Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ESTIMATIVA DA ENERGIA MÉDIA GERADA EM UMA BACIA HIDROGRÁFICA ATRAVÉS DE ANÁLISES ESTATÍSTICAS

ESTIMATE OF AVERAGE ENERGY GENERATED IN A WATERSHED BY STATISTICAL ANALYZES

Ferreira, Jacson Hudson Inácio; Camacho, José Roberto; Malagoli, Juliana Almansa;

Artigo Completo:

A estimativa da energia média gerada é um dos aspectos relevantes analisados durante a primeira etapa do ciclo de implantação de uma pequena central geradora hidrelétrica, a Estimativa do Potencial Hidrelétrico. Neste cenário, o conhecimento da disponibilidade hídrica é parte fundamental dos estudos hidrológicos de uma bacia hidrográfica, estudos pertencentes à etapa do ciclo para determinar a vazão de um rio ou a precipitação em um local ou região, incluindo a sua variabilidade temporal. Para isso, é necessário utilizar alguns valores estatísticos que resumem, em grande parte, o comportamento hidrológico do rio ou da bacia. Neste contexto, este trabalho tem como objetivo realizar uma análise estatística para determinar os valores das variáveis que interferem no cálculo da energia média: a vazão de referência Q7,10, a média das vazões mensais e a curva de permanência. Foi utilizado dados da série histórica de vazões de 1942 a 2013 da estação fluviométrica Ituiutaba, localizada na bacia hidrográfica do rio Tijuco em Minas Gerais. Na análise das variáveis, fez-se necessário conhecer e estudar os orgãos e legislações estaduais, um modelo probabilístico (distribuição de Weibull) e ferramentas computacionais que auxiliam a determinar os valores. Pode-se dizer que, o cálculo da estimativa da energia média gerada a partir da análise estatística da vazão para a bacia do rio Tijuco proporcionou um potencial hidrelétrico atrativo. Verificou-se também que a hidrologia estatística no processo da estimativa da energia média para empreendimentos hidrelétricos fornece dados confiáveis e que a interpretação dos dados pode amparar as tomadas de decisões na fase de projetos.

Artigo Completo:

The estimate average energy generated is one of the important aspects analyzed during the first stage of the deployment of a small hydropower, the Estimate Hydroelectric Potential. In this scenario, knowledge of water availability is a fundamental part of the hydrological studies of a watershed, studies pertaining to the stage of the cycle to determine the flow of a river or precipitation in a location or region, including its temporal variability. For this it is necessary to use some statistical values that summarize, in large part, the hydrological behavior of the river or watershed. In this context, this work has the objective to perform a statistical analysis to determine the values of the variables that affect the calculation of the average energy:: reference flow Q7, 10, the average monthly flows and the curve of stay. It was used the data from streamflow time series 1942-2013 of Ituiutaba fluviometric station located in the catchment area of the river Tijuco, in Minas Gerais. In the analysis of the variables, it was necessary to know and study the organs and state laws, a probabilistic model (Weibull distribution) and computational tools to help determine the values. It can be said that the calculation of the estimated average energy generated from the statistical analysis of the flow rate for the river Tijuco provided an attractive potential hydroelectric. It was also found that the statistical hydrology in the process of estimating the average power for hydroelectric projects provide reliable data and that the interpretation of the data can support the decision in the phase os projects.

Palavras-chave: Hidrologia Estatística, Vazão, Estimativa da Energia Média, Hydrology Statistics, Flow, Estimate of Average Energy.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/mathpro-cnmai-0049

Referências bibliográficas
  • [1] Collischonn, W. e Tassi, R. 2008. Introduzindo Hidrologia. Instituto de Pesquisa Hidraúlica. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
  • [2] Eletrobrás, C. E. B. 2000. Diretrizes para Estudos e Projetos de Pequenas Centrais Hidrelétricas. Brasília.
  • [3] Faria, F. 2011. Metodologia de Prospeção de Pequenas Centrais Hidrelétricas. Dissertação de Mestrado, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo.
  • [4] Junior, R. F. V., Pissara, T. C. T., Passos, A. O., Ramos, T. G. e Abdala, V. L. 2010. Diagnóstico das Áreas de Preservação Permanente na Bacia Hidrográfica do Rio Tijuco, Ituiutaba – MG, Utilizando Tecnologia SIG. Eng. Agríc., Jaboticabal, v.30, n.3, p.495-503.
  • [5] Miranda, R. L. 2009. Regulação Técnica para se Obter Melhor Eficiência na Motorização de Pequenas Centrais Hidrelétricas No Brasil. Dissertação de Mestrado, Universidade Salvador.
  • [6] Reis, A. A., Naghettini, M. e Melo, M. D. 2007. Estudo Comparativo, Aplicação e Definição de Metodologias
  • [7] Apropriadas para a Determinação da Vazão Ecológica na Bacia do Rio Pará, em Minas Gerais. XVII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos.
  • [8] Santos, B. B., Sobrinho, T. A. e Almeida, I. K. 2011. Avaliação da Disponibilidade Hídrica para Concessão de Outorgas Baseada em Vazões Mínimas de Referência. XIX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos.
  • [9] Sarmento, R. 2007. Termo de Referência para a Elaboração de Estudos Sobre a Vazão Ecológica na Bacia do Rio São Francisco. Edital n. 05 do ano de 2006, PROJETO 704BRA2041 da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – UNESCO.
Como citar:

Ferreira, Jacson Hudson Inácio; Camacho, José Roberto; Malagoli, Juliana Almansa; "ESTIMATIVA DA ENERGIA MÉDIA GERADA EM UMA BACIA HIDROGRÁFICA ATRAVÉS DE ANÁLISES ESTATÍSTICAS", p. 261-270 . In: Anais do Congresso Nacional de Matemática Aplicada à Indústria [= Blucher Mathematical Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN em b-reve, DOI 10.5151/mathpro-cnmai-0049

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações