURA DO DESIGN CONTEMPORÂNEO", p. 2344-2353 . In: Anais do 11º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 1, n. 4]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/designpro-ped-00523

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações