Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

EXTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ÓLEO DA SEMENTE DE MARACUJÁ

CARDOSO, L. C. D.; CAVALCANTE, R. M.; de MAGALHÃES, S. P.; da S. FIGUEIREDO, E.;

Artigo Completo:

Com a evolução da indústria do biodiesel, buscam-se constantemente novas fontes de óleos que possam ser usados como matéria-prima para sua produção. A semente de maracujá, um rejeito da indústria alimentícia, apresenta grande potencial de uso como matéria-prima para a síntese de biodiesel. Neste trabalho, foi feita a comparação da extração do óleo de semente de maracujá por solvente via soxhlet e ultrassom. O valor do índice de refração do óleo extraído (h ≈1,47) apresentou valor semelhante ao encontrado na literatura, indicando que as extrações realizadas foram bem sucedidas. Três solventes foram avaliados para a extração do óleo: etanol, isopropanol e acetona. Destes, o último apresentou melhores resultados. As extrações feitas via ultrassom apresentaram maior rendimento (21 % de óleo extraído com acetona) sendo esse método, portanto, selecionado como melhor método para extração do óleo da semente de maracujá.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2015-371-33980-261054

Referências bibliográficas
  • [1] ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Biocombustíveis. Disponível em: Andlt; http://www.anp.gov.br/?id=470Andgt;. Acesso em 24 de março de 2015.
  • [2] BRASIL. Resolução nº 45, de 25 de agosto de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 26 de agosto de 2014. Disponível em: Andlt;http://nxt.anp.gov.br/nxt/gateway.dll/ leg/resolucoes_anp/2014/agosto/ranp%2045%20-%202014.xmlAndgt;. Acesso em 17 de março de 2015.
  • [3] DAMY, P. de C.; JORGE, N. Determinações Físico-Químicas do Óleo de Soja e da Gordura Vegetal Hidrogenada Durante o Processo de Fritura Descontínua. Braz. J. Food Technol., v.6, p. 251-257, 200
  • [4] FERRARI, R. A.; COLUSSI, F.; AYUB, R. A. Caracterização de subprodutos da industrialização do maracujá – aproveitamento das sementes. Rev. Bras. Frutic., v.26, p. 101-102, 200
  • [5] JORGE, N.; MALACRIDA, C. R.; ANGELO, P. M.; ANDREO, D. Composição centesimal e atividade antioxidante do extrato de sementes de maracujá (Passiflora edulis) em óleo de soja. Pesq. Agropec. Trop., v.39, p. 380-385, 2009.
  • [6] KOBORI, C. N.; JORGE, N. Caracterização dos óleos de algumas sementes de frutas como aproveitamento de resíduos industriais. Ciênc. Agrotec., Lavra, v.29, n. 5, p. 1008-1014, 2005.
  • [7] LEÃO, K. M. M.; SAMPAIO, K. L.; PAGANI, A. A. C.; SILVA, M. A. A. P. da. Odor potency, aroma profile and volatiles composition of cold pressed oil from industrial passion fruit residues. Ind. Crop. Prod., v. 58, p. 280-286, 2014.
  • [8] LEI Nº 13.033, DE 24 DE SETEMBRO DE 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 25 de setembro de 2014. Disponível em:
  • [9] Andlt;http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13033.htmAndgt;. Acesso em 23 de março de 2015.
  • [10] MALACRIDA, C. R.; JORGE, N. Yellow Passion Fruit Seed Oil (Passiflora edulis flavicarpa): Physical and chemical characteristics. Braz. Arch. Biol. Technol., v. 55, p. 127-134, 2012.
  • [11] OLIVEIRA, R. C. de; BARROS, S. T. D. de; GIMENES, M. L. The extraction of passion fruit oil with green solvents. J. Food Eng., v. 117, p. 458-463, 2013.
  • [12] PIOMBO, G.; BAROUH, N.; BAREA, B.; BOULANGER, R.; BRAT, P.; PINA, M.; VILLENEUVE, P. Characterization of the seed oils from kiwi (Actinidia chinensis), passion fruit (Passiflora edulis) and guava (Psidium guajava). O.C.L.-Ol. Corps Gras Li., v. 13, p. 195-199, 2006.
  • [13] PONTES, M. A. N.; HOLANDA, L. F. F.; URIÁ, H. F. U.; BARROSO, M. A. T. Estudo dos subprodutos do maracujá (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.): III – Obtenção do óleo e da torta. B. CEPPA, Curitiba, v.7, n. 1, p. 23-32, 1989.
Como citar:

CARDOSO, L. C. D.; CAVALCANTE, R. M.; de MAGALHÃES, S. P.; da S. FIGUEIREDO, E.; "EXTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ÓLEO DA SEMENTE DE MARACUJÁ", p. 172-177 . In: Anais do XI Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.3]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2015-371-33980-261054

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações