Abstract - Open Access.

Idioma principal

Detecção de Cepas Virulentas de Arcobacter Butzleri em Carnes de Frangos e Suínos Provenientes de Açougues no Município de São Paulo

Detecção de Cepas Virulentas de Arcobacter Butzleri em Carnes de Frangos e Suínos Provenientes de Açougues no Município de São Paulo

Oliveira, Maria Gabriela Xavier de; Moreno, Andrea Micke; Spindola, Maria Garcia; Gomes, Vasco Túlio de Moura; Filsner, Pedro Henrique de Lima; Ferreira, Thaís Sebastiana Porfida; Knöbl, Terezinha;

Abstract:

A presença de patógenos zoonóticos em alimentos de origem animal é uma preocupação de saúde pública. O Arcobacter spp. é um micro-organismo Gram-negativo causador de diarreia aquosa e sepse em humanos; e a espécie A. butzleri é a de maior interesse na relação humano-animal. O objetivo do presente estudo foi detectar a presença de A. butzleri em carnes de frango e de suínos provenientes de açougues do Município de São Paulo, verificando os fatores de virulência associados à adesão (cadF e ciaB) e a invasão (cj 1349) deste agente. Um total de 115 cortes de carne de suínos e 105 de carne de frangos foram utilizados para cultivo e isolamento em caldo e ágar JM em condições de aerofilia, a 30Andamp;#9702;C por 72h. Selecionaram-se as colônias características de Arcobacter, que foram submetidas à detecção molecular pela reação em cadeia da polimerase (PCR), para determinação da espécie e dos fatores de virulência. Constatou a presença de A. butzleri em 10,4% (12/115) de amostras de carne de suínos e 4,7% (5/105) de carne de aves. A pesquisa dos fatores de virulência demonstrou que 100% dos isolados foram positivos para os fatores de virulência cadF, ciaB e cj 1349. Apesar da virulência de Arcobacter spp. ser pouco elucidada, a capacidade de adesão e invasão são consideradas fundamentais na patogenicidade do agente. Os genes pesquisados neste estudo estão associados a fatores encontrados em cepas provenientes de humanos de diversas origens do mundo, descritos por outros autores, elevando a importância do seu caráter zoonótico. Verificou-se nesta pesquisa a presença de Arcobacter butzleri na fase final de comercialização de carnes de frangos e suínos em açougues. A falta de inocuidade de alimentos cárneos é motivo de preocupação, pois apesar de Arcobacter possuir propriedades de fácil eliminação a 55Andamp;#9702;C, existe o risco de contaminação cruzada com outros produtos alimentares não cozidos e utensílios. Novos estudos de detecção de outros genes de virulência e da caracterização genotípica dos isolados serão realizados, com a finalidade de complementar as evidencias obtidas neste estudo.

Abstract:

Palavras-chave: Arcobacter, carnes, zoonose, aves, suínos,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-172

Referências bibliográficas
Como citar:

Oliveira, Maria Gabriela Xavier de; Moreno, Andrea Micke; Spindola, Maria Garcia; Gomes, Vasco Túlio de Moura; Filsner, Pedro Henrique de Lima; Ferreira, Thaís Sebastiana Porfida; Knöbl, Terezinha; "Detecção de Cepas Virulentas de Arcobacter Butzleri em Carnes de Frangos e Suínos Provenientes de Açougues no Município de São Paulo", p. 343-344 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-172

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações