Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

EFEITOS DO E27,5 EM VEÍCULOS, MOTOCICLETAS E MOTOR A GASOLINA

Vilella, Antonio Carlos Scardini; Sá, Ricardo Almeida Barbosa de; Vicentini, Pedro Cafaro; Carvalho, Rogério Nascimento de; Machado, Guilherme Bastos; Melo, Tadeu Cavalcante Cordeiro de; Silva, Katia Moniz da;

Artigo Completo:

O artigo reporta o estudo feito pela PETROBRAS para avaliação técnica do impacto do aumento do teor de etanol anidro combustível na gasolina brasileira, de 25 para 27,5% v/v, em motor, veículos e motocicletas movidos exclusivamente à gasolina. No estudo foram realizados ensaios de emissões e autonomia em veículos e motocicletas em dinamômetro de chassis e ensaios de desempenho (partida e dirigibilidade a frio e retomada de velocidade) em pista, utilizando diferentes tecnologias de injeção de combustível, representativos das diferentes fases dos programas brasileiros de controle da poluição do ar (PROCONVE e PROMOT). Observou-se ainda o efeito nas principais variáveis do motor, por meio das curvas características de desempenho em banco de provas, incluindo o impacto na temperatura dos gases de escape em motor com tecnologia de injeção direta. O mesmo foi feito em relação às propriedades físico-químicas contidas na especificação, com ênfase para os ensaios de volatilidade, lubricidade e estabilidade à oxidação (formação de goma). Os resultados dos ensaios com gasolinas com teores de 25 e 27,5% de etanol anidro indicaram não haver alterações significativas, atendendo plenamente à especificação técnica da ANP e sem prejuízo para o funcionamento normal na frota circulante.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-simea2015-PAP180

Referências bibliográficas
  • [1] AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS (ANP), Resolução ANP nº75/2015;
  • [2] AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS (ANP), Resolução ANP nº5/2005;
  • [3] AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS (ANP), Resolução ANP nº6/2005;
  • [4] MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA, Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários – Relatório Final 2013 – Ano Base 2012;
  • [5] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, Determinação de Hidrocarbonetos, Monóxido de Carbono, Óxidos de Nitrogênio e Dióxido de Carbono no Gás de Escapamento - ABNT NBR 6601, setembro de 2012;
  • [6] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, Veículos rodoviários automotores leves - Determinação de aldeídos e cetonas contidos no gás de escapamento, por cromatografia líquida - Método DNPH – ABNT NBR 12026, abril de 2009;
  • [7] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, Veículos Rodoviários Automotores Leves – Medição do Consumo de Combustível – Método de Ensaio - ABNT NBR 7024, novembro de 2006;
  • [8] MINISTÉRIO DAS MINAS E ENERGIA (MME), RT PETROBRAS/CENPES DPM nº 008/14 – “Efeitos do E27,5 e do E30 em Veículos, Motocicletas e Motor à Gasolina”, outubro de 2014;
  • [9] CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE, Resolução CONAMA nº 297/2002;
  • [10] PARLAMENTO EUROPEU, Diretiva 97/24/CE, 1997;
  • [11] SOCIETY OF AUTOMOTIVE ENGINEERS, “Vehicle Acceleration Measurement”, SAE Recommended Practice J1491, July 2006;
  • [12] Montgomery D. C.., George C. R.; Estatística Aplicada e Probabilidade para Engenheiros – LTC Editora, 2003;
  • [13] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, Veículos rodoviários - Código de ensaio de motores - Potência líquida efetiva, ABNT NBR ISO 1585, junho de 1996;
  • [14] AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS (ANP), Resolução ANP nº40/2013;
  • [15] Orbital Engine Company. A Literature Review Based Assessment on the Impacts of a 10% and 20% Ethanol Gasoline Fuel Blend on Non-Automotive Engines, Report to Environment Australia, 2002;
  • [16] ASTM D5191 Standard Test Method for Vapor Pressure of Petroleum Products (Mini Method). United States: ASTM International, 2013;
  • [17] ASTM D6079 Standard Test Method for Evaluating Lubricity of Diesel Fuels by the High-Frequency Reciprocating Rig (HFRR). United States: ASTM International, 2011;
  • [18] Jeuland, N., Montagne, X. e Gautrot, X. Potentiality of Ethanol as a Fuel for Dedicated Engine, Oil Andamp; Gas Science and Technology – Rev. IFP, Vol. 59 (6), pp. 559-570, 2004.
  • [19] D´Ornellas, Claudia V. e Alchorne, J. A. Adequação da qualidade da gasolina quanto a estabilidade à estocagem. PETROBRAS, CENPES, Divisão de Tecnologia de Produtos, 1997 (Relatório DIPROD 003/97).
  • [20] Martins, Claudio S. V. e Alchorne, Jorge A. Exportação de etanol e misturas gasolinaetanol - Aspectos relativos à qualidade dos produtos. PETROBRAS, CENPES, Combustíveis, 2006. (Relatório Técnico COMB 005/2006);
  • [21] ASTM D4625 Standard Test Method for Middle Distillate Fuel Storage Stability at 43 °C (110 °F), United States: ASTM International, 2014;
  • [22] ASTM D381 Standard Test Method for Gum Content in Fuels by Jet Evaporation., 2012.
Como citar:

Vilella, Antonio Carlos Scardini; Sá, Ricardo Almeida Barbosa de; Vicentini, Pedro Cafaro; Carvalho, Rogério Nascimento de; Machado, Guilherme Bastos; Melo, Tadeu Cavalcante Cordeiro de; Silva, Katia Moniz da; "EFEITOS DO E27,5 EM VEÍCULOS, MOTOCICLETAS E MOTOR A GASOLINA", p. 449-468 . In: In Anais do XXIII Simpósio Internacional de Engenharia Automotica - SIMEA 2014 [=Blucher Engineering Proceedings]. São Paulo: Blucher, 2015. . São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-simea2015-PAP180

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações