Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

ELABORAÇÃO DE MICROESTRUTURAS POROSAS A BASE DE QUITOSANA E QUITINA PARA A ADSORÇÃO DO CORANTE AZUL BRILHANTE

ESQUERDO, VANESSA MENDONÇA; QUINTANA, THAIS MACHADO; MARTINS, NATALIA SOARES SANTOS; FARIAS, BRUNA SILVA DE; PINTO, LUIZ ANTONIO DE ALMEIDA;

Artigo Completo:

A quitosana e a quitina são adsorventes que ganham destaque por serem obtidos de fontes naturais renováveis, porém elas são normalmente utilizadas na forma de pó, possuindo baixa porosidade. A elaboração de microestruturas porosas à base de quitosana e quitina para utilização como adsorvente de corantes em meio aquoso é um estudo relevante. Este trabalho teve como objetivo elaborar microestruturas adsorventes à base de quitosana e quitina com características adequadas para a adsorção do corante azul brilhante em solução aquosa. Foi elaborada uma microestrutura utilizando apenas quitosana e duas microestruturas utilizando quitosana adicionada de quitina em pó e em flocos. Os três adsorventes foram caracterizados por FT–IR, para classificar as principais vibrações dos grupos funcionais, e MEV para observar a presença de microestruturas com superfície megaporosa. O efeito do pH (2, 4 e 6) no percentual de remoção foi avaliado. A diminuição do pH favoreceu o percentual de remoção (98,2% para a microestrutura de quitosana pura, 70,2% para a microestrutura adicionada de quitina em flocos e 69,5% para a microestrutura adicionada de quitina em pó). Experimentos de equilíbrio foram realizados em pH 2 demonstrando que as microestruturas são bons materiais adsorventes, pois apesar de uma diminuição da capacidade de adsorção no material adicionado de quitina, foi necessária uma menor quantidade de quitosana para a elaboração das microestruturas, tornando o adsorvente de menor custo.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/ENEMP2015-PS-428

Referências bibliográficas
  • [1] BLÁZQUEZ, G.; CALERO, M.; HERNÁINZ, F.; TENORIO, G.; MARTÍN–LARA, M. A. Equilibrium biosorption of lead (II) from aqueous solutions by solid waste from olive–oil production. Chemical Engineering Journal, v. 160, p. 615–622, 2010.
  • [2] BORZELECA, J. F.; DEPUKAT, K.; HALLAGAN. J. B. Lifetime toxicity/carcinogenicity studies of FDAndamp;C Blue n°1 (brilliant blue FCF) in rats and mice. Food and Chemical Toxicology. v. 28, n. 4, p. 221-234, 1990.
  • [3] BRUNAUER, S.; DEMING, L. S.; TELLER, E. On a theory of Van der Waals adsorption of gases. Journal of American Chemical Society, v. 62(7), p.1723-1732, 1940.
  • [4] CRINI, G.; BADOT, P. Application of chitosan, a natural aminopolysaccharide, for dye removal from aqueous solutions by adsorption processes using batch studies: A review of recent literature. Progress in Polymer Science, v. 33, p. 399-447, 2008.
  • [5] DOTTO, G. L.; PINTO, L. A. A. Adsorption of food dyes onto chitosan: Optimization process and kinetic. Carbohydrate Polymers, v. 84, p. 231–238, 2011.
  • [6] DOTTO, G. L.; VIEIRA, M. L. G.; GONÇALVES, J. O.; PINTO, L. A. A. Remoção dos corantes azul brilhante, amarelo crepúsculo e amarelo tartrazina de soluções aquosas utilizando carvão ativado, terra ativada, terra diatomácea, quitina e quitosana: Estudos de equilíbrio e termodinâmica. Química Nova, v. 34, p. 1193–1199, 2011.
  • [7] DOTTO, G. L.; MOURA, J. M.; CADAVAL, T. R. S.; PINTO, L. A. A. Application of chitosan films for the removal of food dyes from aqueous solutions by adsorption. Chemical Engineering Journal, v. 214, p.8-16, 2013.
  • [8] GUPTA, V. K.; SUHAS. Application of low-cost adsorbents for dye removal: A review. Journal of Environmental Management., v. 90, p. 2313-2342, 2009.
  • [9] International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC). Gold Book. IUPAC Ed., New York, 2012.
  • [10] KUNZ, A.; PERALTA-ZAMOTRA, P.; MORAES, S. G.; DURÁN, N. Novas tendências no tratamento de efluentes têxteis. Química Nova, v. 25, n. 1, p. 78-82, 2002.
  • [11] MIRMOHSENI, A.; DORRAJI, M.; FIGOLI, A.; TASSELLI, F. Chitosan hollow fibers as effective biosorbent toward dye: Preparation and modeling. Bioresource Technology, v. 121, p. 212–220, 2012.
  • [12] PICCIN, J. S.; VIEIRA, M. L. G.; GONÇALVES, J. O.; DOTTO, G. L.; PINTO, L. A. A. Adsorption of FDAndamp;C Red No. 40 by chitosan: Isotherms analysis. Journal of Food Engineering, v. 95, p. 16–20, 2009.
  • [13] PRASHANTH, K. V. H.; THARANATHAN, R. N. Chitin/chitosan: modifications and their unlimited application potential: an overview. Food Science Andamp; Technology, v. 18, p. 117-131, 2007.
  • [14] RUTHVEN, D. M. Principles of Adsorption and Adsorption Processes. John Wiley Andamp; Sons, New York, 1984.
  • [15] WESKA, R.; MOURA, J.; BATISTA, L.; RIZZI, J.; PINTO L. A. A. Optimization of deacetylation in the production of chitosan from shrimp wastes: Use of response surface methodology. Journal of Food Engineering, v. 80, p. 749–753, 2007.
Como citar:

ESQUERDO, VANESSA MENDONÇA; QUINTANA, THAIS MACHADO; MARTINS, NATALIA SOARES SANTOS; FARIAS, BRUNA SILVA DE; PINTO, LUIZ ANTONIO DE ALMEIDA; "ELABORAÇÃO DE MICROESTRUTURAS POROSAS A BASE DE QUITOSANA E QUITINA PARA A ADSORÇÃO DO CORANTE AZUL BRILHANTE", p. 874-882 . In: In Anais do XXXVII Congresso Brasileiro de Sistemas Particulados - ENEMP 2015 [=Blucher Engineering Proceedings]. São Paulo: Blucher, 2015. . São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/ENEMP2015-PS-428

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações