fevereiro 2014 vol. 1 num. 1 - V Simpósio Internacional de Flebologia

Resumo - Open Access.

Idioma principal

Fisiopatologia e Tratamento das Varizes Pelvicas

Bastos, F. R.;

Resumo:

Desde 1949 temos relatos de artigos científicos a respeito das varizes pélvicas (Taylor, HC , Surg Gyn Andamp; Obst) e apesar disso só recentemente com os estudos de Monedero J- Zubicoa e Labropoulos N, os fundamentos da fisiopatologia das varizes foram estabelecidos. É o que é chamado também de Pelvic leaks, ou seja, Vazamento da pelve. Anatomia: Todas as veias da pelve fazem parte de um conjunto importante chamado distrito venoso cava inferior. É que todas as veias dos membros inferiores e da pelve têm seu sangue drenado para a veia cava inferior e todas elas são submetidas a forças físicas que podem ajudar ou atrapalhar a volta do sangue ao coração.

Resumo:

Palavras-chave: Varizes pélvicas, escleroterapia com espuma, IVC,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-flebo-SIF_30

Referências bibliográficas
  • [1] Taylor HC , Duncan, Am J Obstr Gyn vol 64 1952.
  • [2] Monedero JL, Zubicoa, Varizes pélvicas Phlebolynphology 2004; 45:269-275.
  • [3] Bastos FR, Lino JA, Lodi CTC in Varizes pélvicas pág 175-186, in Escleroterapia
  • [4] com espuma Ed Folium – Belo Horizonte.
Como citar:

Bastos, F. R.; "Fisiopatologia e Tratamento das Varizes Pelvicas", p. 53 . In: In Anais do V Simpósio Internacional de Flebologia [=Blucher Medical Proceedings, n.1, v.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-flebo-SIF_30

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações