dezembro 2014 vol. 1 num. 5 - II Congresso Brasileiro de Medicina Hospitalar

Resumo - Open Access.

Idioma principal

Estado Nutricional Em Portadores De Síndrome De Down Com Cardiopatia Congênita: Comparação De Curvas De Crescimento

Foscarini, A.C.; Dornelles, I.K.; Sica, A.S.; Cesa, C.C.; Pellanda, L.C.;

Resumo:

Em crianças portadoras de Síndorme de Down (SD), a presença de cardiopatia congênita (CC) ocorre em 40% a 50% dos casos. Ademais – segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) – a obesidade está presente em cerca de 30% delas. Contudo, pouco se sabe acerca da prevalência de obesidade em jovens com SD e CC associadas. Objetivamos, portanto, avaliar hábitos alimentares, estado nutricional e frequência alimentar em crianças e adolescentes portadores de SD com CC, comparar as classificações de índice de massa corporal (IMC) de acordo com curvas da OMS e curvas desenvolvidas para indivíduos com SD. Métodos: Estudo transversal com indivíduos portadores de SD atendidos em um centro de referência para cardiologia, portadores de CC, com idade de 2 a 18 anos. Foram aferidos peso, altura, IMC, valor energético total (VET) e frequência alimentar, por meio de questionário aplicado aos pais/cuidadores e de exame físico. O estado nutricional foi analisado mediante IMC para gênero e idade, utilizando-se as curvas para avaliação de portadores de SD preconizadas pela Myrelid et al. e pelas propostas pela OMS. As prevalências foram descritas sob a forma de percentual com respectivos intervalos de confiança de 95% e foi considerado significativo um p Andlt;0,05. Resultados: Foram avaliados 68 indivíduos portadores de SD com CC. O defeito septo atrioventricular (DSAV) foi a cardiopatia mais frequente (52,9%). O consumo adequado de carboidratos, proteínas e lipídeos foram atingidos por 66,2%, 94,1% e 41,2% respectivamente. Houve diferença de classificação do IMC entre as curvas propostas para portadores de SD e pela OMS. Houve associação entre consumo de vitamina E e ácidos graxos poli-insaturados. Conclusão: Os resultados mostraram que indivíduos com SD são, em sua maioria, considerados eutróficos para idade, quando avaliados pelas curvas específicas para SD. Porém, a prevalência de sobrepeso e obesidade foi abaixo do esperado neste estudo quando comparamos as curvas de IMC para idade, preconizadas pela OMS. As avaliações nas curvas específicas para SD seriam o recomendado na prática dos profissionais da área da saúde, para assim evitar diagnósticos precipitados de sobrepeso e/ou obesidade nesta população.

Resumo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/medpro-II-cbmh-008

Referências bibliográficas
Como citar:

Foscarini, A.C.; Dornelles, I.K.; Sica, A.S.; Cesa, C.C.; Pellanda, L.C.; "Estado Nutricional Em Portadores De Síndrome De Down Com Cardiopatia Congênita: Comparação De Curvas De Crescimento", p. 17 . In: . São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-II-cbmh-008

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações