Abstract - Open Access.

Idioma principal

Convivência Harmônica Entre Linhagens de Leveduras Killer e Sensíveis

Convivência Harmônica Entre Linhagens de Leveduras Killer e Sensíveis

Canossa, Sheila; Agustini, Bruna; Silva, Gildo Almeida da;

Abstract:

Sabe-se que algumas leveduras podem liberar glicoproteínas, conhecidas como fator killer, que matam linhagens sensíveis. Em relação ao fator killer, as leveduras são classificadas como sensível (K- R-), killer (K+R+) e neutras (K- R+). A capacidade killer das linhagens de Saccharomyces cerevisiae é determinada por partículas citoplasmáticas semelhantes a vírus (VLP). Estas partículas são compostas por segmentos lineares de RNA de cadeia dupla. As linhagens killer possuem VLPs de diferentes tamanhos sendo M-dsRNA (médio) e L-dsRNA (grande). Para que uma linhagem apresente comportamento killer é necessário que esta possua a VLP M-dsRNA. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta killer de 34 linhagens isoladas da cultivar Merlot da região de Pinto Bandeira com relação às linhagens killer 7M, 12M, 24M, 25M e 30M, isoladas da mesma localidade, tendo-se como padrão killer as linhagens de referência da espécie Saccharomyces cerevisiae, denominadas Embrapa 1B, Embrapa 91B e uma linhagem comercial K1 (Lallemand). As linhagens teste foram 1M, 2M, 4M 5M, 6M, 7M, 8M, 9M, 10M, 11M, 12M, 14M, 15M, 16M, 17M, 18M, 20M, 21M, 22M, 24M, 25M, 26M, 27M, 29M, 30M, 31M, 32M, 33M, 34M, 35M, 36M, 37M, 38M, 39M e 40M. Os experimentos foram conduzidos em meio mosto Lorena/ELNC (80:20) pH 4,5. As linhagens testadas foram plaqueadas sobre o meio e massas pontuais das oito linhagens killer foram aplicadas em triplicata sob o meio. As placas foram acondicionadas em estufa à 24 ºC de 48 a 72 horas. Os resultados mostraram que as linhagens 10M e 29M apresentaram sensibilidade à proteína killer das linhagens 12M e 30M. A linhagem 20M foi sensível apenas à linhagem 12M. As linhagens referência K1 e 91B também apresentaram sensibilidade à proteína killer das leveduras 12M e 30M. Entretanto, as linhagens 10M, 20M e 29M não apresentaram sensibilidade ao fator killer das linhagens killer de referência K1, 91B e 1B. A frequência de linhagens killer, sensível e neutra depende do ambiente de onde foram isoladas e especialmente das linhagens de referência empregadas. O fato de se isolar linhagens killer, sensíveis e neutras de um mesmo ambiente sugere haver na natureza mecanismos que possibilitem a convivência harmônica entre linhagens killer e sensíveis. É possível que um destes mecanismos esteja relacionado com a presença simultânea de linhagens neutras num mesmo micro-habitat.

Abstract:

Palavras-chave: Killer, sensível, leveduras,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-019

Referências bibliográficas
Como citar:

Canossa, Sheila; Agustini, Bruna; Silva, Gildo Almeida da; "Convivência Harmônica Entre Linhagens de Leveduras Killer e Sensíveis", p. 597-598 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-019

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações