fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

EMPREGO DO ÓLEO RESIDUAL DE FRITURA NA PRODUÇÃO DE BIODIESEL

SILVEIRA, D. A.; VIEIRA, G. E. G.;

Artigo:

Óleos vegetais são produtos naturais formados principalmente por triglicerídeos e são utilizados principalmente na culinária e na produção de biocombustível. Atualmente verifica-se uma grande utilização dos óleos vegetais para a fritura de alimentos por imersão, sendo gerado consequentemente um grande volume de óleo residual. No Brasil se produz aproximadamente quatro bilhões de litros de óleo de fritura por ano. Frente à problemática do aumento desse resíduo deu-se a necessidade da sua reciclagem sendo a produção de biodiesel um dos principais alvos de interesse. A produção de biodiesel de óleo de fritura traz muitos benefícios para o ambiente e para a sociedade, principalmente em relação à minimização da poluição do ar e da poluição hídrica. Várias cidades brasileiras utilizam o óleo residual de fritura para produzirem diferentes compostos, como: sabão, cola, tinta, massa de vidraceiro e principalmente biodiesel. No processo de fritura as propriedades térmicas e fisicoquímicas do óleo vegetal são alteradas podendo afetar a produção do biocombustível. O biodiesel produzido através de óleo residual de fritura mostra-se muito importante, pois tais óleos já foram utilizados na alimentação e agora terão uma destinação que agrega valor. Desta forma o presente trabalho teve por objetivo realizar uma abordagem a respeito da utilização de óleo residual de fritura na produção de biodiesel.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1982-16556-170930

Referências bibliográficas
  • [1] ABRANDH. A crise mundial de alimentos viola o direito humano à alimentação. Brasília, DF, jun., 2008. 8p. AGROAMBIENTE. Biocombustível não atinge a produção de alimentos. 2008.
  • [2] AGROSOFT. Estudo da Unb avalia que biocombustível não ameaça alimentos. 2008.
  • [3] ALBERICI, R. M.; PONTES, F. F. F. Reciclagem de Óleo Comestível Usado Através da Fabricação de Sabão. Eng. Amb., Espírito Santo do Pinhal, vol. 1, n°1, jan./dez., 2004. P. 073-076.
  • [4] AMBIENTE BRASIL. Doze ônibus movidos a biodiesel de óleo de fritura vão rodar experimentalmente em Curitiba (PR). 2008.
  • [5] ASSOCIAÇÃO FLORIPAMANHÃ. Ampliada reciclagem de óleo de cozinha. 2007.
  • [6] CARDOSO, L. M. Estudo dos processos de obtenção de biodiesel. 2008, 39p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Engenharia Ambiental). Universidade Federal do Tocantins, Palmas, TO. CASTELLANELLI, C. A. Estudo da viabilidade de produção do biodiesel, obtido através do óleo de fritura usado, na cidade de Santa Maria – RS. 2008. 111p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção). Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, 2008.
  • [7] COSTA NETO, P. R.; ROSSI, L. F. S.; ZAGONEL, G. F.; RAMOS, L. Z. P. Produção de Biocombustível alternativo ao óleo diesel através da transesterificação de óleo de soja usado em frituras. Quím. Nov. 2000, vol. 23, no. 4, pp. 531-53 ISSN 0100-4042.
  • [8] FERNANDES, R. K. M.; PINTO, J. M. B.; MEDEIROS, O. M. de.; PEREIRA, C. de A. Biodiesel a partir de óleo residual de fritura: alternativa energética e desenvolvimento Área temática: Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas 7sócio-ambiental. XXVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Rio de Janeiro, RJ, 13 a 16 de outubro, 2008; 10p. GAZZONI, D. Biodiesel: mrecado atual e perspectivas. 2010.
  • [9] INSTITUTO AKATU. Sabão é Alternativa de Reaproveitamento do Óleo de cozinha. 2007.
  • [10] LIMA, M. V. S.; NUNES, R. C. da R.; ARAÚJO B. Q.; FIGUEIREDO, F. C.; SANTOS JUNIOR, J. R. dos. Síntese de ésteres (biodiesel) a partir de óleo de fritura com metanol e etanol. In: XVI Seminário de Iniciação Científica da UFPI, 2007, Teresina – PI, 2007.
  • [11] MIRANDA, R. A. de. Biodiesel: obtenção a partir de óleos residuais utilizados na cocção de alimentos. In: II Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia do Biodiesel ABIPTI. Brasília, DF, 27 a 29 de novembro, 2007, 5p. PARENTE, E. J. de S. Biodiesel – Uma aventura tecnológica num país engraçado. Editora Unigráfica: Fortaleza-CE. 2003.
  • [12] PASQUALETTO, A.; BARBOSA, G. N. Aproveitamento do óleo residual de fritura na produção de biodiesel. In. XXXI Congresso Interamericano AIDIS. Santiago, Chile, 12 a 15 de outubro, 2008, 8p. REDA, S. Y. CARNEIRO, P. I. B. Óleos e Gorduras: Aplicações e Implicações. Rev. Anal. fevereiro/março, 2007, Nº27. 60-67p. REDA, S. Y. Estudo Comparativo de Óleos Vegetais Submetidos a Estresse Térmico. 2004, 153 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Alimentos). Universidade Estadual de Ponta Grossa, PR. ROSA, C. D. Produção enzimática de biodiesel em modo contínuo em meio pressurizado. 2009.
  • [13] 134p. Tese (Doutorado em Engenharia de Alimentos). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2009.
  • [14] SANTOS, R. B. dos.; SERRATE, J. W.; CALIMAN, L. B.; LACERDA Jr, V.; CASTRO, E. V. R. Avaliação do uso de óleo residual usado em fritura para a produção de biodiesel e estudo da transesterificação de óleo de soja com alcoóis de cadeia de até quatro carbonos. In: II Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia do Biodiesel ABIPTI. Brasília, DF, 27 a 29 de novembro, 2007, 6p. SILVEIRA, D. A. Processo de purificação de óleo de soja residual utilizado em fritura para reaproveitamento industrial. 2009, 45 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Engenharia Ambiental). Universidade Federal do Tocantins, Palmas, TO. UNIVERSIA. Produção de Alimentos X Produção de Biocombustíveis. 2008.
  • [15] WUST, E. Estudo da viabilidade técnico-científica da produção de biodiesel a partir de Resíduos gordurosos. 2004, 113p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental). Universidade Regional de Blumenau, SC.
Como citar:

SILVEIRA, D. A.; VIEIRA, G. E. G.; "EMPREGO DO ÓLEO RESIDUAL DE FRITURA NA PRODUÇÃO DE BIODIESEL", p. 9535-9542 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1982-16556-170930

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações