fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ESTUDO DA SECAGEM DE SILAGEM DE PESCADO EM SECADOR DE BANDEJA E LIOFILIZADOR

PEREIRA JUNIOR, V. A. ; CRUZ, P. N.; GOULART, G. A. S.;

Artigo:

Inicialmente foi produzida silagem de resíduos de pescados, em seguida promoveu-se a secagem do ensilado em secador de bandeja em diferentes temperaturas (50ºC e 60ºC) e cargas de silagem (~48,8g e ~97,5g) aplicando planejamento experimental. Avaliou-se a composição centesimal antes e após a secagem. A composição centesimal da silagem in natura não apresentou discrepância quando comparada à literatura. O pH final da silagem de pescado ficou próximo ao descrito pela literatura (4,44±0,09), com acidez titulável de 10,95±0,87. Os resultados estatísticos da composição centesimal da silagem seca em bandejas foram divergentes em relação à linearidade para a obtenção da variável resposta. O processo de liofilização apresentou-se como a melhor opção para minimizar as perdas de nutrientes. As curvas experimentais da secagem em bandeja apresentaram dois períodos distintos, sendo observado que a secagem ocorreu principalmente na primeira fase do período de taxa decrescente.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0539-25052-141107

Referências bibliográficas
  • [1] AKANDE, G. R. Technical note: Improved utilisation of stunted tilapia sp. J. of Food Sci and Tec. v. 24, p. 20-26, 1989.
  • [2] AOAC - ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis. 15.ed. Virginia, Washington: Arlington, 1995.
  • [3] BARUFFALDI, R. Andamp; OLIVEIRA, M. N. Fundamentos de tecnologia de alimentos. São Paulo: Atheneu, 1998. 317p. BELLO, R. A. Experiências com ensilado de pescado em Venezuela. Instituto de Ciências y Tecnologia de Alimentos. Caracas: Universidad Central de Venezuela, 2004. Disponível em: Andlt;http// www.fao.org/livestock/ aphp134/cap1.htmAndgt;. Acesso em: 20 set. 201
  • [4] CARVAJAL, G. Fundamentos de la tecnología de ensilados. In Procesamiento de Ensilado de Pescado. ITP/JICA, XIV Curso Internacional Tecnología de Procesamiento de Productos Pesqueros. Callao - Perú. p. 1-15. 1998.
  • [5] DEAMICI, K. M. Andamp; OLIVEIRA, E. G. Obtenção de silagem ácida de pescado: avaliação da etapa de secagem. Digital Repository. UFRGS, 2011.
  • [6] FELLOWS, P. J. Tecnologia do processamento de alimentos: Princípios e prática. Vol 1. 2ª Ed. Porto Alegre: Editora Artmed, Cap 15. 602p. 200
  • [7] GIULIETTI, N. Andamp; ASSUMPÇÃO R. Indústria pesqueira no Brasil. Revista Agricultura em São Paulo. v.2, n.42, p.95-127, 1995.
  • [8] INSTITUTO ADOLFO LUTZ - IAL. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. Coordenadores Odair Zenebon, Neus Sadocco Pascuet e Paulo Tiglea - São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, 117p. 1985.
  • [9] MARCHI, J. F. Desenvolvimento e avaliação de produtos à base de surimi produzidos a partir de tilápia nilótica, Oreochromis niloticus L. (Dissertação). Ciência e Tecnologia de Alimentos, Universidade Federal de Viçosa, 1997.
  • [10] MORAIS, C. Andamp; MARTINS, J. Considerações sobre o aproveitamento de sobras da industrialização de pescado na elaboração de produtos alimentícios. Bol. ITAL, v.18, p. 253-81, 198.
  • [11] REIGLER, E. Eine Kolorimetrische Bestimmungs methods des Eiweisses. Z Anal Chem; 53:242-5, 1914.
  • [12] VENUGOPAL, V. Andamp; SHAHIDI, F. Value-added products from underutilized fish species. Crit. Rev. in Food Sci. and Nut., v.35, n.5, p.431- 453, 1995.
  • [13] VIDOTTI R.M. Andamp; GONÇALVES, G. S. Produção e Caracterização de Silagem, Farinha e Óleo de Tilápia e sua Utilização na Alimentação Animal. 2011. Disponibilizado em: Andlt;www.pesca.sp.gov.brAndgt;. Acesso em 03 out. de 20
Como citar:

PEREIRA JUNIOR, V. A. ; CRUZ, P. N.; GOULART, G. A. S.; "ESTUDO DA SECAGEM DE SILAGEM DE PESCADO EM SECADOR DE BANDEJA E LIOFILIZADOR", p. 3649-3656 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0539-25052-141107

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações