Resumo - Open Access.

Idioma principal

Diálogo e Participação na Avaliação dos Módulos Interdisciplinares na Formação em Saúde

Medeiros, Érica Teixeira de; Escardovelli, Luiza; Mendes, Rosilda;

Resumo:

Introdução: o trabalho relata uma proposta de formação profissional que visa o aprendizado integrado e valoriza equipes multidisciplinares para a promoção do cuidado, incitando mudanças na formação em saúde. Entre as atividades realizadas durante a graduação, destacam-se as produzidas pelo Eixo Trabalho em Saúde (Eixo TS) com turmas mistas compostas por alunos dos cursos de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Terapia Ocupacional e Serviço Social. Consta de atividades de campo, vivências práticas, supervisões, discussões em grupos e aulas teóricas que envolvem estudantes, técnicos e docentes da área da saúde. Dentre as diretrizes do Eixo destacam-se, as ações de inserção dos alunos em atividades que viabilizam o contato com distintos grupos populacionais, em seus territórios, aproximando os alunos dos problemas e serviços de saúde. As estratégias de ensino-aprendizagem valorizam o envolvimento dos alunos desde o primeiro ano na construção do conhecimento. Além disso, vem sendo realizadas avaliações dos módulos, buscando a constante análise do processo, o que tem sido desafiador dada a dificuldade em envolver estudantes e docentes no mesmo. Objetivo: Criar mecanismos avaliativos mais participativos, abordando complexidade do processo de formação, envolvendo aqueles que têm ou tiveram influência na implantação dessa proposta avaliativa. Métodos: Ações foram desenvolvidas para a Análise do Módulo: Clínica Integrada – Atuação em Grupos Populacionais, referente ao 4º termo do Eixo TS. Criou-se um Grupo de Trabalho de Avaliação tendo como participantes docentes e monitores do Eixo, e a organização de fóruns para cada termo, com a participação de docentes, monitores do Eixo, além dos estudantes representantes dos cursos de graduação. As avaliações se realizaram através de Rodas de Conversa, em salas de aula, indagando aos alunos sobre a participação e a sucessão do módulo, evocando as dúvidas, críticas, relação com os professores, com o grupo de alunos e com a instituição, a vivência dos mesmos e articulação entre teoria e prática. Subsequente, os resultados eram relatados aos professores nos fóruns. Resultados: o processo avaliativo foi inclusivo. Apontou também questões relevantes quanto à organização, didática, relações com as instituições participantes e vários aspectos para melhoria do Eixo. Discussões sobre os dados obtidos foram feitas nos fóruns, o que resultou em alterações no processo de aprendizagem. Conclusões: a avaliação participativa oportuniza um aprimoramento do módulo, indicando perspectivas e diversos temas que favorecem ações de ensino-aprendizado. a atuação em função dos resultados e da reflexão deve dar base ao planejamento em curso favorecendo mudanças que visam atingir avanços no ato educativo. o momento de repensar a prática forma um espaço integrador, onde se relacionam os processos imediatos com seu contexto e apresenta ao grupo o desafio de analisar a ação, gerando aprendizado e reorientando o trajeto educativo.

Resumo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cihhs-10353

Referências bibliográficas
Como citar:

Medeiros, Érica Teixeira de; Escardovelli, Luiza; Mendes, Rosilda; "Diálogo e Participação na Avaliação dos Módulos Interdisciplinares na Formação em Saúde", p. 86 . In: Anais do Congresso Internacional de Humanidades & Humanização em Saúde [= Blucher Medical Proceedings, vol.1, num.2]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cihhs-10353

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações