fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ESTUDO DO ESCOAMENTO DO SISTEMA ÓLEO / ÁGUA EM TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

PESSOA, J. H. B.; CHIAVONE FILHO, O. ; PEREIRA, A. C. P.; NASCIMENTO, G. L. C.; ANDRADE, R. M. P. de; SILVA JR, V. A. da;

Artigo:

Devido a produção crescente de água nos campos de produção de petróleo na região do Rio Grande do Norte e do complexo sistema de escoamento da malha de líquidos até o processo de tratamento, mostrou-se necessário o mapeamento do escoamento do fluido produzido (óleo + água) em termos da sua viscosidade aparente. Isto se deve ao fato da demanda de uma melhor descrição do comportamento reológico. Sendo assim foram coletados dados reais do escoamento em diversas faixas de BSAndamp;W (basicsedimentsandwater) e foram utilizadas metodologias para seleção dos dados. De posse dos dados selecionados foram realizados cálculos da perda de carga por fricção, usando a lei de Darcy-Weisbach, bem como de ajuste de parâmetro, a viscosidade aparente para cada faixa de BSAndamp;W. Portanto, foi possível a descrição do escoamento nas condições de interesse atravésdo gráfico da viscosidade aparente x BSAndamp;W da emulsão para o óleo estudado.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0424-25544-160139

Referências bibliográficas
  • [1] ARIRACHAKARN, S., OGLESBY, K.D., BRILL, J.P., 1989. An Analysis of Oil/Water Flow Phenomena in Horizontal Pipes. SPE, p. 18836.
  • [2] BASTIDAS, T. J. P. Geração de emulsões durante a produção de petróleo. 2007. 100 (Doutorado em Engenharia Mecânica). Engenharia Mecânica, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. BRAUNER, N., ULLMANN, A., 200 Modeling of phase inversion phenomenonin the two-phase flows. Int. J. Multiph. Flow 28 (6), 1177–1204.
  • [3] BRINKMAN, H., 1952. The viscosity of concentrated suspensions andsolutions. J. Chem. Phys. 20 (4), 571–584.
  • [4] CHEN, J., 2001. Study on Oil–Water Two Phase Pipe Flow. University of Petroleum, Beijing, China. DECARRE, S., FABRE, J., 1997. Phase inversion prediction study. Journal of L'' Institute Francais du Prtrole, vol. 52, pp. 415–42
  • [5] DUKLER, A.E.,WICKS III, M., CLEVELAND, R.G., 1964. Frictional pressuredrop in two-phase flow. AIChE J. 10 (1), 44–51.
  • [6] HAPANOWICZ, J. Slip between the phases in two-phase water-oil flow in a horizontal pipe. International Journal of Multiphase Flow, v. 34, p. 559-566, 2008.
  • [7] KELEŞOĞLU, S.; PETTERSEN, B. H.; SJÖBLOM, J. Flow properties of water-in-North Sea heavy crude oil emulsions. Journal of Petroleum Science and Engineering, v. 100, n. 0, p. 14-23, 2012.
  • [8] PLASENCIA, J.; PETTERSEN, B.; NYDAL, O. J. Pipe flow of water-in-crude oil emulsions: Effective viscosity, inversion point and droplet size distribution. Journal of Petroleum Science and Engineering, v. 101, n. 0, p. 35-43, 2013.
  • [9] YEH, G., HAYNIE JR, F.H., MOSES, R.E., 1964. Phase–volumerelationship at the point of phase inversion in liquid dispersions.AIChE J. 10 (2), 260–265.
Como citar:

PESSOA, J. H. B.; CHIAVONE FILHO, O. ; PEREIRA, A. C. P.; NASCIMENTO, G. L. C.; ANDRADE, R. M. P. de; SILVA JR, V. A. da; "ESTUDO DO ESCOAMENTO DO SISTEMA ÓLEO / ÁGUA EM TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS", p. 5411-5419 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0424-25544-160139

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações