fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

DESENVOLVIMENTO DE GEOPOLÍMEROS A PARTIR DE CINZAS PESADAS POR ATIVAÇÃO ALCALINA

SANTA, R. A. ANTUNES BOCA; NONES, J.; RIELLA, H. G.; KUHNEN, N. C.;

Artigo:

Este trabalho trata do desenvolvimento de um material cimentício a partir de aluminosilicato (Al2O3.SiO2) amorfo, denominado geopolímero. Cinzas pesadas foram utilizadas como fonte de aluminossilicato, os ativadores utilizados foram hidróxido de sódio (NaOH) e silicato de sódio (Na2SiO3). As propriedades químicas da cinza pesada foram determinadas por fluorescência de raios X, e as propriedades estruturais por difração de raios X; também foram realizados testes de microscopia eletrônica de varredura e resistência à compressão mecânica. Os principais resultados mostraram que para ocorrer a geopolimerização é necessário que haja um ajuste entre as razões molares do material sólido a base de aluminossilicatos e as razões molares entre os ativadores utilizados. As cinzas pesadas ativadas obtiveram resultados satisfatórios na síntese de geopolímeros. No entanto, a cinza pesada por perder parte de seu estado amorfo deve ser avaliada, pois o tempo de cura foi mais longo quando comparado com outras pesquisas sobre materiais geopoliméricos.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1827-17348-170921

Referências bibliográficas
  • [1] BOCA SANTA, R. A. A., Desenvolvimento de Geopolímeros a partir de Cinzas Pesadas Área temática: Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas 6Oriundas da Queima do Carvão Mineral e Metacaulim a partir de Resíduos da Indústria de Papel. Dissertação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.
  • [2] DAVIDOVITS J.; 30 Years of Successes and Failures in Geopolymer Applications. Market Trends and Potential Breakthroughs. Keynote Conference on Geopolymer Conference Melbourne, Australia, 200
  • [3] DUXSON, P; FERNANDEZ J.; PROVIS, J.L.; Geopolymer Technology: the Current State of the Art. Advances in Geopolymer Science Andamp; Technology, Springer Science+Business, v.42, p. 2917-2933, 2006.
  • [4] FERNÁNDEZ-JIMÉNEZ, A.; PALOMO, A.; CRIADO, M.. Microstructure Development of Alkali-Activated Fly Ash Cement: a Descriptive Model. Cement And Concrete Research, Madrid, p.1204-1209, 200
  • [5] FERNÁNDEZ-JIMÉNEZ, A.; PALOMO, A., Composition and Microstructure of Alkali Activated Fly Ash Binder: Effect of the Activator. Cement And Concrete Research, Madrid, p.1204-1209, 200
  • [6] GAVRONSKI J. D., Carvão Mineral e as Energias Renováveis no Brasil. Tese de Doutorado, Universidade Federal Rio Grande do Sul, Porto Alegre- RS, 2007.
  • [7] KOMMITSAS K., ZAHARAKI D.; Geopolymerisation: A Review and Prospects for the Minerals Industry. Minerals Engineering, v. 20, p. 1261–1277, 200
  • [8] MENDONÇA, C. M. D.; Activação Alcalina de Resíduos Industriais. Dissertação de Mestrado, Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro, Universidade de Aveiro. p. 116, 2007.
  • [9] OLIVIA, M.; SARKER, P.; NIKRAZ, H.; Water Penetrability of Low Calcium Fly Ash Geopolymer Concrete. Conference on Constituction and Building Technol International, 2008.
  • [10] PANIAS, D.; GIANNOPOULOU, I. P.; Development of Inorganic Polymeric Materials Based on Fired Coal Fly Ash. Acta Metallurgica Slovaca, v. 12, P. 321 - 327, 2006 PINTO T. A., Novos Sistemas Ligantes Obtidos por Activação Alcalina. Construção Magazine. Tese de Doutorado da Universidade de Minho, Portugal 2004.
  • [11] RATTANASAK U., CHINDAPRASIR P.T.; Influence of NaOH Solution on the Synthesis of Fly Ash Geopolymer. Minerals Engineering, v.22, n. 12, 2009.
  • [12] TORGAL F. P.; JALALI, S.. Dossier Eco-Eficiência. Materiais de Construção. Disponível em: Andlt; http://www.apcmc.pt/newsletter/newsletter_n178/imagens/dossier_ecoeficiencia.pdfAndgt;. Acesso em: 25 de maio de 2011.
Como citar:

SANTA, R. A. ANTUNES BOCA; NONES, J.; RIELLA, H. G.; KUHNEN, N. C.; "DESENVOLVIMENTO DE GEOPOLÍMEROS A PARTIR DE CINZAS PESADAS POR ATIVAÇÃO ALCALINA", p. 9290-9296 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1827-17348-170921

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações