dezembro 2014 vol. 1 num. 1 - X Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

HIDRÓLISE ENZIMÁTICA DO PERMEADO DE SORO DE QUEIJO

Sandri, J. P.; Prado, M. V.; Andrade, K. de; Lucas, M. da S.; Miotto, I.; Pavan, L.; Assunção, G. M.; Hasan, S. D. M.; Fiorese, M. L.;

Artigo:

O soro de leite é um resíduo agroindustrial remanescente do processo de fabricação de queijos e um poluente em potencial, pois possui alta carga de matéria orgânica. Atualmente, processos com uso de membranas vêm sendo utilizados visando reaproveitar este soro. Durante o processo de separação do mesmo por membrana, obtém-se o permeado, que é rico em lactose e sais minerais e pode ser utilizado em processos biotecnológicos (fermentações), juntamente com leveduras, para a redução da carga orgânica e obtenção de produtos de valor agregado. Porém, algumas leveduras não metabolizam o dissacarídeo lactose, como é o caso da Saccharomyces cerevisiae, logo, é necessário que esse permeado seja hidrolisado para obtenção de monossacarídeos. Visando obter a melhor condição para a hidrólise deste permeado, avaliou-se as condições de temperatura, pH e concentração de enzima empregadas no processo. O permeado utilizado neste estudo é proveniente da indústria SOORO(*) . O estudo foi realizado através de um planejamento experimental 23, com quadruplicata no ponto central. Os resultados obtidos demonstraram que o pH, a interação entre temperatura e pH e entre temperatura e concentração de enzima são significativos, entretanto, não foram satisfatórios, evidenciando a necessidade de realizar novos experimentos com diferentes condições.

Artigo:

Palavras-chave: fermentação, leveduras, produtos.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/chemeng-cobec-ic-07-eb-146

Referências bibliográficas
  • [1] ANUPAMA; RAVINDRA, P. “Value-added food: single-cell protein”. Biotechnology Advances, v. 18, n. 6, p. 459-479, 2000.
  • [2] ARAÚJO, L. de F.; DIAS, M. V. C.; BRITO, E. A. de; OLIVEIRA Jr, S. “Enriquecimento proteico de alimentos por leveduras em fermentação semissólida: alternativa na alimentação animal”. Tecnologia Andamp; Ciência Agropecuária, v. 3, n. 3, p. 47-53, 2009.
  • [3] BACH, F. Avaliação da condições de produção e fermentado acético de soro de leite, 2012. (Mestrado em Engenharia Química, UNIOESTE, Toledo - PR)
  • [4] BALDASSO, C. Concentração, purificação e fracionamento das proteínas do soro lácteo através da tecnologia de separação por membranas. 2008. 179 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química)– Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2008.
  • [5] BALDASSO, C.; TESSARO, I. C. Andamp; RUVER, G. S. “Desmineralização do soro de leite através da eletrodiálise”. In: Seminário do programa de pós-graduação em Engenharia Química, 2009, Porto Alegre. Anais. VIII Oktoberforum – PPGEQ, 2009.
  • [6] BOX, G. E. P.; HUNTER, W. G. e HUNTER, J. S. Statistics for experimenters: an introduction to design, data analysis and model building. New Yotk, Wiley, 1978.
  • [7] CARMINATTI, C. A. Ensaios de hidrólise enzimática da lactose em reator a membrana utilizando beta-galactosidase Kluyveromyces lactis. 2001. 79 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química)–Universidade Federal de Santa Catarina, 2001.
  • [8] CASADEI, M. E. Processos fermentativos a partir de cana-de-açúcar. 2012. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia de Biocombustíveis)–Faculdade de Tecnologia de Araçatuba, 2012.
  • [9] CAZETTA, M. L.; CELLIGOI, M. A. P. C. “Aproveitamento do melaço e vinhaça de cana-de-açúcar como substrato para produção de biomassa proteica e lipídica por leveduras e bactéria”. Semina: Ciências Exatas e Tecnológicas, v. 26, n. 2, p. 105-112, 2005.
  • [10] COSTA, M. C. B.; ALMEIDA, C. R. R. “A importância do ensino da ferramenta de planejamento fatorial para estudantes de engenharia”. In: XXXIX Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia, 2011, Blumenau, SC. Disponível em:Andlt;http://www.abenge.org.br/CobengeAnteriores/2011/sessoestec/art1903.pdfAndgt;. Acesso em: 03 nov. 2013.
  • [11] DOMINGUES, L.; LIMA, N.; TEIXEIRA, J. A. “Novas metodologias para a fermentação alcoólica do soro de queijo”. In: CONFERÊNCIA NACIONAL SOBRE A QUALIDADE DO AMBIENTE, 6, Lisboa, 1999 - "Actas da 6.ª Conferência Nacional sobre a Qualidade do Ambiente". Lisboa : Universidade Nova de Lisboa, 1999. vol. 3, p. 271-280. Disponível em: Andlt;http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/3671/1/CNQA-C15-30[2].PDFAndgt; Acesso em: 03 nov. 2013.
  • [12] GEKAS, V. e LÓPEZ-LEIVA, M.H. “Hydrolysis of Lactose – a Literature Review”. Process Biochemistry, p.2- 1985.
  • [13] LIZIEIRE, R. S.; CAMPOS, O. F. de. Soro de queijo “in natura” na alimentação do gado de leite. Instrução Técnica 44 para o Produtor de Leite, ISSN nº 1518-3254, 2006.
  • [14] MAHONEY, R. R. “Galactosyloligosaccharide formation during lactose hydrolisys: a review”. Food chemistry, v.63, n°2, p.147-154, 1998.
  • [15] PADUA, D. M. C. Utilização da levedura alcoólica (Saccharomyces cerevisiae) como fonte proteica na alimentação de juvenis de pacu (Piaractus mesopotamicus, Pisces, Teleostei): aspectos metabólicos e de desempenho produtivo. 1996. 133 f. Dissertação (Mestrado em Aquicultura)–Universidade Estadual Paulista, 1996.
  • [16] SMITH, K. Dried dairy ingredients. Madison, 2008. 60 p.
Como citar:

Sandri, J. P.; Prado, M. V.; Andrade, K. de; Lucas, M. da S.; Miotto, I.; Pavan, L.; Assunção, G. M.; Hasan, S. D. M.; Fiorese, M. L.; "HIDRÓLISE ENZIMÁTICA DO PERMEADO DE SORO DE QUEIJO", p. 613-617 . In: . São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobec-ic-07-eb-146

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações